Esportes

Leão encara o Vasco, hoje, no Maracanã

Juntar os cacos e voltar a vencer no Campeonato Brasileiro é questão de ordem no Vitória. Na 19ª colocação, com 34 pontos, o sinal de alerta está mais do que ligado na Toca do Leão. A primeira chance de deixar a zona de rebaixamento será neste domingo (5), às 18h (horário da Bahia), contra o Vasco, no Maracanã.

Para conseguir a façanha, o rubro-negro terá que se superar e quebrar o jejum sem triunfos. Nos últimos cinco jogos, o time baiano somou três derrotas e dois empates. Ostenta a pior sequência do campeonato no momento, junto com o lanterna Atlético-GO. Para dificultar ainda mais a missão, o Vasco vive momento inverso. Brigando na parte de cima da tabela, o alvinegro vem de sete jogos invicto e tem a Libertadores como meta.

 

Apesar das dificuldades, o lateral-esquerdo Juninho salienta que o Leão pode sair do Rio de Janeiro com três pontos. “Cada jogo é um jogo. A gente também estava com uma invencibilidade muito grande fora de casa (até perder o Ba-Vi por 2x1). Vai ser um jogo onde a gente tem que respeitar muito”, analisou.

É justamente a boa campanha fora de casa citada por Juninho que serve de inspiração. Desde a chegada de Vagner Mancini, o Vitória conquistou cinco triunfos como visitante, dois deles na capital carioca, contra Flamengo e Botafogo. No geral, o time é o terceiro melhor visitante da Série A com 24 pontos em 15 jogos.

“Tivemos algumas oportunidades de sair dessa situação, que incomoda a gente, e não conseguimos. Cada jogo temos que vencer, não tem como escolher jogo ou adversário. A gente sabe a dificuldade de enfrentar o Vasco lá fora, mas também tem o lado positivo, porque a gente vem fazendo boas partidas fora de casa”, continuou o lateral, confiante na recuperação rubro-negra na competição.

Mudanças
O técnico Vagner Mancini vai fazer mudanças na equipe. A principal novidade será na defesa. Recuperado, Kanu ganha a posição de Fred e volta ao time titular ao lado de Wallace. No gol, Fernando Miguel se recuperou de uma inflamação no pé e viajou para o Rio de Janeiro, mas deve ficar no banco. Já o lateral Caíque Sá ainda se recupera de uma torção no tornozelo e acabou vetado. Patric será o substituto.

No meio Uillian Correia, suspenso, dá lugar a José Welison, que fez o gol de empate em 1x1 contra o Atlético-GO e ganhou elogios de Mancini.

“Zé (Welison) é um atleta muito identificado, e deu para perceber isso na hora que ele entrou em campo, a manifestação do torcedor. Então tudo isso tem que jogar a favor do Vitória. Não só o fato de ele ter feito gol, mas usar o seu exemplo. E ter atletas que sabem o peso de cair para a Série B. Esses atletas que estão aqui sabem bem o que é jogar a Série B e jogar a Série A, então é importante usá-los”, afirmou.

O provável time do Vitória tem Caíque, Patric, Kanu, Wallace e Juninho; Ramon, José Welison e Yago; David, Neilton e Tréllez. O atacante Kieza sentiu dor no joelho durante o treino de sábado (4) e foi vetado.

No Vasco, a princial novidade está no ataque, com o retorno de Luis Fabiano. Ele não joga desde o dia 20 de agosto, na derrota para o Bahia por 3x0, na Fonte Nova.


Categorias

Futebol




Classificados


Enquete



Mais Lidas