Esportes

De volta ao Vitória, Ramon destaca crescimento após empréstimo: “Sou outra pessoa”

Ramon retornou à Toca do Leão há pouco mais de um mês, mas só voltou a atuar no dia 25 de junho, após a janela de transferência internacional abrir e ele finalmente reativar seu contrato com o Vitória. Em janeiro, o zagueiro foi emprestado para o Maccabi Tel Aviv, de Israel. A experiência no exterior foi breve, de apenas quatro meses.

 

"Minha visão de jogo é totalmente diferente do Ramon de 2015, 2016. Eu mudei bastante. No exterior o futebol é diferente. Não se compara com Brasil, que precisa muito evoluir ainda. Mas claro, isso é aos poucos. Ganhei muita experiência por ter trabalhado com outro tipo de treinador e, no meu futebol, isso acrescentou muito na minha volta. Evoluí bastante e espero continuar numa crescente", avalia o jogador.


Ramon disputou apenas dois jogos no atual Campeonato Brasileiro. No primeiro, substituiu Fred, machucado, no segundo tempo da goleada sofrida para o Atlético-PR, por 4x1. No Ba-Vi, domingo passado, começou como titular e teve boa atuação no empate em 0x0. Apesar de ter irritado parte da torcida rubro-negra, o placar deixou Ramon feliz - pelo menos parcialmente, segundo informações do Globoesporte.

 

"Não tivemos um começo de semana bom. Chegamos de viagem, fomos recebidos pelos torcedores daquele jeito (com protesto no aeroporto) e a gente ficou conturbado. Cada um levou um pensamento pra casa, do que poderíamos fazer para melhorar. Gallo fez um trabalho com a gente durante a semana e vocês viram que o time do Vitória mudou completamente na parte tática e física, inclusive. Isso é mérito total do treinador. O time evoluiu bastante por causa desse trabalho", analisa.

 

Pensar grande
Qual a função de um zagueiro? De imediato, a resposta de todos tende a ser "não sofrer gols". Para Ramon, isso é muito pouco. Ele acredita que sua função vai além de proteger Fernando Miguel do ataque adversário. "Nossa função é não tomar gol, claro. Mas também temos um papel muito importante, que é ver o jogo lá de trás. Isso nos permite enxergar melhor, até para orientar o time. Estamos perdendo muitos gols, mas isso vai evoluir com o tempo. É trabalho. Criamos muitas chances no jogo passado, só falta concluir", opina.


Categorias

Vitória




Classificados


Enquete



Mais Lidas