Esportes

Bahia tem duelo decisivo com a Ponte para se livrar logo do Z4

Até mesmo em uma perspectiva pouco otimista, o Bahia precisa de apenas sete pontos para se livrar do rebaixamento. O tricolor tem atualmente 39 pontos, e com 46 teria 5% de chances de queda - os dados são do departamento de matemática da Universidade Federal de Minais Gerais (UFMG). A caminhada começa neste domingo (5), contra a Ponte Preta, na Fonte Nova, às 17h.

 

A sete rodadas do fim do Brasileirão, o duelo é o primeiro de uma sequência que o Esquadrão terá contra cinco adversários diretos na tabela, sendo dois deles em casa.

 

A conta é simples: se vencer os dois adversários que terá em Salvador, o Bahia chegará bem perto da pontuação-alvo. Com isso, bastaria garantir um ponto nos três duelos que terá como visitante. Isso se o ponto de corte não diminuir. Hoje, a chance de queda com 45 pontos é de 21%, calcula a UFMG.

 

O tricolor chegou a esta 32ª rodada na 13ª posição. Depois de enfrentar a Ponte, 17ª colocada, viaja para enfrentar o Avaí, em Florianópolis, quarta. O time catarinense é o 18º.

 

O próximo duelo direto em Salvador é apenas no dia 26 de novembro, pela penúltima rodada da Série A, contra a Chapecoense, que chegou a esta rodada na 12ª posição. Uma semana antes, o Esquadrão pega o Sport, no Recife. O último compromisso do ano é contra o São Paulo, dia 3 de dezembro, na capital paulista.

Divisor de águas
O meia Zé Rafael não nega o peso que o duelo com a Ponte Preta pode ter no futuro do Bahia: “Este jogo é um divisor de águas para a nossa equipe. Vai ser muito importante para dar um salto e se afastar de vez da zona de rebaixamento”, analisa. “Se a gente não falhar, dá para sair com o resultado positivo. Recuperamos a força que tínhamos na Copa do Nordeste dentro de casa, fazendo bons jogos, com o apoio da torcida”, afirma o camisa 18.

De fato, o Bahia não sabe o que é perder na Fonte Nova há quatro jogos. Com Carpegiani, tem 100% de aproveitamento em casa: bateu Corinthians (2x0) e Vitória (2x1).

Sabendo da força do Bahia na Fonte, Zé Rafael acredita que a Ponte jogará fechada. “Eles vêm para cá para tentar buscar um contra-ataque. Enquanto isso, nossa equipe vai tentar fazer o melhor, como tem feito nos últimos jogos. Vamos impor nosso ritmo para que eles não tenham chance e a gente consiga matar o jogo assim que possível”.

O técnico Paulo Cézar Carpegiani terá o retorno de Mendoza à equipe depois de cumprir suspensão contra o Fluminense, no domingo (28), pelo terceiro cartão amarelo. Por outro lado, não terá os volantes Edson, lesionado, e Matheus Sales, suspenso por ter sido expulso.

Na terça-feira, em entrevista coletiva, o comandante tricolor garantiu não ter dúvidas sobre a equipe titular para enfrentar a Macaca. No entanto, não deu qualquer pista da escalação ao longo dos treinamentos da semana.

A tendência é que Mendoza retorne à equipe na vaga de Hernane. Com isso, Edigar Junio voltaria a atuar como centroavante. A dúvida fica em relação a Régis. Recuperado de lesão, Vinícius deve retomar a vaga de titular.

No meio-campo, Juninho segue como titular. Substituído por lesão durante o empate de 1x1 contra o Flu, Lucas Fonseca está garantido na zaga ao lado de Tiago.

Assim, o provável time do Bahia tem Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Renê Júnior, Juninho, Zé Rafael, Vinícius e Mendoza; Edigar Junio. Correio


Categorias

Futebol




Classificados


Enquete



Mais Lidas