Entretenimento

Show de Wesley Safadão em Caruaru é cancelado após protesto por causa de cachê: R$ 575 mil

O show que o cantor Wesley Safadão faria no São João de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, foi suspenso por uma determinação do juiz José Fernando Santos de Souza. A decisão foi tomada após três advogados do município entrarem com uma ação popular para pedir o cancelamento do show. Segundo eles, o valor pago vai gerar prejuízo aos cofres públicos do município.
 
Segundo o Diário de Pernamuco, os três advogados afirmam que há suspeita de superfaturamento no cachê do cantor, que seria de R$ 575 mil. O valor pago ao artista pelo show, programado para o dia 25, está acima do cachê pago a Safadão pela prefeitura de Campina Grande, Paraíba, avaliado em R$ 195 mil.
 
Segundo a ação proposta, há uma grande diferença entre os valores pagos pelas prefeituras de Caruaru e Campina Grande. O grupo Aviões do Forró, receberia das duas prefeituras R$ 250 mil e R$ 195 mil, respectivamente, e Elba Ramalho, R$ 190 mil e R$ 160 mil. O show Wesley Safadão estava programado para o dia 25 de junho no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga. 
 
Em nota enviada ao Diário de Pernambuco, a Prefeitura de Campina Grande esclareceu que o valor pago pelo show de Wesley Safadão foi de R$ 295 mil, sendo R$ 195 mil da gestão municipal e R$ 100 mil de patrocínio privado.
 
Ainda segundo a publicação, a ação popular anexou trechos de edições do Diáro Oficial que mostram os cachês pagos a outros dois shows de Wesley, em Maracanaú (CE), por R$ 200 mil, no dia 9 de junho, e em 27 de junho, em Limoeiro, por R$ 450 mil. "Com esse quadro, não pairam dúvidas que as contratações firmadas pela Prefeitura de Caruaru/Fundação de Cultura foram superfaturadas, em flagrante prejuízo ao erário", defende o texto.

Categorias

Notícias




Classificados


Enquete



Mais Lidas