Esportes

Atacante Edigar Junio afirma que calendário não será vantagem no Ba-Vi no domingo

De um lado, o Bahia não joga desde o último dia 7 de fevereiro. Do outro, o Vitória vem atuando e chega para o clássico do próximo domingo (18), no Barradão, com um maior ritmo de jogo. Quem leva vantagem nessa? Para o atacante Edigar Junio, do Tricolor, o calendário não vai pesar para nenhum dos dois times quando a rola rolar.

 

"Clássico não tem essa vantagem. Independente de onde seja, quando seja, se um está jogando mais, o outro menos, quando começa a partida e vê que do outro lado está o rival, vale tudo. A gente vai entrar com esse espírito", declarou. Artilheiro do Esquadrão de Aço na última temporada, Edigar Junio ainda não marcou em 2018.

 

Apesar da seca de gols, as palavras do jogador é pela tranquilidade. "Eu acredito que as coisas vão acontecer naturalmente. O importante é sair com o triunfo, independente se eu venha a fazer gol ou não. Se for com gol meu, melhor ainda, porque sou atacante, então tenho que estar sempre mostrando. Espero ajudar minha equipe de alguma maneira, seja com gol, com passe, recomposição. Vamos trabalhar para sairmos de lá felizes", indicou.

 

Com possibilidade de atuar nos lados ou no centro do setor ofensivo, Edigar Junio diz estar à disposição para a preferência do técnico Guto Ferreira. "Eu quero jogar, estar dentro de campo, fazendo o que o professor acha que estou fazendo melhor. Se for por dentro, vou estar ali para ajudar. Se for pelas pontas, da mesma maneira. Me sinto bem jogando por dentro, por fora. O importante é que eu esteja melhor no ataque. Nesses últimos jogos, estou jogando pelas pontas, me readaptando, porque terminei o ano passado jogando centralizado. Onde o professor quiser que eu jogue, vou dar meu máximo", indicou.


Categorias

Bahia




Classificados


Enquete



Mais Lidas