Carnaval

Rei Momo recebeu chaves da cidade e abriu oficialmente carnaval de Salvador

A entrega das chaves de Salvador ao Rei Momo foi realizada na noite desta quarta-feira (3), na Praça Municipal, no Centro Histórico da cidade. O ato simboliza a abertura oficial do carnaval capital baiana. O Rei Momo reina até o dia 10 de fevereiro, a Quarta-Feira de Cinzas.
 
A cerimônia de abertura da festa foi realizada  pela primeira vez em uma quarta-feira -- nos anos anteriores ocorria na quinta-feira. O Rei Momo recebeu as chaves do prefeito de Salvador, ACM Neto, por volta das 19h40. O evento ainda contou com a participação do governador Rui Costa e outros representantes políticos.
"É uma novidade a abertura de Salvador acontecer na quarta-feira. Isso oficializa a quarta, que já tinha um movimento muito grande na Barra. O cortejo traz um pouco de cada coisa do carnaval de Salvador. E o mais importante: faz com que a alegria chegue também aqui no centro histórico. Esse vai ser um carnaval histórico, de muita alegria e, espero, de muita paz", disse o prefeito ACM Neto.
 
"Nossa mensagem é que o carnaval de Salvador, que o carnaval da Bahia, fique conhecido no mundo inteiro como o carnaval da alegria e carnaval da paz. Segurança está na rua, tudo em ordem e vamos com certeza, colher os frutos de um bom planejamento, fazer a checagem na entrada dos circuitos com rastreador de metais para evitar a entrada de qualquer tipo de armamento. Vamos trabalhar duro e pedir a cada um que contribua para que a gente tenha um carnaval da paz", disse o governador.
 
Antes da cerimônia, um cortejo partiu da Praça Castro Alves em direção ao Terreiro de Jesus, no Pelourinho, com parada na Praça Municipal. O cortejo, que fez uma retrospectiva do carnaval de Salvador, foi aberto pelo cantor Carlinhos Brown, que desfilou com a "Caetanave".
 
Em seguida, desfilaram grupos como Bandão Fred Dantas, Ala das Baianas, Grupo João de Barros, Quabales, Ganhadeiras de Itapuã, Pierrôs de Plataforma, Olodum, Bonecões, Banda Didá, Wilson Café e os Tambores, Mutantes, Fred Menendez e o Rixô Elétrico, Microtrio de Ivan Huol e Thiery. A noite de festa no Centro Histórico foi encerrada pelo cantor Saulo que cantou sucessos do carnaval de Salvador como "Chame Gente", além de músicas autorais como "Raiz de Todo Bem".
 
O cantor ainda aproveitou para fazer uma homenagem a Orlando Tapajós, responsável pela revolução estética no trio elétrico. "O que seria do carnaval sem esse homem?", disse Saulo em cima do trio. Tapajós ganhou um quadro do cantor onde estava escrito: "Somos gratos por toda inspiração e trabalho ao longo de 60 carnavais".

Categorias

Notícias




Classificados


Enquete



Mais Lidas