Assassinato de Marielle quer 'intimidar aqueles que lutam por direitos humanos', diz ONU