Esportes

Argentinos reclamam de comemoração agachada dos alemães em Berlim

Depois de conquistar o tetracampeonato mundial em solo brasileiro, a seleção alemã desembarcou na capital Berlim nesta terça-feira e foi recebida por uma apaixonado multidão que lotava as ruas da cidade. Após uma passeata em um ônibus personalizado da patrocinadora da equipe, eles subiram a uma estrutura montada para receber a festa e, com microfones nas mãos, fizeram um canto em que ironizam os argentinos, que perderam a final por 1 a 0.
 
Com as camisas comemorativas com o número 1 na parte da frente, os alemães se agacharam e cantaram aos “gauchos”, termo comumente usado no Brasil para designar pessoas nascidas no estado do Rio Grande do Sul, mas que é utilizado também em países como Argentina e Uruguai: “somos gauchos, e gauchos andam assim”.
 
E, em seguida, se levantaram e celebraram efusivamente, cantando: “somos alemães, e alemães andam assim”. Muitos hermanos não digeriram bem a provocação nas redes sociais e enxergaram o fato como uma manifestação racista.
– Miseráveis, olhem como nos imitaram os jogadores alemães. Espero que a AFA (federação argentina) repudie o dano dos jogadores alemães à seleção argentina. Que um fã faça algo assim, é algo grave. Que um jogador proceda assim, é pior pelo que ele representa – relatou um jornalista do Olé.
 
– Assim caminham os gauchos (se encurvam tipo macacos), assim caminham os alemães (com a cabeça erguida). Semente nazista x raça ariana bem fortificada.
 
– Aos que seguem comprando o conto dos educadinhos que são os alemães para festejar, vejam o que cantavam os jogadores na festa. Mais tarde, eles fizeram uma comemoração inusitada para mostrar a taça aos fãs. Alguns atletas caminham de cabeça baixa pelo palco, até que quatro deles se atiram no chão para o lado, e o lateral-direito Phillip Lahm levanta o caneco sorrindo.

Categorias

Copa do Mundo




Classificados


Enquete



Mais Lidas