Entretenimento

Grávida e cheia de energia, Ivete prevê como será a 19ª vez no Festival de Verão

Assessores, jornalistas, cinegrafistas, fotógrafos e maquiadores dividiam o espaço na ampla sala de um apartamento com vista privilegiada para a Praia da Paciência, no boêmio bairro do Rio Vermelho, em Salvador, na noite da última terça-feira (21). O local foi escolhido pela produção da cantora Ivete Sangalo, com a finalidade de receber a imprensa de diversos cantos do país para uma série de entrevistas.


O G1 chegou ao local por volta das 21h30, para conversar sobre a 19ª participação de Ivete em no Festival de Verão Salvador, que acontece em 16 e 17 de dezembro, na Arena Fonte Nova. Ela é a única artista a participar de todas as edições do evento e, este ano, subirá ao palco com pouco mais seis meses de gestação, aos 45 anos.


Enquanto a equipe montava o equipamento, Ivete, respondia cada pergunta com muito bom humor – as entrevistas para outros veículos começaram pela tarde, e a energia dela ainda estava intacta. Ao mesmo tempo, mantinha a busca pela perfeição técnica e, quando o volume das conversas paralelas ficava alto, Ivete pedia silêncio sem cerimônias.


Por volta das 22h, chegou a vez do G1 conversar com a estrela da música brasileira, nascida em Juazeiro (BA), e que coleciona sucessos em mais de 20 anos de carreira. Mal o repórter se dirigiu às câmeras e falou que ia bater um papo rápido com a cantora, ela já emendou a primeira gaiatice: “Rápido porque ele quer, porque por mim eu passava a noite toda aqui”, disse, dando o tom de descontração que marcou a conversa.


E, justamente, quando o assunto chegou na energia que a família e os fãs emanam para ela, e o reflexo disso no palco, o semblante de Ivete ficou sério. “Essa energia é o maior combustível que eu tenho. As pessoas perguntam: 'Ivete, você tem aquela energia no palco e tal...'. Eu tenho a mesma impressão de quando eu me assisto. Eu fico: ‘Rapaz, eu fiz isso mesmo? E tava assim? Por que eu fiz isso? Olha pra isso que eu fiz!'. Quando vejo de fora, eu falo: 'Mas rapaz, que loucura'”, relata.


“Quando o povo olha para você, canta junto, dança e pula, eu fico transtornada, no sentido bom da palavra. Eu fico tomada por aquilo. É uma catarse. É muito bom”, acrescenta.
As risadas voltaram quando perguntada se existia a possibilidade de manter uma cadeirinha no palco, durante o show do FV2017, para que ela descansasse, caso necessário. “Oxente, que história de cadeirinha? Cadeirinha já basta a minha que está enlarguecendo”, mandou. Depois ela explicou como tem lidado com a gravidez durante os shows.


“A própria condição da gravidez já lhe dá uns limites físicos, porque tem uma barrigona, tem um peitão, tudo aumenta, tudo fica 'ão' ou 'ona'. É bundona, é peitão, é barrigona. Então, isso já te lembra que você tem um limite físico, mas o corpo está também tão dentro de uma energia boa, positiva, que as coisas vão fluindo de uma forma muito especial”, diz Ivete.


Contudo, ela fez questão de deixar claro para os fãs que vai levantar poeira no show do Festival de Verão. “Eu não posso, na minha condição de grávida, fazer as estripulias que eu faço normalmente, mas o meu show está normal. Eu danço, canto, o repertório vai ser 'viola' mesmo, para botar o povo pra dançar. É uma hora de show só, por conta de ser um festival. Cada artista terá uma hora de show, e eu vou cair pra dentro. Vai ser massa demais. Eu quero é me divertir”, exclamou.

 

E novamente o rosto de Ivete fica mais sério, desta vez assumindo um tom emotivo, quando ela de repente percebe que esta será sua primeira participação no Festival de Verão ciente de que está grávida. “É a primeira experiência porque Marcelo [filho mais velho dela] eu fiz o Festival de Verão no ano de ‘Dalila’, que eu entro na liteira, e eu nem sabia que estava grávida. E foi um dos grandes shows que fiz, muito massa. Vai ser um lance memorável, vai ser um negócio pra eu guardar na prateleira e dizer: 'Este ano foi um ano muito especial'”, prevê.


A relação dela com o Festival de Verão remonta ao ano de 1999, na primeira edição do evento, quando Ivete se apresentou ainda com a Banda Eva. Desde então, ela marcou presença em todas as edições e, quando percebeu isso, ficou impressionada. “Já são 19 anos? Meus Deus...”.
“O Festival de Verão já é um divisor de águas na minha programação. Ainda mais que eu criei com o festival essa ligação, essa conexão e essa tradição. Eu acho que eu sofreria muito em quebrar isso. E é uma festa que eu adoro, é uma festa que só cresce, que só amplia os horizontes, é feito na Bahia, é feito em Salvador, cada ano mais especial, com um gosto mais especial, mais forte. Eu adoro estar no Festival de Verão”, afirma. G1


Categorias

Famosos




Classificados


Enquete



Mais Lidas