Entretenimento

Biel mantém contrato com gravadora, mas tem carreira em risco após polêmicas

Biel está com a sua carreira ameaçada após se envolver em uma acusação de assédio sexual, quando chamou a repórter de "gostosinha" durante entrevista. Depois da polêmica, o cantor não conseguiu retomar suas atividades artísticas. Segundo o colunista Leo Dias, do jornal "O Dia", o funkeiro continua contratado pela gravadora Warner Music.
 
A gravadora garantiu o retorno do intérprete do hit "Ninguém Segura Ela" para o próximo mês. De acordo com a publicação, o rapaz de 21 anos está morando nos Estados Unidos com a modelo Duda Castro, com quem assumiu namoro em janeiro e trocou beijos no Carnaval de Salvador, mas não tem trabalho, assessoria de imprensa, música nova ou agenda de shows.
 
Biel abriu o jogo sobre a polêmica envolvendo o seu nome e comemorou boa fase. "Eu tive a oportunidade de sentar com ela na nossa última audiência e me desculpei. Olhei no olho dela e a gente se resolveu. O que ficou de aprendizado foi que cresci muito com isso. Nesses seis meses amadureci o que amadureceria em dez anos se não passasse por isso. Graças a Deus, resolvi. Estou pronto para começar de novo", afirmou.
 
Por causa do escândalo, o músico anunciou uma pausa na carreira logo que internautas resgataram tuítes antigos em que ele dizia absurdos sobre algumas celebridades. Porém, ele repensou sua decisão e voltou a se apresentar. Biel foi condenado pela Justiça a pagar R$ 4.400 a uma instituição de caridade após o processo de injúria movido pela jornalista Giulia Pereira.
 
"É uma pena branda, mas infelizmente é a legislação. Ela está tranquila e aliviada. Vamos começar de novo daqui para frente, esperando que isso tenha sido uma lição para a vida de Biel, pois ele é um profissional que forma opiniões. Ele continua réu primário, mas foi feita justiça. Acredito que a minha cliente esteja satisfeita, pois ela só queria que ele tivesse uma lição e tratasse as pessoas com dignidade", falou a advogada da repórter. "Foi realizado um acordo. O cantor pagará 5 salários mínimos à instituição beneficente", dizia o comunicado enviado pelo funkeiro.




Classificados


Enquete



Mais Lidas