Polícia Federal analisou a carne de apenas uma empresa em 2 anos de investigação