Esportes

Tiros e armas apontadas: Hamilton e Lauda dão detalhes de assalto a Mercedes

Estão todos muito assustados na equipe", admitiu Toto Wolff, chefe da Mercedes na manhã deste sábado no paddock de Interlagos. Às vésperas do GP do Brasil, o clima na equipe é de tensão e apreensão após uma van da equipe ter sido vítima de assalto na noite desta sexta-feira na saída do circuito. Um boletim de ocorrência foi registrado apenas por volta de 11h30 deste sábado.


Lewis Hamilton conversou com os membros vítimas do assalto e contou detalhes em seu twitter. No desabafo, ele cobrou mais ação da Fórmula 1 e das equipes por mais seguranças nas corridas no país.


- Alguns membros da equipe tiveram armas apontadas ontem à noite saindo do circuiro aqui no Brasil. Tiros foram disparados, e armas colocadas em suas cabeças. Isso é muito triste de se ouvir. Por favor, mandem orações para meus caras que estão aqui, que estão sendo profissionais, mesmo abalados. Isso acontece todo ano. A F1 e as equipes precisam fazer mais, não há mais desculpas - disse  Lewis Hamilton Globoesporte


Categorias

Fórmula1




Classificados


Enquete



Mais Lidas