Esportes

Na estreia de Alexandre Gallo, Vitória busca superar o São Paulo no Morumbi

Quando entrar em campo na noite desta quinta (8), às 19h30, no Morumbi, o Vitória vai ter que superar mais que o São Paulo para conquistar os primeiros três pontos no Brasileirão. Sob a desconfiança da torcida e o retrospecto ruim no campeonato - foram três derrotas e um empate em quatro jogos -, a motivação estará à beira do campo.

 

Alexandre Gallo fará sua estreia pela equipe e é a esperança de que os bons resultados voltem à Toca do Leão. Para piorar a situação rubro-negra, o histórico de confrontos entre Vitória e São Paulo não é nada animador. O Leão nunca venceu o tricolor paulista atuando no estado de São Paulo pelo Brasileirão. Os números gerais são de 34 jogos, com 23 triunfos paulistas, sete rubro-negros e três empates.

 

O último encontro, no entanto, deu Leão. Marinho, de falta, e Lyanco, contra, fizeram os gols no 2x0 jogado ano passado, no Barradão Para Alexandre Gallo, o primeiro passo será minimizar os erros e sair da incômoda situação na zona de rebaixamento. “Estamos tentando, nesse curto espaço de tempo, minimizar os nossos erros. Quando você estanca os erros, a chance de êxito é maior. Os números são importantes para a história, mas cada jogo é um novo começo e é isso que estamos tentando colocar na cabeça dos atletas. Chegar lá e fazer um grande jogo”, afirma.

 

“Estamos em um momento que não podemos errar. Nosso limite de erros já foi ultrapassado e precisamos trabalhar muito para minimizar os erros e sair desse momento que a gente está”, continuou o treinador. Para sair de campo com o resultado positivo, Gallo promoverá quatro mudanças em relação ao time que perdeu do Fluminense por 2x1, no sábado (3).

 

HOMEM DE CONFIANÇA

Capitão do time, Willian Farias está de volta. Outra mudança no meio é a entrada de Gabriel Xavier no lugar de Cleiton Xavier, que vai para o banco. No ataque, Neilton ganha a primeira chance como titular, ao lado de Kieza e David, outra novidade. Se todo treinador tem um homem de confiança dentro do time, o de Gallo é o atacante Kieza.

 

Juntos os dois viveram um dos melhores momentos na carreira de ambos, quando Kieza marcou 13 gols em 20 jogos e ajudou o Náutico treinado por Gallo a terminar a Série A de 2012 na 12ª colocação. No reencontro, Gallo espera que o atacante tenha rendimento parecido e ajude o Leão na Série A. Foi de Kieza o único gol do Vitória no campeonato, marcado sobre o Fluminense, na rodada passada.

 

“Nós tivemos um ano muito bom, até 2012 era a melhor campanha de um time do Nordeste, mas o Vitória fez uma melhor (5º lugar em 2013). Ele (Kieza) teve um ano maravilhoso de gols, artilharia, entrega, se cuidava, era o capitão da minha equipe, um cara que eu confiava bastante. Sei que ele é um cara de entrega e posso esperar isso dele, estou feliz de trabalhar com ele de novo e já cheguei cobrando gols: ‘bora repetir isso de novo’”, contou o técnico, na quarta (7), após finalizar a preparação na Toca.

 

“Claro que o time todo é responsável por isso. O sistema defensivo começa por ele, o sistema ofensivo pelo Fernando (Miguel). Essa compactação, essa amizade, temos que levar para dentro de campo para que haja superação nesse momento de dificuldade”. Correio da Bahia


Categorias

Vitória




Classificados


Enquete



Mais Lidas