Entretenimento

'O Outro Lado do Paraíso': Nádia vê Gustavo na cama com Leandra. 'Eu te mato'

Gustavo (Luis Melo) será visto por sua mulher, Nádia (Eliane Giardini), na cama com Leandra (Mayana Neiva). Para se vingar do juiz que é sócio do bordel e conseguir afastá-lo de seu cargo, Clara (Bianca Bin) leva a mãe de Bruno (Caio Paduan) até o prostíbulo para que ela flagre o marido e forme um escândalo, ato que servirá de prova contra o magristrado.

 

As cenas previstas para irem ao ar a partir do dia 4 de março foram adiantadas pelo colunista Daniel Castro. Assim com prometeu a Patrick (Thiago Fragoso) e Renato (Rafael Cardoso), Clara fará de tudo para que o juiz seja aposentado e não participe novamente do julgamento da guarda de Tomaz (Vitor Figueiredo), concedida à Sophia (Marieta Severo).

 

Afirmando a Nádia que precisa buscar sua mãe, Duda/Elizabeth (Gloria Pires), no bordel, a dona do salão de beleza pede para que ela a leve para conhecer o lugar. A milionária, satisfeita com o caminho que seu plano está tomando, lhe apresenta os cômodos do estabelecimento e pede para que ela entre no quarto da mulher que será presa como suspeita do assassinato de Rato (César Ferrario). "Não vou incomodar?", pergunta a madame.

 

"Tenho certeza que vai adorar. Entre", aconselha Clara. Ao entrar no quarto de Leandra, Nádia fica chocada ao vê-la seminua na cama acompanhada por Gustavo. "Você? Ah, safado!", dispara a sogra de Raquel (Erika Januza), a quem discrimina devido à sua cor. Desesperado, o juiz de Palmas tenta se justificar: "Bebê, bebê, eu posso explicar". Mas, sem dar ouvidos, ela disfere tapas e ameaça o marido:

 

"Eu te mato, eu te mato. Safado, não tem explicação nenhuma. Sei perfeitamente o que está fazendo aqui. Você disse que ia dar um parecer judicial em outra cidade. É esse seu parecer judicial? Eu acabo com você agora mesmo! Eu arranco suas orelhas". Revoltada, Nádia também grita com Leandra. "Vagabunda! Você seduziu meu marido", acusa a dona do salão.

 

Mas a prostituta faz questão de se defender: "Seduzi é nunca. Ele é sócio aqui do bordel, e é sócio desde sempre. Veio pegar a féria. E eu sou o extra". Gustavo, então, interrompe a discussão e tenta argumentar para que a mulher se acalme e veja vantagens em sua sociedade no bordel. "Bebê, a verdade é que sempre aproveitamos muito bem o dinheiro daqui", diz. "Você não fala nada ou cumpro o que disse. Arranco suas orelhas", ameaça de novo Nádia.





Classificados


Enquete



Mais Lidas