Esportes

Técnico Guto Ferreira ignora má fase do Sport e avisa: 'Temos que ser inteligentes'

O Sport, adversário do Bahia na final da Copa do Nordeste, não vive um bom momento. Na última quinta (11), o rubro-negro pernambucano avançou na Copa Sul-Americana, mas foi derrotado por 3 a 0 para o Danúbio, do Uruguai. Três dias depois, no domingo (14), a equipe foi goleada pela Ponte Preta por 4 a 0 na estreia do Campeonato Brasileiro.
 
A má fase da equipe, no entanto, não deslumbra as ideias do técnico Guto Ferreira. Em entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (16), o comandante tricolor apontou que a equipe do técnico Ney Franco pode arrumar forças em meio à dificuldade e pediu que o seu time mantenha o nível de atuação.
 
"Isso é muito relativo. Existe um lado mental deles de preocupação. Mas toda dificuldade gera mobilização. E dependendo do nível de mobilização eles podem encontrar o time deles. Pode gerar soluções. E nós temos que ir para lá cientes do que vai acontecer, do ambiente que vamos encontrar. Temos que jogar da maneira que estamos jogando, de forma intensa, marcando forte, tirando espaços deles.
 
Agora é esperar que as soluções que vamos colocar dentro de campo possa gerar situações e conseguir o resultado", declarou. Para a partida, o rival do Bahia pelo título regional terá o meia Diego Souza à disposição. Guto elogiou o atleta, mas indicou que a equipe deve se preocupar com todos os atletas do time leonino.
 
"Logicamente ele é um jogador diferente, de seleção brasileira, com um nível mental, de confiança, é uma âncora para e equipe, acalma o plantel. Agora, não adianta marcar ele e aí...Quando você se preocupa demais com um, você esquece de alguém. Com uma equipe que tem um ataque como o Sport tem que se preocupar com todo mundo", projetou. O Bahia enfrenta o Sport nesta quarta-feira (17), às 21h45, na Ilha do Retiro.

Categorias

Bahia




Classificados


Enquete



Mais Lidas