PT, PMDB e PSDB vão abocanhar, juntos, quase 40% do fundo público de financiamento