Entretenimento

Carioca de 33 anos investe R$ 3 mil em abadás para curtir seis dias do carnaval na Bahia

Cerca de cinco meses antes do carnaval de Salvador começar, o professor de educação física Amilton Amorim dos Santos, 33 anos, já estava com programação completa para curtir a folia na capital baiana. Ele é carioca, participa da festa há 11 anos seguidos e garante que o carnaval de Salvador é o melhor que existe. Ele gastou R$ 3.380 para sair quatro dias em blocos e dois em camarotes.
 
Salvador terá sete dias oficiais de carnaval, isso porque a abertura oficial do evento será na quarta-feira (3), e a festa segue até terça-feira (9). "Eu comecei a comprar desde setembro [de 2015]. Gosto do carnaval. Logo no início, quando comecei a ir, deixava para comprar em cima da hora, mas nos últimos anos, inclusive neste, eu preferi me organizar antes porque a gente chega [em Salvador] e já está esgotado ou encontra muito mais caro", relata.
Para curtir dois dias em camarotes distintos, Amilton pagou no total R$ 1.000. Já para desfilar dois dias ao som de Bell, o custo foi de R$ 1.500. Os outros blocos custaram R$ 500 e R$ 380. Entre as atrações escolhidas por ele estão a Timbalada e o cantor Bell Marques. "Eu sempre gostei muito do Chiclete [com Banana], mas agora que o Bell está em carreira solo eu acompanho ele", revela.
 
Amilton conta que gostava de acompanhar o carnaval de Salvador pela televisão e foi assim que teve mais curiosidade em conhecer a festa de perto. Foi isso que o motivou a programar com os amigos a ida para a capital baiana em fevereiro. "A gente aluga apartamento na Barra e fica na festa o tempo inteiro", brinca.
 
Ele também revela que prefere chegar "cedo" na Bahia para curtir a capital baiana, as praias do Litoral Norte e demais ilhas da Bahia. "Eu gosto do clima da cidade [Salvador], das pessoas. Enquanto eu puder não vou deixar de ir", conta. Em 2016, Amilton escolheu chegar antes do carnaval para conhecer os festejos à Iemanjá, a Rainha do Mar, comemorado no dia 2 de fevereiro.
 
"Quando tenho oportunidade, chego antes do carnaval e passo dois dias a mais [após o carnaval], até para dar uma descansada e voltar a trabalhar. Este ano vou passar dois dias em Imbassaí [Litoral Norte] depois do carnaval", revela. Apesar de já ter garantido os abadás e camarotes, Amilton conta que, se tiver oportunidade, também vai conferir os desfiles dos trios sem cordas.

Categorias

Carnaval 2016




Classificados


Enquete



Mais Lidas