“Botei pra sentar no colo do capeta”, diz vendedor ao confessar duas mortes em Salvador