Esportes

Árbitro de dois jogos da Argentina na Copa, italiano Nicola Rizzoli apita final

O italiano Nicola Rizzoli, de 42 anos, será o árbitro da final da Copa do Mundo, no próximo domingo, no Maracanã, na partida entre Argentina e Alemanha, às 16h. O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira por Massimo Busacca, chefe do departamento de arbitragem da Fifa, durante o briefing diário organizado pela entidade no Maracanã. Será a quarta partida do Mundial apitada por Rizzoli, a terceira que envolve os argentinos. Renato Faverani e Andrea Stefani, também italianos, serão os auxiliares. O equatoriano Carlos Vera será o quarto árbitro.

 

O italiano esteve presente na vitória da Argentina diante da Nigéria por 3 a 2, em Porto Alegre, e no confronto dos Hermanos nas quartas de final, contra a Bélgica, quando os sul-americanos venceram por 1 a 0, em Brasília. Ele também apitou a goleada da Holanda sobre a Espanha por 5 a 1, em Salvador. 

 

Nicola será o terceiro italiano a apitar uma final de Copa do Mundo. Antes, Sergio Gonella comandou o jogo entre Argentina e Holanda, em 1978, e Pierluigi Collina foi o árbitro do pentacampeonato brasileiro, contra a Alemanha, em 2002. 

- É o máximo que cada um pode sonhar, é maravilhoso, impossível descrever para um árbitro o que é apitar uma final. Vou dedicar o máximo de mim, são 20 anos que trabalho nisso, comecei com 16. Não é só a minha experiência pessoal, mas também a dos outros, que nesse momento me ensinam muito. Eu represento a Itália nesse momento também, quero ser um dos melhores - afirmou o árbitro.



Rizzoli é árbitro da Fifa desde 2007 e está em sua primeira Copa do Mundo. Ele apitou jogos da Eurocopa de 2012 e foi o juiz da final da Liga dos Campeões da Europa do ano passado, entre Bayern de Munique e Borussia Dortmund.


Categorias

Copa do Mundo




Classificados


Enquete



Mais Lidas