Entretenimento

Ana Maria Braga chora com Ana Furtado ao relembrar câncer: 'Veio uma história'

Ana Maria Braga foi às lágrimas com Ana Furtado como convidada do "Mais Você", na segunda-feira (1). O momento aconteceu quando a apresentadora fez uma cronologia do momento em que a mulher do diretor Boninho descobriu o câncer de mama no início do ano, até sua última quimioterapia - realizada no início do mês de setembro.

 

"A gente contando assim parece só uma cronologia para quem não passou o dia a dia que ela passou. Achei bonito que ela dividiu com os seguidores dela, na rede social, a superação. A gente sabe o quanto é difícil a etapa da quimioterapia", disse a loira, com os olhos marejados. "Eu falei que não ia dar certo", completou.

 

Segundo Ana Furtado, a apresentadora foi uma das primeiras pessoas a saberem da doença. "A Ana é uma grande amiga. Tenho uma admiração e paixão enorme. Ana é minha vizinha e foi uma das primeiras pessoas a conhecer meu diagnóstico. Eu a escolhi não por acaso, mas pra mim, ela é uma mulher muito especial e sabia que, naquele momento, me daria a força que eu precisava, conselhos e a paz que eu precisava" segundo o Purepeople.

 

"Exatamente por você ser tão guerreira", exaltou a mãe da pequena Isabella, cuja semelhança com o pai impressiona. Em seguida, Ana Maria justificou a emoção: "Desculpa! Mas é que falando assim vem na minha cabeça uma história do que isso significa, o sentimento que isso traz e o quanto eu aprendi, realmente. Então é um choro de felicidade por estar aqui com você, um agradecimento meu por também estar aqui, poder receber você e entendendo o que significa isso na cabeça de qualquer pessoa porque a gente é igual a todo mundo", explicou.

 

A loira já enfrentou câncer na pele, no reto e no pulmão. Confiante no tratamento e na busca da cura, a carioca já se sente vitoriosa. "É muito difícil para mim falar sobre. Tenho usado minhas redes sociais para poder expor e mostrar o meu dia a dia, porque eu decidi ser dona da minha história, contar a minha verdade. Me senti numa responsabilidade tão grande de, apesar de não estar preparar emocionalmente para falar sobre, hoje, no dia primeiro de outubro, vir até aqui e me colocar novamente como uma ferramenta de divulgação e cura para muita gente", disse ela, que conclui tratamento em dezembro.

 

Iniciando um novo medicamento na batalha, Ana acrescentou ainda o quanto aprendeu nesse tempo de luta pela vida: "O câncer me ensinou muitas coisas e uma delas é me permitir sentir. No tratamento, eu me permiti sentir tudo porque eu sou uma supermulher. Eu tinha certeza que eu sou a Mulher Maravilha, absoluta. Eu podia superar qualquer desafio, superar qualquer medo, vencer... não existia uma palavra na minha vida que não fosse vitória. Mas sempre associada a batalha, fé, coragem, a garra, determinação. Essa sou eu".





Classificados


Enquete



Mais Lidas