Entretenimento

Jojo Todynho comemora empoderamento no Dia da Mulher. 'Sou uma afronta'

Jojo Todynho, 12 kg mais magra após puxar vários blocos no Carnaval, falou em entrevista ao Jornal Extra nesta quinta-feira (08), sobre a importância de ser uma mulher empoderada. "Ser mulher preta, pobre, desbocada e fora dos padrões é um afrontamento para as pessoas que dizem que são os donos da moral, da ética e da verdade".

 

"As pessoas abominam o preconceito, até uma Jojo aparecer. O que acontece? As máscaras caem", declarou a cantora que recentemente completou 21 anos em uma pool party de R$ 150 mil. Sem papas na língua, a cantora também falou que assim como Pabllo Vittar não liga para as críticas dos haters.

 

Ela exalta a importância de ter uma atitude segura em um universo machista. "Quando eu posto alguma coisa e as pessoas me criticam, o pessoal fala assim: "Jojo, vai lá responder". E eu falo: "Não vou!". Não vou, porque, meu amor, tenho certeza que a vida de quem está me criticando não está melhor do que a minha. Porque vive mascarado. Quer viver dentro de um padrão. Padrão pra quê? Alguém te ajuda em alguma coisa?"

 

"A gente tem que ter autoconfiança e se garantir. Gente, mais amor! Mulherada, se amem mais, se respeitem mais! Ninguém tem o direito de passar a mão nos seios de quem for porque está com decote ou passar a mão no bumbum porque estamos com saia curta. Não é não! Respeitem, se cuidem!", explicou a cantora que após desfilar na escola Beija-Flor, confessou que o seu grande desejo no Carnaval é cantar com Ivete Sangalo e Preta Gil em um trio elétrico.





Classificados


Enquete



Mais Lidas