Notícias

Polícia

Polícia

25 de Mar // Gildásio Cavalcante | Polícia

Adriana Anselmo, esposa do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, conseguiu na Justiça um recurso para cumprir prisão em casa. Uma decisão, deferida na noite desta sexta-feira (24), pela ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu habeas a Adriana Ancelmo para cumprir prisão domiciliar.

 

A ex-primeira dama estava presa no Complexo Prisional de Bangu. Ela é acusada de envolvimento em crimes de corrupção praticados pelo marido e outras pessoas. O próprio escritório dela é apontado como recebedor de altas quantias de propina.

 

De acordo com a Agência Brasil, Anselmo já havia recebido o benefício de prisão domiciliar no dia 17, em decisão do juiz federal Marcelo Bretas. No entanto, a medida havia sido cassada, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2). A decisão favorável desta sexta é em caráter liminar.

Polícia

22 de Mar // | Polícia
Um homem suspeito de ter participado do ataque a uma agência bancária na cidade de Irecê, no norte da Bahia, na segunda-feira (20), morreu durante uma troca de tiros com policiais militares na manhã de terça-feira (21), no município baiano de João Dourado, que fica na mesma região. Segundo a PM, o homem atirou na direção dos policiais, que revidaram.
 
De acordo com informações da Polícia Militar, o suspeito reagiu ao ser abordado por agentes da Companhia de Ações Especiais do Semiárido (Caesa) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), que realizavam rondas na cidade, após denúncias. Ele chegou a ser socorrido pelos policiais militares e foi levado para o Hospital Regional de Irecê, mas não resistiu aos ferimentos.
 
Com o suspeito, foram apreendidos um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 12. Conforme a Polícia Civil, equipes continuam na região norte à procura de outros integrantes da quadrilha. Até o fechamento desta reportagem, nenhum outro suspeito havia sido preso. O caso segue sob investigação. De acordo com o delegado Roberto Lea, cerca de 30 homens fortemente armados invadiram a cidade e explodiram uma agência bancária, na madrugada da segunda-feira. 

Polícia

20 de Mar // | Polícia
Em dois anos de apuração para a Operação Carne Fraca, a Polícia Federal fez perícia em alimentos produzidos por frigoríficos em apenas um caso, de acordo com a Folha. Uma das práticas constatadas pela PF é a concessão desenfreada de certificados que exigiam, na verdade, fiscalização.
 
Por dinheiro, lotes de carne e asinhas de frango ou outros presentes, servidores assinavam documentos sem checar se as regras estavam sendo cumpridas. O relato de um fiscal afastado após tentar cumprir seu trabalho desencadeou a abertura do inquérito. A PF ouviu funcionários de empresas que corroboraram com a versão do denunciante e quebrou sigilos telefônicos e bancários de investigados.
 
Nem todas as 32 empresas alvo da Carne Fraca são suspeitas de vender alimentos impróprios para o consumo. Na parte pública do relatório da polícia, de mais de 300 páginas, há descrição de indícios de corrupção entre empresas e servidores do Mapa (Ministério da Agricultura) e de irregularidades cometidas pelos frigoríficos na produção de alimentos, apuradas a partir da análise de grampos e depoimentos.

Polícia

19 de Mar // | Polícia
Grampos da Polícia Federal no âmbito da Operação Carne Fraca, revelam que funcionários da BRF (dona das marcas Sadia e Perdigão) chegavam a acessar, dentro do Ministério da Agricultura, sistemas de emissão de certificados que atestam a qualidade de produtos. As investigações miram agentes de fiscalização das Superintendências de Minas e Goiás, vinculadas à pasta. 
 
A fim de exercer e manter influência sobre as fiscalizações, o executivo, segundo o juiz, ‘alcança dinheiro a servidores públicos, remunera diretamente fiscais contratados, presenteia com produtos da empresa, se dispõe a auxiliar no financiamento de campanha política e até é chamado a intervir em seleção de atleta em escolinha de futebol’.
 
As gravações da Polícia Federal autorizadas pela Justiça dão conta de diálogos entre Roney Nogueira dos Santos e o fiscal do Ministério da Agricultura Daniel Gouvêa Teixeira, denunciante do esquema, sobre a existência de fiscais da pasta que deixavam funcionários das empresas ocuparem suas mesas no órgão público, utilizando senhas de acesso para a emissão de documentos. 

Polícia

19 de Mar // Gildásio Cavalcante | Polícia

O problema da Operação Carne Fraca é o seguinte.


A Polícia Federal, claramente, esqueceu que a sua função é proteger o cidadão, as empresas e o governo.


A PF, ao invés disso, inverteu seu papel: tornou-se uma espécie de agência adversária da sociedade. Sua meta tem sido agredir o cidadão, destruir empresas e derrubar governos.


Se a PF identificou, há mais de dois anos, que havia problemas no mercado de carne, deveria ter alertado o governo, as empresas e os cidadãos, para que ninguém tivesse prejuízo. O governo não seria vítima de mais um processo de instabilidade, as empresas não estariam sujeitas a prejuízos bilionários, e os cidadãos não se arriscariam a consumir produtos de qualidade duvidosa.


É o mesmo problema que vimos na Operação Lava Jato. Enquanto os serviços de segurança de outros países entendem que sua missão é proteger as empresas nacionais e defender os interesses do país, o nosso sistema de repressão vê tudo com as lentes de um agente inimigo.


Alguns protestaram contra as preocupações de ordem econômica levantadas por analistas: ora, disseram eles, vocês queriam que o brasileiro continuasse comendo carne estragada?


Em primeiro lugar, sem exageros. A PF encontrou problemas em 21 unidades, num total de quase cinco mil empresas, e suspeita de crimes praticados por 33 servidores, num universo de 11 mil funcionários do Ministério da Agricultura.


Não há notícia, até agora, de que a PF mandou recolher algum tipo de carne. As denúncias de “carne estragada”, portanto, estão apenas no campo da especulação, com base em conversas reservadas entre executivos.
Uma das denúncias, de que uma empresa misturava “papelão” às carnes, parece já ter caído por terra. Foi “mal entendido” da PF, que divulgou uma gravação, em que um executivo falava, na verdade, da embalagem do produto.


Um mal entendido que pode custar vários bilhões de dólares à nossa economia…


Do jeito que a PF e a mídia noticiaram a operação, a população brasileira ficou alarmada e compradores da carne brasileira, do mundo inteiro, também.









Polícia

17 de Mar // Gildásio Cavalcante | Polícia

Abílio Diniz é um campeão de vendas de livros: um especialista em dar conselhos sobre como se deve administrar empresas - e fazer um sucesso retumbante! É o dono da Sadia, BRF.

 

O Joesley Batista da Friboi parece ser um mitômano: se gaba de ter construído o maior império produtor de proteína animal do mundo - e, para confirmá-lo nas plagas provinciais, contrata estrelas da Globo (embora tenha levado um chega pra lá do Roberto Carlos, que de bobo não tem nada).

 

(É imperdível a entrevista que a mulher de Joesley deu: um feito mundial, como se fosse a viúva de biliardário russo envenenado ou uma princesa dos emirados árabes: exemplo de arrogância, deslumbramento e cafonice!

 

Abílio da Sadia e Joesley de Friboi estão diante de um desafio: podem ser acusados de envenenar o povo brasileiro - eles se valem praticamente de um duopólio - e todos os consumidores de carne brasileira vendida ao exterior.

 

Como se não bastasse, os dois podem ser responsáveis pelo cancelamento sumário da exportação de carnes brasileiras, que deve ser responsável por alguma coisa entre 7% e 10% do total das exportações brasileiras.

Portanto, eles têm que sair às ruas. E se explicar!

Não podem se esconder atrás das agencias de relações públicas e as milionárias campanhas publicitárias que envernizam seus egos - e lhes conferem visibilidade - e impunidade.

 

Em tempo: seria interessante se, numa entrevista coletiva, Joesley Batista contasse o que sabe sobre Lúcio Funaro.

Polícia

16 de Mar // | Polícia
Na manhã desta quinta-feira (16), a Polícia Federal deflagra a Operação Solana, que visa coibir os crimes de contrabando de cigarros e de lavagem de dinheiro praticados por uma organização criminosa instalado no sul da Bahia. Cerca de 150 policiais federais cumprem 11 mandados de prisão preventiva e 32 mandados de busca e apreensão.
 
A operação aconteceu nas cidades de Ilhéus, Itabuna, Ubaitaba, Jequié, Itapetinga e Teixeira de Freitas, todos na Bahia. Segundo a PF, as investigações duraram cerca de um ano e tiveram início a partir de prisões em flagrante de integrantes  do grupo investigado, que efetuavam o transporte de cigarros contrabandeados do Paraguai em veículos de passeio.
 
A partir dessas prisões, com o aprofundamento dos trabalhos investigativos, foram identificados os principais integrantes do grupo, que utilizavam inclusive carretas para contrabandear os cigarros. Também foi identificada uma grande quantidade de receptadores, que adquiriam as mercadorias dos transportes e realizavam a venda no comércio local. No transcorrer das investigações foram feitas diversas apreensões, totalizando mais de 1 milhão de maços de cigarros apreendidos, das mais variadas marcas.

Polícia

15 de Mar // | Polícia
Policiais civis descobriram nesta quarta (15) uma plantação de maconha, avaliada em R$ 5 milhões no município de Cafarnaum, na região de Irecê, centro norte do estado. A carga geraria dez toneladas da droga. O flagrante ocorreu na manhã desta quarta-feira, por volta das 6h. Ninguém foi encontrado no local, que conta com sistema de irrigação, poços artesianos e reservatórios de água.
 
Agentes continuam as buscas pelos responsáveis da fazenda, apontada como de propriedade do traficante José Francisco Lumes, o “Zé de Lessa”, Ás de Ouro do baralho do crime da Secretaria de SSP-BA. O traficante é apontado como o mais perigoso do estado. De acordo com a assessoria da SSP-BA, o material apreendido será encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica.
 
A droga passará por análise, antes de ser incinerado. Participaram do cumprimento de mandados de busca e apreensão delegados, investigadores e escrivães da 14ª Coordenadoria de Polícia do Interior e Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), ambas de Irecê, das delegacias territoriais de Morro do Chapéu e Cafarnaum, além de equipes da Coordenação de Apoio Tático e Investigação (Cati) do Depin.

Polícia

14 de Mar // Gildásio Cavalcante | Polícia
O traficante Anderson Souza dos Santos, apontado como líder do tráfico de drogas na localidade do Brongo, no bairro do IAPI, em Salvador, e suspeito envolvimento em homicídios, entre eles o de um policial militar, foi preso nesta última segunda-feira (13), segundo informou a Polícia Civil.
 
Anderson é o "2 de Paus" do Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública (SSP), que reúne os criminosos mais procurados do estado. Ele foi preso na Rua da Jaqueira, no bairro de São Gonçalo do Retiro, na capital baiana, por equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
 
A polícia investiga a participação do criminoso no homicídio do soldado da polícia militar Luís Fernando Castro Andrade, ocorrido em abril de 2015, em Cosme de Farias, durante confronto com traficantes do bairro. Outro homem suspeito de envolvimento no crime foi morto pela polícia. Anderson ainda é apontado como autor de dois homicídios ocorridos nos dias 4 e 7 de janeiro de 2015 na capital baiana.

Polícia

09 de Mar // | Polícia
Após a publicação de um vídeo com cunho preconceituoso utilizando imagens da transmissão do Carnaval de 2017 da TV Educativa da Bahia (TVE), o orgão se reuniu com a  Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), nesta última quarta-feira (08), para pedir urgência na investigação do crime de racismo.
 
O postado na rede social YouTube, intitulado de “Criaturas estranhas no Carnaval” contém discursos de intolerância  religiosa e racismo. Da reunião participaram ainda a Secretaria de Promoção da Igualdade Fabya Reis e artistas e produtores culturais atingidos.  A emissora realizou a maior cobertura da festa com mais de 65 horas ao vivo com destaque para o Carnaval Ouro Negro, blocos de samba, afoxe e afros.
 
O conteúdo é ofensivo com artistas, blocos, apresentadoras da TV, sendo todas as pessoas negras. A televisão pública baiana é parceira da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial na Década Internacional Afrodescendente (2015-2024) promovendo a visibilidade da população negra. A TVE tem tradição na exibição de conteúdos que valorizam a história e a presença do povo negro na Bahia.

Polícia

08 de Mar // | Polícia
O jovem de 22 anos preso e o adolescente de 17 apreendido após o homicídio do cantor e compositor Felipe Yves, de 21 anos, achado morto em um matagal no bairro de Boca da Mata, em Salvador, confessaram envolvimento no crime. A informação foi divulgada, na noite desta quarta-feira (8), pela Polícia Civil da Bahia.
 
Os suspeitos foram localizados, pela manhã, por equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) no bairro de Cajazeiras. Andrei Jesus dos Santos, conhecido como Lacoste, e o adolescente estavam escondidos nas casas onde moram. Eles prestaram depoimento logo depois de terem sido encontrados.
 
Com o adolescente, segundo a polícia, foi apreendido um revólver, calibre 38, que foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), para ser periciado e verificar se foi a arma utilizada durante o crime. Andrei foi encaminhado para o Complexo Policial da Baixa do Fiscal. Já o adolescente foi levado para à Delegacia do Adolescente Infrator (DAI).

Polícia

08 de Mar // | Polícia
Na Polícia Militar da Bahia, uma instituição tradicional formada na maioria por homens, a presença feminina é confirmada em cargos de gestão. Das 12 Bases Comunitárias de Segurança (BCS) de Salvador e região metropolitana (RMS), 7 são comandadas por mulheres com menos de 40 anos.  
 
Aos 31, a capitã Camila Soledade é uma das profissionais que dedicam a vida à PM-BA. Com um equilíbrio de ternura e pulso firme, comanda um efetivo de 65 homens e quatro mulheres em atividades de prevenção e combate à violência. A militar afirma que nunca permitiu que o machismo afetasse sua vida pessoal e nem profissional.
 
“O machismo tenta travar a mulher onde ela não quer ficar. Tive uma educação que me permitiu quebrar as amarras do machismo muito cedo. Sei que posso ir onde eu desejar. Hoje sou mãe e também capitã de polícia. Sempre quis as duas coisas e aqui estou”, destaca a comandante da BCS Rio Sena. O estilo de gestão da capitã inspira outros militares da BCS. O tenente Felipe Gomes é um dos subordinados que destaca a admiração pelo trabalho da comandante.

Polícia

08 de Mar // | Polícia
Um homem foi preso e um adolescente foi apreendido suspeitos de participação na morte do cantor e compositor Felipe Yves, de 21 anos, encontrado morto em um matagal no bairro de Boca da Mata, em Salvador, na segunda-feira (6). Os suspeitos foram localizados na manhã desta quarta-feira (8), no bairro de Cajazeiras. A polícia não informou a identidade da dupla.
 
Segundo o delegado Guilherme Machado, que está à frente das investigações, os suspeitos são um homem e um adolescente que estão prestando depoimento, no início desta tarde, para que a polícia avalie se há a participação deles no crime. Uma prima da vítima disse nesta terça-feira (7) que a família da vítima recebeu, por meio de uma rede social, fotos e áudios com "deboches" de traficantes suspeitos de cometer o crime.
 
O cantor, que já foi compositor de músicas cantadas por Igor Kannário e Léo Santana, foi enterrado, à tarde, no cemitério Bosque da Paz, no bairro de Nova Brasília. "As pessoas debocharam mandando áudio, dizendo que tinham matado ele. Tiraram fotos. Ele foi amarrado a uma árvore, como se fosse um bicho, sem direito de defesa", afirmou Petrusca de Jesus, a prima de Felipe.

Polícia

08 de Mar // Correio da Bahia | Polícia
A polícia identificou um dos homens suspeitos de envolvimento na morte do compositor Felipe Yves Magalhães Gomes, 21 anos, ocorrida na segunda (6). Ueslei Silva Sarinho, 22, é apontado pelos investigadores como traficante e já era investigado pela polícia. Ele está com mandado de prisão em aberto por outros crimes, mas foi feito o pedido de prisão preventiva dele também pela morte de Felipe.
 
Segundo a Polícia Civil, Felipe Yves estava indo encontrar com uma amiga quando foi abordado por um grupo de homens armados na comunidade da Independência, na Boca da Mata. Ainda segundo a polícia, os bandidos questionaram de onde o rapaz era e ele teria respondido que era primo de um morador. O que Felipe não sabia é que o primo que ele citou era rival do grupo que o abordou.
 
Esse teria sido o motivo da morte do compositor, segundo a investigação inicial do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. Ele teve o pescoço semi degolado e foi baleado no braço esquerdo. O corpo foi encontrado em um matagal, na mesma região. O caso está sendo investigado pela 2ª Delegacia de Homicídios. O corpo de Felipe foi sepultado na tarde de terça (7), no cemitério Parque Bosque da Paz.

Polícia

07 de Mar // G1 | Polícia
Três pessoas suspeitas de envolvimento em um esquema de tráfico de drogas que fazia entregas a clientes por meio de um serviço semelhante ao de delivery em Salvador foram presas nesta segunda-feira (6). O grupo foi flagrando com tabletes de cocaína escondidos dentro da parede de uma residência, em um condomínio do bairro de Piatã, na orla da cidade.
 
O flagrante foi feito durante operação que visou  desarticular a quadrilha, que, segundo a polícia, age nos bairros de Pau da Lima, Sete de Abril, Castelo Branco e Valéria, todos na capital baiana. Ao todo, foram vinte mandados de busca e apreensão cumpridos nos bairros da Liberdade, Castelo Branco e Piatã.
 
O imóvel onde a droga foi encontrada, segundo a polícia, pertece ao traficante Cleiton Francis Martins Kuchle, de 29 anos, um dos presos. Segundo a delegada Andrea Ribeiro, titular da Coordenação de Narcóticos do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), os policiais perceberam que o gesso da parede da casa havia sido colocado há pouco tempo e desconfiaram.

Polícia

05 de Mar // Gildásio Cavalcante | Polícia

O discurso de que a Operação Lava Jato atravanca a retomada da economia no País, conjugado com a virtual queda de interesse das pessoas sobre o tema do enfrentamento à corrupção e a articulação crescente de políticos emparedados pelo escândalo para aprovar leis de salvaguarda aos investigados, colocaram os procuradores da força-tarefa, em Curitiba, na defensiva.

 

“Estão tentando um esvaziamento lento e gradual da operação, mas a Lava Jato tem força própria.”

 

A opinião do mais antigo dos procuradores da força-tarefa, que investiga a corrupção na Petrobrás, Carlos Fernando dos Santos Lima, é fruto de tensão ímpar que tomou o QG da Lava Jato, no sétimo e oitavo andares do Edifício Patriarca, região central de Curitiba, nesse início de 2017.

 

Às vésperas de completar 3 anos de investigação, a força-tarefa da Lava Jato está entrincheirada, à espreita do mais pesado bombardeio a enfrentar – fruto da reação de políticos com o avanço dos processos, no Supremo Tribunal Federal (STF), e do “tsunami” que representará a delação premiada da Odebrecht.

 

Dos três fatores que representam um risco para a Lava Jato, na avaliação de integrantes da força-tarefa, a narrativa propalada para a opinião pública, de abusos jurídicos e de que a operação é a responsável pela crise econômica do Brasil, é o que mais preocupa.

 

“O sistema político disfuncional atrapalha a economia, não a Operação Lava Jato.”

 

Aos 52 anos e prestes a se aposentar, o tom efusivo e as bochechas avermelhadas são os sinais mais aparentes da preocupação que aflige a equipe diante desse “inimigo oculto”.

Polícia

03 de Mar // | Polícia
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 14 mortes e 95 acidentes em rodovias federais que cortam a Bahia, durante a operação montada para o carnaval 2017. A ação ocorreu em os dias 24 de fevereiro e 1º de março. O resultado da operação foi divulgado nesta última quinta-feira (2).
 
Conforme a PRF, no período, 171 motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool em rodovias federais na Bahia. De acordo com a polícia, 1.130 agentes participaram da operação. Este ano foi registrado um aumento de 2.469 motoristas que passaram pelo teste de etilômetro, já que em 2016, a Operação Carnaval submeteu 4.420 condutores a avaliação, e em 2017, 6.889 motoristas.
 
No ano passado, 165 condutores foram flagrados dirigindo alcoolizados. Ainda segundo a PRF, na Operação Carnaval 2017, do total de acidentes (95), 23 foram considerados graves, 14 pessoas morreram, sendo os óbitos distribuídos em nove acidentes. Em 2016, foram 13 mortes distribuídas em 11 acidentes. Nos seis dias de operação, foram identificados 161 veículos com irregularidades, que não foram especificadas pela PRF, que comprometiam a segurança do trânsito.

Polícia

22 de Fev // | Polícia
Situações de excesso cometido por policiais ou bombeiros poderão ser denunciados durante o Carnaval: a Corregedoria e a Ouvidoria Geral da Segurança Pública funcionarão em regime de plantão durante os festejos. O cidadão pode fazer a denúncia pelos telefones (71) 3116-3147 (Corregedoria) ou 3450-1212(Ouvidoria).
 
No domingo (19), dia em que foi realizado o Furdunço, foi registrada uma situação deste tipo: um  vídeo registrou o momento em que um policial atingiu um homem com um cone de trânsito no Farol da Barra. “Não aceitaremos atitudes que manchem a imagem das nossas forças de segurança, instituições indispensáveis para a realização da festa”, afirma o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa.
 
Podem ser denunciadas ofensas verbais, agressões físicas ou qualquer outro tipo de atitude excessiva deve ser denunciado. Segundo a SSP, para denunciar, a vítima deve ter em mãos informações que identifiquem o policial e, se possível, que prove a falta cometida. “Tudo pode ser utilizado como evidência contra o agressor. Um vídeo, fotografia ou testemunhas do fato”, aponta o corregedor-geral, Nelson Gaspar.

Polícia

22 de Fev // | Polícia
Caminhões bi-trens, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonhas terão restrição de tráfego nas estradas federais da Bahia durante a Operação Carnaval 2017 da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que começa à 0h de sexta-feira (24), e vai até as 23h59 de quarta-feira (1º).
 
De acordo com a PRF, o objetivo da medida é aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias de pista simples, que corresponde à maior parte da malha viária no estado. A PRF alerta que nos dias e horários de maior movimento, esses veículos não poderão transitar, independentemente de estarem carregados e ainda que possuam Autorização Especial de Trânsito (AET).
 
Segundo o órgão, o motorista que descumprir a determinação será multado pela PRF como infração média e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação. Além disso, o condutor será obrigado a permanecer com o veículo estacionado até o final do período de restrição. Fiscalização: Durante o período da operação, a PRF irá realizar policiamento ostensivo preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade, de acordo com as estatísticas.

Polícia

21 de Fev // | Polícia

De zero hora desta sexta-feira (24) até à meia-noite de quarta-feira (1°), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fará a Operação Carnaval 2017. Integrada à segunda fase da Operação Rodovida Cidades, a Operação Carnaval tem como meta garantir segurança, conforto e fluidez no trânsito nas rodovias federais.

 

Além de Salvador, que recebe grande número de visitantes, cidades como Feira de Santana, Barreiras, Porto Seguro, Correntina e Santa Maria da Vitória promovem festas no período de carnaval. No ano passado, os estados da Bahia, Minas Gerais e Santa Catarina concentraram 27,97% das ocorrências graves no período do carnaval.

 

Para a operação deste ano, a PRF-BA contará com reforço de agentes do Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe, Alagoas, Distrito Federal e Tocantins. Os policiais e equipamentos oriundos de outras regionais serão empregados na BR-324, área metropolitana de Salvador; na região de Feira de Santana, onde se encontram as BRs 101, 324, 116 e 242; e nas BRs 101 e 367, em Eunápolis e Porto Seguro.

Polícia

20 de Fev // Gildásio Cavalcante | Polícia

Um mutirão carcerário organizado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), que está em vias de avaliar os processos de 6.682 presos provisórios do estado, já analisou 2.754 processos em todo o estado, concedendo soltura a 827 presos de 81 comarcas estaduais. Com participação direta de 211 magistrados das varas criminais, o mutirão seguirá até o dia 20 de abril e busca desafogar os presídios e melhorar a crise penitenciária do país.

 

Através de nota, o juiz Antônio Faiçal avaliou o primeiro momento do mutirão e projetou as diretrizes para a segunda etapa. “Os números são muitos bons.

 

É certo que essa é uma primeira etapa, na qual nós, naturalmente, temos um maior volume de resposta com relação a manutenção, ou não, das prisões. 

Polícia

16 de Fev // | Polícia
Condenado a 25 anos de prisão, atualmente cumpridos no regime semiaberto, Raimundo Alves de Souza, o Ravengar, 64 anos, foi preso no início da manhã, em uma casa no Largo do Tanque, e apresentado na sede da Polícia Civil, na Pituba, na tarde desta quinta-feira (16), mais uma vez acusado de atuar no tráfico de drogas ilícitas. Ravengar estava no semiaberto desde 2012.
 
Ele foi capturado na Operação Petros, deflagrada em 15 localidades nos bairros da Fazenda Grande do Retiro, Pero Vaz e Paripe, na madrugada de hoje. Desta vez, Ravengar foi preso com a ex-companheira Ana Carolina Ramos Vilas Boas, 25 anos, além de dois filhos – Izidro Alves de Souza Neto, 42 anos, Emerson Silva Napoleão Souza, 27 –, e um neto – William Ailton Silva Souza, 23.
 
Foram presos ainda Josué Messias Guimarães dos Santos e Silvio da Silva Napoleão. “Eles foram na minha casa às 5h da manhã. Na casa de meus filhos, meus netos, e não achou um pingo de drogas, velho”, reclamou Ravengar, ao negar que tenha voltado à vida do crime. Dos sete mandados de prisão, seis foram cumpridos na operação, que envolveu 50 policiais. Outras quatro pessoas foram detidas na operação e uma permaneceu presa, totalizando sete prisões.

Polícia

16 de Fev // Bocão News | Polícia
Um antigo personagem do crime de tráfico de drogas na região do Morro do Águia no bairro da Fazenda Grande do Retiro em Salvador, Raimundo Alves de Souza, o "Ravengar", teve mandado de prisão cumprido no bairro do Pau Miúdo, na madrugada desta última quinta-feira (15) com mais seis pessoas, entre elas, dois filhos, um neto e uma ex-mulher.
 
Durante coletiva da apresentação de Ravengar e o seu grupo, o delegado André Galvão coordenador do núcleo de Narcoticos do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) detalhou o cumprimento dos mandados de prisão. Segundo Galvão, Ravengar estava em liberdade desde 2012 e as investigações começaram em 2014. A operação aconteceu nos bairros de Fazenda Grande do Retiro, Pero Vaz e Paripe.
 
Foram 15 mandados de busca e apreensão. As prisões são atribuídas ao tráfico de drogas e segundo o delegado, Ravengar havia retornado ao tráfico de drogas. "Raimundo Alves voltou a traficar. As investigações deram conta de que ele voltou a delinquir. Raimundo é esperto. Conseguimos as provas de que ele movimenta o tráfico, mas não pega grandes quantidades de drogas", explica Galvão que fez questão de destacar:

Polícia

16 de Fev // | Polícia

No relatório final do inquérito sobre a suposta manipulação de julgamento relacionado a um processo do BankBoston no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), a delegada Denisse Dias Rosas Ribeiro faz uma série de observações sobre problemas enfrentados pelos investigadores da Operação Zelotes.

 

Entre os problemas citados está a falta de foco de órgãos parceiros na investigação que resulta em uma apuração "genérica e difusa". Além da Polícia Federal (PF), participam dos inquéritos da Zelotes o Ministério Público Federal, a Receita Federal e órgãos como a Corregedoria-geral do Ministério da Fazenda.

 

O jornal "O Estado de S. Paulo" apurou que, na prática, a falta de foco tem facilitado a atuação da defesa dos envolvidos e dificultado o encontro de provas pelo investigadores para indiciar os alvos da Zelotes. No entendimento de Rosas Ribeiro, as observações feitas no relatório final não desmerecem a "relevância e o esforço dos órgãos parceiros", mas são pertinentes uma vez que a Polícia Federal, como órgão da administração pública, deve zelar pela observância dos princípios da legalidade, eficiência e economicidade.

Polícia

15 de Fev // | Polícia
Um dos suspeitos de envolvimento na morte do jovem Diego Ferreira dos Santos, de 28 anos, em uma tentativa de assalto em Brotas, bairro de Salvador, foi preso na cidade de Nossa Senhora da Glória, em Sergipe. A informação foi passada ao G1, pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (15). O latrocínio ocorreu no dia 3 de fevereiro e foi cometido por dois homens que estavam à bordo de uma moto.
 
Segundo informações da polícia, o jovem preso nesta quarta tem 18 anos e estava na carona da moto no momento do crime.  Ainda de acordo com a polícia, o jovem tem familiares em Nossa Senhora da Glória e fugiu para a cidade já no domingo (5), dois dias após a morte de Diego. Vizinhos que estranharam o comportamento do jovem o denunciaram na delegacia da cidade, informou a polícia ao G1.
 
Ao descobrir o nome do suspeito, a polícia entrou em contato com a 6ª Delegacia Territorial, em Salvador, e identificou o jovem. O pedido de prisão preventiva foi expedido na terça (14). Ele segue custodiado na Delegacia de Nossa Senhora da Glória, mas será transferido para a capital baiana ainda nesta quarta-feira. O outro suspeito de cometer o crime, que já havia sido identificado pela polícia como Luis Claudio Lima Júnior, de 25 anos, segue foragido. De acordo com a polícia, ele estava na direção da moto e fugiu de casa após o crime.

Polícia

14 de Fev // Bocão News | Polícia
Em cinco anos a Polícia Militar da Bahia teve aumento salarial de 65%. Os dados são da Secretaria de Administração do Estado. Entre 2012 e 2017, a remuneração básica de um soldado saltou de R$ 2.326,96 para R$ 3.845,15. Segundo o governo, o aumento é fruto da uma política estadual de valorização dos Policiais Militares, que receberam promoções, através da GAP e reajustes lineares neste período.
 
A remuneração básica dos militares é resultado do somatório do soldo, mais Gratificação por Atividade Policial (GAP) e Condições Especiais de Trabalho (CET). Além disso, são acrescidas outras vantagens à remuneração total, como adicional por tempo de serviço, horas extras e outras ganhos pessoais.
 
No momento, todos os policiais encontram-se no nível V da GAP, exceto aqueles recém-nomeados que ainda necessitam completar o tempo necessário para o avanço de nível. Em 2014, o montante pago pelo Estado referente à GAP foi de R$ 1.6 bilhão, subindo para R$ 1,9 bilhão, em 2015. E em 2016, o custo total da gratificação chegou a cerca R$ 2, 1 bilhões. Os valores correspondem ao pagamento feito a servidores ativos e inativos.

Polícia

14 de Fev // Gildásio Cavalcante | Polícia

A Polícia Federal prendeu na tarde desta segunda-feira (13), em Feira de Santana, quatro integrantes de uma quadrilha especializada em crimes de estelionato e que praticava golpes em instituições financeiras da região há cerca de um mês.

 

Segundo a PF, os criminosos abriam contas bancárias usando documentos falsos e, posteriormente, obtinham empréstimos bancários. As investigações iniciaram há cerca de 15 dias, a partir da comunicação de ocorrências de fraudes na Caixa Econômica Federal em Feira de Santana.

 

As fraudes eram realizadas nos municípios baianos de Seabra, Feira de Santana, Coração de Maria e Conceição do Jacuípe, além de Brasília, no Distrito Federal.

 

Os policiais realizaram busca e apreensão numa casa alugada pelos criminosos, onde foram encontradas várias informações de contas bancárias fraudadas. Os documentos apreendidos serão analisados e vão mostrar o valor do prejuízo causado às instituições financeiras.

Polícia

11 de Fev // Gildásio Cavalcante | Polícia
 
O Três de Ouros passa a estampar o rosto de Venício Bacellar Costa, o "Fofão" ou "Doido", procurado por tráfico de drogas e homicídio atuante na região de Abrantes. 
 
O Dois e Ouros agora apresenta Ricardo Martins Batista Santos ou "Bocão", que entrou no lugar de José Orlando da Anunciação Santos, "Nando", já preso. Atuante Fazenda Coutos, Bocão é procurado por homicídio.
 
Ainda em Copas, a carta Oito passa a apresentar o homicida Adelson dos Santos Moreira Ramo, atuante em Pau da Lima, em substituição a Ramiro Nascimento Lopes preso este ano, após ser investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Paus, naipe mais modificado, teve três cartas ('Valete', 'Oito' e 'Três') alteradas. 
 
Capturado por homicídio e tráfico de drogas Alexsandro Sales Santos, o "Leque", deu lugar para o traficante Allan Keyson Regis de Souza, apelidado de "Jegue", que se tornou Valete de Paus. Jegue desenvolve suas atividades criminosas nos bairros de Cidade Nova, Pau Miúdo, Iapi e Liberdade.
 
O novo Oito de Paus, Rafael Almeida de Jesus, conhecido como "Rafinha" é investigado por homicídio e tráfico de drogas. Rafinha age na região de São Cristóvão e retira Moisés Fernando Couto.

Polícia

11 de Fev // Gildásio Cavalcante | Polícia
O ministro da Defesa, Raul Jungmann, pediu neste sábado (11) que os policiais militares paralisados no Espírito Santo "venham às ruas" e apelou para que as mulheres que protestam por eles "não levem seus companheiros a uma armadilha", referindo-se à onda de violência que completa oito dias no estado.
 
"Existem policiais que querem trabalhar. Existem policiais hoje mantidos em situação de detenção. Para estes eu quero falar que venham para as ruas e venham cumprir seu juramento", disse o ministro diante de jornalistas.
 
Mais cedo, Jugmann encontrou uma comitiva e o governador em exercício, César Colnago, para discutir a crise de violência no estado. Na primeira das duas declarações à imprensa, o ministro disse que as forças federais ficarão por tempo indeterminado na região de Vitória até que a situação volte à normalidade. Ele não apresentou medidas concretas, mas afirmou que a mobilização emprega mais de 3 mil homens.
 
Jungmann também apelou aos familiares dos policiais que estão mobilizados pela paralisação. "Peço a essas mulheres de policiais que não levem seus esposos, seus companheiros, para uma armadilha. De fato esta alternativa não vai levar a lugar nenhum".
 
Segundo o ministro, uma maioria está sendo impedida por "radicais". "Queremos dizer a eles que contem conosco, que não tem porque eles continuarem detidos. Uma parte deste efetivo hoje se encontra em uma situação praticamente de encarceramento, e isso é indigno de um militar”, acrescentou.

Polícia

11 de Fev // Gildásio Cavalcante | Polícia

De joelhos e debruçada sobre o corpo daquele que seria seu filho amado, a dona de casa 'Xuxa' lamentou o fim trágido do jovem, morto a tiros na tarde desta sexta-feira, 10, em Cajazeira 5. Mas, momentos após o choque, percebeu que o rapaz que ali estava morto não possuia, em uma das coxas, a tatuagem de uma gueixa. Então, não poderia ser Hélio, um de seus filhos.

 

Durante quase 40 minutos, em meio a dúvidas e lamentações, 'Xuxa' permaneceu sentada ao lado do corpo e, com um olhar distante, parecia aguardar uma resposta ‘divina’. E ela veio. Ela recebeu uma ligação do filho, que disse estar no trabalho.

 

Neste momento, Xuxa se ajoelhou diante dos policiais e, sem nenhum constrangimento, agradeceu a Deus pela vida do filho. “Obrigada, meu Deus. Graças a Deus, meu filho está vivo!”, gritava a mulher.

 

Em conversa com a reportagem, ela disse que tinha certeza que aquele rapaz não era seu filho. “Eu não confundi nada, sabia que não era ele. Disseram que eu estava confusa”, contou ela. Xuxa chegou a assinar um documento para depor no Departamento de Homicídios (DHPP).

 

Reconhecimento por celular

Polícia

11 de Fev // Gildásio Cavalcante | Polícia

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, ordenou o bloqueio de R$ 4,76 milhões de contas da esposa do ex-governador do estado Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo.

 

De acordo com a coluna Lauro Jardim, do jornal O Globo, um total de R$ 4 milhões foram encontrados em contas pessoais dela e outros R$ 760 mil estavam depositados na conta do escritório de advocacia dela. Nesta sexta-feira (10), Adriana se tornou ré no âmbito da Operação Eficiência, um desdobramento da Operação Lava Jato.

Polícia

09 de Fev // | Polícia
A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (9), cinco pessoas suspeitas de fraudar  o“Programa Sócio Torcedor” do Esporte Clube Bahia. Os suspeitos vendiam os títulos de forma irregular. Foram presos Gabriel Pereira Silva, de 21 anos, Ricardo Henrique Almeida da Silva, 25, Pablo Rodrigo Barral dos Santos, 22, Gilson Silva de Almeida Junior, 22, e Jailson Conceição dos Santos Junior, 22.
 
De acordo com a polícia, todos eles integravam a torcida organizada Bamor e possuíam mandado de prisão temporária expedido pela Justiça, por organização criminosa e estelionato. Em julho do ano passado, o Bahia informou que descobriu irregularidades na venda de plano de sócios do clube. O programa Sócio Esquadrão foi lançado em 2015.
 
Além do acesso garantido a todos os jogos na Fonte Nova, o plano oferece descontos em redes conveniadas ao clube. Para auxiliar nas investigações, os suspeitos que tiveram os mandados de apreensão expedidos ficarão presos por até cinco dias. Duas pessoas ainda estão foragidas. De acordo informações veiculadas no site da Policia Civil da Bahia, a quadrilha foi desarticulada por equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). 

Polícia

07 de Fev // | Polícia
Um jovem de 18 anos suspeito de tráfico de drogas e o comparsa dele, de 34, foram presos por envolvimento na morte de um vizinho, no domingo (5), no bairro de Itapuã, em Salvador, após uma discussão por um carro que estava estacionado na rua. Um adolescente de 17 anos também foi apreendido pelo crime.
 
Hugo dos Santos, de 25 anos, foi morto a tiros quando empinava pipa com o irmão em um campo nas imediações da Vila dos Ex-combatentes. Ele chegou a ser socorrido para a UPA, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo a Polícia Civil, a discussão começou quando o irmão de Hugo, identificado pelo prenome Márcio, pediu ao jovem preso, Robson Oliveira dos Santos, que ele retirasse o carro dele, que estava estacionado na rua. 
 
Robson então retirou o carro, mas em seguida o carro de Márcio foi encontrado batido. Márcio reclamou do acidente e começou uma discussão, que virou uma briga generalizada. Hugo então interferiu na situação e brigou com Robson. Eles se agrediram e Robson ameaçou Hugo de morte. Horas depois da discussão, os irmãos Hugo e Márcio empinavam pipa nas dunas de Itapuã, quando foram surpreendidos por Robson, que estava acompanhado de um adolescente de 17 anos, e disparou contra Hugo.

Polícia

07 de Fev // | Polícia
Onze vacas leiteiras avaliadas em mais de R$ 50 mil e que tinham sido furtadas foram encontradas pela polícia, na zona rural de Maiquinique, cidade distante 580 quilômetros de Salvador. Segundo informações da Polícia Civil (PC), um homem, que já havia sido preso por roubo de gado, foi preso. O caso ocorreu na última sexta-feira (3), mas só foi divulgada nesta segunda (6).
 
Em nota, a polícia informou que o gado estava escondido em uma propriedade pertencente à família do suspeito preso, identificado como Uilas Alves Gomes, o Biluca. Ele já havia sido preso em 2015, durante a operação  que investigava investigar o furto de centenas de cabeças de gados naquela região. À época, os crimes causaram prejuízo superior a R$ 300 mil a diversos fazendeiros da região.
 
De acordo com a delegada Rosilene Correia, da 21ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itapetinga), além do gado, foram apreendidas na casa dos familiares de Uilas espingardas de fabricação artesanal, duas motocicletas e a carne de um animal abatido clandestinamente.

Polícia

06 de Fev // | Polícia
A polícia prendeu, no sábado (4), no município de Prado, no sul da Bahia, o homem suspeito de matar a mulher a pauladas, atear fogo na casa da mãe e ainda esfaquear o irmão dele que tentou defendê-la, em 29 de novembro do ano passado. O crime ocorreu no município de Medeiros Neto, a cerca de 140 km de Prado.
 
Ele fugiu após o crime e foi localizado pela polícia quando trabalhava como ajudante em um parque de diversões da cidade, após uma denúncia anônima. O delegado substituto de Medeiros Neto, Jorge Nascimento, solicitou à Justiça o mandado de prisão temporária de 10 dias contra ele, que foi cumprido no sábado, com ajuda da Polícia Militar.
 
De acordo com a Polícia Civil, Janilton Sampaio Rodrigues, de 30 anos, está detido na carceragem da 8ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), em Teixeira de Freitas, e deve ser transferido para a delegacia de Medeiros Neto, onde será ouvido. Conforme a polícia, após a fuga, a polícia recebeu a denúncia de que Janilton trabalhava como catador de latas em Arraial D'Ajuda, distrito da cidade de Porto Seguro, também no sul da Bahia.

Polícia

05 de Fev // Gildásio Cavalcante | Polícia
Figura central da Operação Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol afirmou ao Estadão que a "a Lava Jato não é a solução para os nossos males". Na entrevista, Dallagnol defende que além da operação, outros passos no combate à corrupção sejam dados. 
 
"O que a gente fala é que a sociedade vai perceber que a Lava Jato não é a solução para os nossos males. Ela faz diagnóstico – e diagnóstico não vai resolver o problema. Existe a ilusão de que pessoas indo pra cadeia resolve o problema.  O que a gente busca fazer é desconstruir essa ilusão.Mostrando que o que pode contribuir para a redução dos índices de corrupção são a reforma na justiça criminal, a reforma política e a atuação sobre outras condições que favorecem a corrupção", defendeu. 
 
Segundo o membro do Ministério Público Federal (MPF), a Lava Jato pode "até contribuir, de algum modo, mas só a Lava Jato não resolve". " É um passo, mas a gente precisa de muitos passos. Se não for seguida por modificações estruturais, tudo vai ficar como era antes. Com o passar do tempo, é muito provável que nós voltemos à condição original", acredita.

Polícia

03 de Fev // | Polícia
Um jovem de 26 anos, suspeito de integrar uma quadrilha especializada em roubar pneus, foi preso na madrugada desta sexta-feira (3), na BR-110, trecho da cidade de Paulo Afonso. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o homem e outros dois comparsas teriam roubado um caminhão, com o motorista dentro, com o intuito de pegar os pneus do veículo.
 
Segundo a PRF, os agentes chegaram ao suspeito, que é natural de Itabaiana (SE), após receberem uma denúncia de roubo do caminhão e iniciarem buscas na rodovia. Os policiais encontraram o veículo roubado em uma estrada vicinal, no momento em que os comparsas do suspeito retiravam os pneus.
 
Com a aproximação da polícia, os homens fugiram. O motorista do caminhão foi achado amarrado no interior do veículo. Após ouvirem os relatos da vítima, conforme informou a PRF, os agentes descobriram que um outro caminhão, dirigido pelo jovem que foi preso, auxiliava os suspeitos no crime. O veículo e o homem foram encontrados em um local escondido na região.

Polícia

02 de Fev // Bocão News | Polícia
Após as ações das polícias Civil e Militar no interior do estado, nas ultimas semanas em resposta aos atentados no município de Bom Jesus da Lapa e em cidades do Recôncavo Baiano, bandidos morreram em confronto com a polícia e outros foram presos. O comandante geral da PM, coronel Anselmo Brandão declarou o empenho da corporação no combate ao crime.
 
“Não vamos abaixar a cabeça para o crime”. O coronel esteve presente no festejos de Iemanjá, nesta quinta-feira (2), em Salvador. O comandante geral também comentou a postura da PM nas ações que resultaram em sete bandidos mortos, dois presos e um adolescente apreendido, no município de Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, nesta quarta-feira (1º) e alertou aos criminosos.
 
“Isso é uma prova de que estamos acompanhando o crime e não estamos abaixando a cabeça. Desde o episódio de Bom Jesus da Lapa, eu disse que íamos responder à altura e a comunidade já esta percebendo isso”. Brandão também alertou aqueles que tentarem enfrentar a polícia. “Nós vamos enfrentar o crime com as mesmas armas que eles utilizam conosco, inclusive mais fortes ainda, ou seja, é presença do estado mostrando que o crime não vai crescer na Bahia”. 

Polícia

29 de Jan // | Polícia
O segundo envolvido em um crime contra PMs em Bom Jesus da Lapa, na Bahia, foi encontrado e morreu em confronto com PMs de Pernambuco e Bahia.  A operação para capturar o bandido foi realizada neste último sábado (28), na Ilha de Assunção em Cabrobó, no Sertão pernambucano. O criminoso já havia sido preso por tráfico de drogas e armas.
 
Durante ação policial, Edson Carlos Clementino, de 37 anos, que estava escondido na cidade pernambucana de Cabrobó, atirou contra unidades das polícias baiana e pernambucana. Ele resistiu a prisão e acabou sendo morto.  Dois homens ainda não identificados, que estavam armados e acompanhavam Edson, também morreram durante a ação policial.
 
Ainda não existem indícios de que eles tenham participado da morte dos PMs na Bahia. O primeiro criminoso identificado, morto durante confronto, no dia da tentativa do roubo a banco, foi Marcelo Alves de França, 38 anos, natural de Cabrobó.O crime ocorreu no dia 22 de janeiro em Bom Jesus da Lapa e dois PMs morreram com a operação criminosa.

Polícia

27 de Jan // | Polícia
Um homem suspeito de tráfico de drogas foi preso com mais de R$ 30 mil na quinta-feira (26), no município de Juazeiro, no norte da Bahia. De acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira (27), pela Polícia Militar, o suspeito foi surpreendido por agentes da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT/Rondesp Norte), após denúncias.
 
Segundo a PM, o homem foi interceptado pelos policiais no momento em que passava de carro pelo bairro Pedro Raimundo. Após a abordagem, ele levou os agentes até uma casa em construção, localizada na mesma rua, onde escondia boa parte do dinheiro em um buraco. Em seguida, foi com os policiais até a casa onde morava, também na mesma localidade.
 
No local, estavam a mulher do suspeito e um outro homem. Conforme a PM, ao todo, foram encontrados nas duas casas e no carro, um revólver calibre 38, diversas munições, drogas, três balanças eletrônicas, três celulares, embalagens para comercializar droga, como plástico, e a quantia de R$ 30.790 mil em espécie.




Classificados


Enquete



Mais Lidas