Esportes

O que está acontecendo? Vitória 'empaca' diante do seu torcedor no Barradão

Jogo no Barradão, pelo menos nesta edição do Campeonato Brasileiro, é sinônimo de preocupação, dor de cabeça e pontos perdidos. Com o Vitória embalado, o torcedor pensou que seria diferente contra o Fluminense, neste último domingo (10). O problema é que o rubro-negro tem empacado diante do seu torcedor com frequência.

 

Um tropeço diante do Fluminense não seria nada anormal, ainda mais da forma que foi, com gostinho de alívio, já que Kanu conseguiu o empate em 2x2 no último minuto. Para entender o que está acontecendo com o Leão, é preciso entender o contexto e voltar para as primeiras 16 rodadas.

 

A Série A do Vitória começou conturbada, com Petkovic dividindo cargo de diretor de futebol e técnico. Ele comandou a equipes nos quatro primeiro jogos - empatou na estreia contra o Avaí, fora de casa, perdeu as duas seguidas em casa, para Corinthians e Coritiba, em jogos realizados na Fonte Nova, e se despediu com uma derrota para o Fluminense, fora de casa. Na 5ª rodada, Alexandre Gallo fez a sua estreia como técnico rubro-negro.

 

Foram 11 jogos, todos com escalações diferentes. Em casa, o time decepcionou. Fez seis jogos e venceu apenas um, contra o Atlético-MG (2x0). Também empatou com Botafogo e Bahia, mas perdeu os três restantes, contra Santos, Vasco e Grêmio, este último por goleada de 4x1, que culminou na demissão de Gallo.

 

Na rodada seguinte, a 16ª, mais um jogo em casa. Flávio Tanajura segurou as pontas como interino, mas não conseguiu mudar o cenário. O Vitória encarou a Chapecoense e, mais um vez, não se impôs. Derrota por 2x1 no Barradão.

 

O QUE FALTA?
Foi aí que chegou Vagner Mancini. O treinador, apontado por grande parte dos atletas como um bom gestor de pessoas, resgatou a confiança do elenco e os resultados começaram a aparecer. O time empatou com o Cruzeiro no Mineirão, calou milhões de pessoas ao tirar a invencibilidade do Corinthians, no Itaquerão, e vencer o Flamengo no Ninho do Urubu. Tudo lindo? Mais ou menos. Em casa os resultados ainda não são os desejados.

 

A última vez que o Vitória venceu no Barradão foi no dia 2 de agosto, no segundo jogo de Mancini como técnico, quando ganhou da Ponte Preta por 3x1. Porém, depois disso, foram mais dois jogos no estádio, ambos sem vencer. Pegou o Avaí, tropeçou e perdeu por 1x0 com atuação desastrosa de Neilton, que perdeu um pênalti e abusou dos erros na partida.

 

Depois, fez mais um jogo, domingo, contra o Fluminense. O torcedor deu outro voto de confiança, o Vitória jogou bem, mas ficou no 2x2. Neilton abriu o placar no fim do primeiro tempo, mas viu os cariocas empatarem. O Leão também sofreu queda brusca na qualidade defensiva com a perda de Juninho, que deixou o campo aos 8 minutos da segunda etapa, machucado.

 

Thallyson, que entrou no lugar, fez o pênalti que determinou a virada. Aos 48 minutos, Kanu empatou. Mancini mudou radicalmente o time, mas ainda não conseguiu solucionar o problema caseiro. Diante do seu torcedor, o Vitória só conquistou nove pontos de 36. Foram dois triunfos, três empates e sete derrotas. Pior mandante da Série A, o time tem 25% de aproveitamento em Salvador. Correio da Bahia


Categorias

Vitória




Classificados


Enquete



Mais Lidas