Esportes

Série A: Vitória bate Palmeiras, quebra jejum no Barradão e deixa a zona de rebaixamento

Demorou, mas chegou a hora. Depois de mais de três meses sem vencer no Barradão, o Vitória voltou a sentir o gostinho de triunfar dentro dos seus domínios. Na noite desta quarta-feira (8), o time Rubro-negro bateu o Palmeiras por 3 a 1, em confronto válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Yago marcou duas vezes para o Leão, enquanto Tréllez fez um. Dudu anotou pelo Alviverde. Com o resultado, o Leão chegou aos 38 pontos e deixou o Z-4. A equipe agora ocupa a 16ª posição no certame nacional. O próximo compromisso do Vitória é contra o Grêmio, domingo (12), às 16h (horário da Bahia), no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

 

Pior mandante do Campeonato Brasileirão, o Vitória entrou em campo com um objetivo bem definido: vencer o Palmeiras e tentar sair do temido Z-4. Logo nos primeiros minutos, o time Rubro-negro comandou as ações do jogo e partiu para cima do adversário. Aos três, a bola foi lançada na área do Palmeiras. Fernando Prass deu um soco na bola, Patric ficou com a redonda e chutou rasteiro. A bola passou ao lado do gol.

 

O Vitória abriu o placar logo aos seis minutos. Patric recebeu sozinho no lado direito, fez o cruzamento, Santiago Tréllez se antecipou e tocou para Yago que chutou forte e saiu para celebrar o gol. Melhor em campo, o Vitória seguiu pressionando. E aos 14, Tréllez passou pelo marcador, ficou sozinho com Prass e mandou para o fundo da rede.

 

Foi o oitavo gol do colombiano no Campeonato Brasileiro. O Palmeiras diminuiu cinco minutos depois do segundo gol do Vitória. Keno driblou Geferson, cruzou, a bola desviou em Fellipe Soutto, sobrou para Dudu, que cabeceou para o fundo da rede. Depois de sofrer o gol, o Vitória sentiu e o ritmo da partida caiu.

 

O Palmeiras criou até algumas chances, mas pecou nas finalizações. Porém, aos 39 o Vitória ampliou. David foi lançado, cortou para o meio e tocou na entrada da área. Fillipe Soutto dividiu com Juninho e a bola sobrou para Yago, que cortou Tchê Tchê e fez o seu segundo gol no jogo.

 

Segundo tempo: O Vitória iniciou a etapa final com o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Aos três, Tréllez subiu mais que Edu Dracena e cabeceou. Fernando Prass pulou e fez a defesa. O técnico Vagner Mancini perdeu o volante Uillian Correia aos 18 minutos, após o atleta receber o cartão vermelho.

 

Com isso, o treinador tirou Fillipe Soutto e colocou Ramon para poder aumentar o poder de marcação de sua equipe. Quatro minutos, o treinador sacou o meia Yago e o substituiu pelo zagueiro Renê Santos. Com um jogador a menos, o Vitória se segurou e explorava apenas os contra-ataques. O time conseguiu suportar a pressão e conseguiu o triunfo.


Categorias

Vitória




Classificados


Enquete



Mais Lidas