Notícias

Educação

Educação

16 de Out // G1 | Educação

Em 2017, de 1,2 milhão de universitários considerados "concluintes", ou seja, no último ano da graduação, 10,5% estavam matriculados em pedagogia, segundo o Censo da Educação Superior de 2017, divulgado pelo Instituto Nacional Anísio Teixeira. A carreira, que forma professores do ensino infantil, teve mais de 125 mil estudantes em vias de pegarem o diploma de ensino superior no ano passado.

 

A pedagogia também foi a carreira que mais atraiu novos universitários em 2017. 9,2% dos calouros entraram no ensino superior se matriculando em um curso de pedagogia. Já considerando o número total de matrículas, incluindo os ingressantes, os concluintes e os demais estudantes, a carreira de pedagogia fica na segunda colocação, atrás do direito.

 

Cada vez mais os alunos de ensino superior estudam a distância. No mês passado, a reportagem mostrou que, entre 2016 e 2017, o número de alunos de EAD aumentou 17,6%. Foi o maior ritmo de crescimento desde 2008. As matrículas de pedagogia são algumas das que mais respondem por esse crescimento. Desde 2009, a maioria dos futuros professores estão matriculados em um curso que não é presencial segundo informações do G1.

Educação

11 de Out // | Educação

Todos os estudantes do ensino médio do país deverão ter a acesso a mais de um itinerário formativo no próprio município onde estudam, de acordo com a revisão preliminar das Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio, que foi divulgada pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e está disponível para análise e contribuições de toda a sociedade até o dia 23 de outubro deste ano.

 

Além dos itinerários, as redes terão que ofertar uma parte comum a todos os estudantes, que será definida pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em discussão no Conselho Nacional de Educação. As diretrizes vigentes estão sendo revistas pelo CNE para se adequarem ao Novo Ensino Médio, aprovado em 2017 segundo informações da Agência Brasil.

 

Pela nova lei, os estudantes poderão escolher ter formações específicas em linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas ou ensino técnico. Uma das preocupações levantadas durante a discussão da lei era a oferta das várias opções aos estudantes, sobretudo em municípios menores. O documento disponibilizado pelo CNE diz que os sistemas de ensino devem garantir a oferta de mais de um itinerário formativo em cada município.

Educação

04 de Out // G1 | Educação

O governo decidiu adiar o início do horário de verão para o dia 18 de novembro. A decisão do presidente Temer deve ser publicada no DOU. No início do horário de verão, os relógios devem ser adiantados em uma hora. O presidente atendeu a um pedido do Ministério da Educação para não prejudicar os estudantes que farão o Enem em novembro.

 

O horário de verão estava previsto para começar no dia 4, justamente a data da primeira prova do Enem. A segunda prova está marcada para o domingo seguinte, dia 11. Em geral, o horário de verão começa em outubro. Mas, para não coincidir com a data das eleições, o presidente Temer assinou um decreto em 2017 que adiou o período.

 

O 1º turno está marcado para o dia 7 de outubro e o 2º turno para o dia 28. Já a data final para o horário de verão foi mantida para o terceiro domingo de fevereiro. Os relógios deverão ser atrasados em uma hora na madrugada de sábado, dia 16, a partir da meia-noite. Atualmente, adotam o horário os estados de São Paulo, Rio, Minas, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e DF.

Educação

04 de Out // | Educação

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) subiu uma posição e foi considerada a melhor universidade do estado pela Folha. O veículo realiza uma avaliação anual do ensino superior do Brasil, o Ranking Universitário da Folha leva em conta dados nacionais e internacionais além de duas pesquisas de opinião do Instituto Datafolha em cinco aspectos

 

São eles: (pesquisa, ensino, mercado, internacionalização e inovação). Além da Ufba, outras cinco instituições de ensino superior baianas também subiram posições neste ano em comparação com o RUF 2017. A Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) foi da 65ª posição em 2017 para 54ª neste ano.

 

A Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) ficou na posição 63 no ano de 2017 e 60 neste ano; a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) passou de 132º para 119º; a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) foi da 186º posição para 178º e; a Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) de 180º para 179º. Na contramão, a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) saiu da posição 88 e foi para 89.

Educação

01 de Out // Foto: Gessyca Rocha/G1 | Educação

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), já começaram a chegar em seus destinos por todo o Brasil. Os Correios são responsáveis pela retirada do material da gráfica até a entrega nos locais de aplicação, a distribuição dos 11 milhões de cadernos de provas começou no sábado (29). São mais de 1,7 mil municípios que receberão o exame.

 

A empresa também faz a logística reversa para a correção das provas. De acordo com os Correios, são 8 mil rotas de transporte e o material é escoltado pelas forças de segurança. O Exército local de cada região fica responsável pela guarda temporária dos malotes em seus batalhões, para garantir o sigilo de informação.

 

Segundo balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), há 5,5 milhões de inscrições confirmadas. Durante o Encontro Nacional para Alinhamento Operacional do Enem, realizado em Osasco, na última quinta-feira (27), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou que a segurança na aplicação do exame este ano foi ampliada em cinco vezes.

Educação

27 de Set // Foto: Patrick Marques/G1 | Educação

O Ministério da Educação solicitou ao presidente Michel Temer e à Casa Civil que o início do horário de verão seja adiado. Isso porque o período começaria no dia 4 de novembro - justamente a data da primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O fato de os relógios precisarem ser adiantados em uma hora poderia confundir os candidatos.

 

Se nenhuma modificação for feita, o horário de verão começará à 0h do dia 4 de novembro e terminará em 16 de fevereiro de 2019. Em geral, o horário de verão começa em outubro. Mas, para não coincidir com a data das eleições, Temer assinou um decreto no fim de 2017 que adiou o período para novembro.

 

Até o momento, o governo federal não respondeu ao Ministério da Educação se fará a modificação no horário segundo o G1. Neste ano, municípios dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal precisarão adiantar os relógios em uma hora. O Enem acontecerá em dois domingos, nos próximos dias 4 e 11 de novembro.

Educação

24 de Set // Agência Brasil | Educação

Estão abertas, a partir de hoje (24), as inscrições para as vagas que não foram preenchidas no processo seletivo regular do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), referentes ao 2º semestre de 2018. Os interessados devem fazer cadastro no site do programa. O cronograma detalhado dos períodos de inscrição está disponível na página do Fies.

 

Podem disputar as vagas remanescentes candidatos que tenham participado de alguma edição do Enem desde 2010 e tenham obtido a nota mínima de 450 pontos nas provas e acima de zero na redação. Além disso, é necessário comprovar renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

 

Uma vez pré-selecionados, eles terão um prazo de dois dias úteis para complementar os dados solicitados pelo FiesSeleção e, em seguida, três dias úteis para comparecer à instituição onde serão validadas as informações inseridas. Com a validação dos dados, os candidatos poderão comparecer ao banco para efetivar a contratação do financiamento. As datas para a inscrição, tanto de início quanto finais, variam de acordo com o perfil do estudante.

Educação

21 de Set // Foto: Reprodução / TV Globo | Educação

“Eu me senti muito mal, com muito medo, achando que eu ia morrer”. É assim que o professor Thiago dos Santos Conceição descreveu os momentos logo após ser agredido por alunos durante uma aula de português no Ciep Municipal Mestre Marçal, em Rio das Ostras, cidade da Região dos Lagos do Rio de Janeiro na última terça-feira (18).

 

Estudantes humilharam o educador enquanto ele começava a aplicar uma prova. Um vídeo gravado por um aluno mostrou as cenas. Na filmagem, um dos adolescentes aparece rasgando as avaliações e ameaçando o docente de morte. Até mesmo uma pochete, que atingiu o quadro branco, foi lançada na direção do professor.

 

“Eles já vieram agitados de casa. Não sei o que aconteceu, estou até agora tentando entender o comportamento. Eu já tinha sofrido agressões antes, mas apenas de cunho verbal”, explica. O educador ainda conta que os alunos são indisciplinados, têm dificuldades de obedecer a comandos e costumam ser agressivos com outros professores. “Os vídeos são prova de que eu fui agredido, sofri diversos insultos e preconceito racial. Fiquei em pânico”, falou.

Educação

15 de Set // Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil | Educação

O Brasil praticamente não avançou no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) calculado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e ocupa a 79ª posição no ranking de 2017, divulgado nesta última sexta-feira (14). A classificação considera 189 países e é feita tomando como base indicadores de saúde, educação e renda.

 

Do ano de 2016 para 2017, a expectativa de vida saiu de 75,5 para 75,7 anos. A renda nacional bruta (RNB) per capita subiu de US$ 13.730 para US$ 13.755 por ano. Já o período esperado para que as pessoas fiquem na escola permaneceu em 15,4 anos e a média de anos de estudo ficou em 7,8 anos.

 

Por conta do pequeno avanço nesses índices, a melhora no IDH brasileiro foi de 0,001, chegando a 0,759. Pelos critérios da ONU, quanto mais perto de 1, maior é o desenvolvimento humano. A liderança do ranking de 2017 é ocupada pela Noruega (0,953), seguida pela Suíça (0,944) e pela Austrália (0,939). A média mundial ficou em 0,728. O Brasil fica atrás inclusive de outros países sul-americanos, como Chile (44º), Argentina (47ª), Uruguai (55º) e Venezuela (78º).

Educação

14 de Set // G1 | Educação

O número de inscritos na Bahia para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano é 40% menor que o registrado em 2016. O percentual corresponde uma redução de 265.510 mil estudantes em dois anos. Segundo informações divulgadas nesta última quinta-feira (13), pelo Inep, 398.490 mil pessoas se inscreveram neste ano.

 

Já em 2016, foram 664 mil. Em 2017, foram 490.233 mil incritos. Os números seguem a baixa procura pelo exame registrada nacionalmente. Em todo o Brasil, conforme o Inep, foram 5,5 milhões de inscrições para a prova em 2018. O número é o menor já registrado desde 2011, quando o exame teve 5.380.857 mil inscritos.

 

Ainda de acordo com o Inep, 62% das cidades baianas não tiveram estudantes inscritos no Enem em 2018. Dos 417 municípios do estado, apenas 160 registraram inscrições. As outras 257 cidades não participarão da prova.  Salvador foi o município com maior número de inscritos. A capital baiana terá 93.210 mil participantes no exame. Em segundo lugar, ficou Feira de Santana, que é a segunda maior cidade do estado, com 24.530 mil inscritos.

Educação

04 de Set // G1 | Educação

O (IF Baiano abriu 2.895 vagas para o ingresso de estudantes em cursos técnicos integrados com o ensino médio ou apenas o técnico subsequente, ambos gratuitos, para 2019, voltados para estudantes de 14 cidades da Bahia. As inscrições também são gratuitas, começaram no dia 3 de setembro e terminam no dia próximo 3 de outubro.

 

A inscrição no processo seletivo acontecerá em duas etapas: a primeira via internet, por meio do endereço eletrônico da intituição ou presencialmente nos postos da instituição nas 14 cidades. No segundo momento, o candidato deverá entregar a documentação solicitada pelo instituto nos postos presenciais.

 

Candidatos devem apresentar RG e o histórico escolar. Os candidatos que saíram de escolas públicas ou pessoa com deficiência devem apresentar a documentação comprobatória. De acordo com o IF Baiano, 70% das vagas oferecidas são reservadas para os estudantes que cursaram o ensino fundamental na rede pública. O restante das vagas estão divididas da seguinte forma: 25% é destinado à ampla concorrência e 5% para pessoas com deficiência.

Educação

04 de Set // Bahia Notícias | Educação

Para o secretário de Educação da Bahia, Walter Pinheiro, o método utilizado para avaliar o Índice de Desempenho da Educação Básica (Ideb) nos últimos dois anos é uma "anomalia". O titular da pasta destaca que a mudança foi feita de última hora, sem que os governos estaduais sequer tomassem conhecimento segundo informações do Bahia Notícias.

 

"Deveríamos ter sido avisados com antecedência porque isso não ocorreu. (...) A alteração feita na regra introduz uma distorção do quadro que nós já tínhamos, portanto isso é uma anomalia", contesta Pinheiro. De acordo com os dados, a Bahia possui a pior média do Ensino Médio em todos os Estados brasileiros.

 

Com notas decrescentes, o índice da rede pública nesse grau de ensino foi de 2.7 pontos em 2017 - a meta projetada para o Estado era 4.1. "No Brasil inteiro, nenhum Estado conseguiu atingir a meta da questão do Ideb no Ensino Médio. Então, foi erro de todo mundo ou a metodologia desconsiderou diversos fatores?", questiona o secretário de Educação Walter Pinheiro. O governador Rui Costa também se pronunciou sobre o assunto.

Educação

04 de Set // Foto: Reprodução / Agência Brasil | Educação

Nenhum estado brasileiro alcançou a meta estabelecida para a edição de 2017 do Ideb no ensino médio. A Bahia e outros quatro e estados (Rio de Janeiro, Amazonas, Roraima e Amapá) apresentaram redução no desempenho desta modalidade. Em 2013 a diferença entre o desempenho esperado no Ideb e o resultado obtido foi de 0,2 ponto.

 

Neste ano a diferença foi quatro vezes maior, atingindo 0,9. O Ideb proposto para 2017 foi de 4,7 e o resultado alcançado pelo Brasil foi 3,8. O índice é ligeiramente maior que a nota de 3,7 da edição anterior da avaliação, em 2015. O Ideb é uma ferramenta criada pelo governo federal para avaliar a qualidade da educação.

 

Os resultados são apresentados em uma escala de 0 a 10. O Inep divulgou, responsável pela avaliação divulgou nesta última segunda-feira (3) os resultados. O índice é calculado a cada dois anos para os anos iniciais e finais do ensino fundamental e o ensino médio. Para compor o Ideb, O Ministério da Educação leva em consideração as notas dos estudantes na prova do Saeb e os índices de fluxo, compilados pelo Censo Escolar da educação.

Educação

04 de Set // Foto: Elói Corrêa / GOVBA | Educação

A Bahia obteve nota 4,7 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017. Apesar de ter superando a meta de 4,1, proposta pelo Ministério da Educação (MEC), o número apresentado pelo estado está abaixo da média nacional, que foi avaliada com 5,8. Em todo o país, apenas três estados não alcançaram as metas do MEC.

 

Entre o estados estão o Amapá, Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul. O estado do Ceará obteve destaque por ter superado a meta proposta para 2017 em 1,4 ponto. Os dados foram divulgados nesta última segunda-feira (3) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

Os resultados são apresentados em uma escala de 0 a 10. O índice é calculado a cada dois anos e leva em conta os anos iniciais e finais do ensino fundamental e o ensino médio. Na Bahia, o município de Itatim foi o que apresentou a melhor nota no 5º ano do ensino fundamental, avaliado em 7,1 e superando a meta em 3,2. A cidade de Licínio de Almeida apresentou a segunda melhor média estadual, alcançando a nota 6,8.

Educação

03 de Set // Foto: Walfrido dos Mares Guia | Educação

Apontada como sensação por causa dos bons resultados de alfabetização nos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano), a cidade de Sobral, no Ceará, alcançou a primeira posição no Ideb também nos anos finais (9º ano). Sobral, berço político do candidato a presidente Ciro Gomes (PDT), é uma cidade do interior do Ceará com 200 mil habitantes.

 

A média no Ideb de 2017 nos anos finais passou de 6,7 para 7,2 e superou a cidade de Nova Ponte, localizada em Minas Gerais (que era primeira em 2015 nesta etapa e caiu em 2017, ficando em segundo). Por essa métrica, a média dos países desenvolvidos estaria em 6, algo equivalente à educação no Reino Unido.

 

O Ideb 2017 foi divulgado nesta segunda-feira (3) pelo governo federal. O indicador é produzido a cada dois anos para os anos iniciais e finais do ensino fundamental e também para o ensino médio. Ele é calculado a partir de dois componentes: a taxa de aprovação das escolas e as médias de desempenho dos alunos em uma avaliação de matemática e português. Os dados das provas foram conhecidos na semana passada segundo o Folhapress.

Educação

30 de Ago // Folha Press | Educação

Somente 9 das 27 redes estaduais do país conseguiram no ano passado que seus alunos do ensino médio melhorassem os desempenhos em matemática e português na principal avaliação federal segundo informações do Folhapress. São eles: Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Goiás, Minas Gerais, Acre, Ceará, Tocantins, Sergipe e Alagoas.

 

Ainda assim, todas essas redes de ensino permaneceram em patamares distantes do adequado na etapa, considerada hoje um dos principais desafios da educação básica do país. Os resultados estão no Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), divulgado nesta quinta-feira (30) pelo MEC (Ministério da Educação).

 

Os números mostram os níveis de aprendizagem dos alunos ao fim de três etapas de ensino: anos iniciais (5º ano) e finais (9º ano) do ensino fundamental e ainda o ano final do ensino médio. As notas dos dois ciclos do ensino fundamental melhoraram em 2017, considerando as redes pública e privada. As provas foram realizadas em 2017. Esses resultados compõem, combinados com as taxas de aprovação das escolas e redes, o Ideb.

Educação

28 de Ago // Bahia Notícias | Educação

O governo do Estado publicou, na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (28), a convocação de 2.414 novos professores e 636 coordenadores pedagógicos, aprovados no concurso público para a rede estadual de ensino. Os convocados devem entregar a documentação exigida nos locais e período indicados nos editais de convocação.

 

A carga horária semanal é de 40 horas. segundo informações do Bahia Notícias. O concurso recebeu mais de 103 mil inscritos, divididos em 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), situados em Salvador e em outros 26 municípios do Estado. A classificação é separada por cargo, pelo tipo de disciplina e pelo local (NTE).

 

Realizado conjuntamente pelas secretarias da Administração (Saeb) e Educação (SEC), as provas do certame ocorreram em fevereiro deste ano. Os candidatos passaram por três etapas, entre habilitatórias e classificatórias, como provas objetivas, discursivas e de títulos. A Fundação Carlos Chagas (FCC), organizadora do concurso, divulgou o resultado final e a homologação do certame no dia 19 de junho, no Diário Oficial do Estado.

Educação

19 de Ago // Foto: Reprodução/ Agência Brasil | Educação

Apenas 4 em cada 10 alunos de 15 ou 16 anos que frequentam escolas públicas esperam concluir um dia o ensino superior com, no mínimo, quatro anos de duração- ou uma pós-graduação. Entre os estudantes da rede privada, a relação salta para quase 7 em 10. Esse retrato emerge dos questionários que os adolescentes do país preencheram.

 

Os adolescentes realizaram o último Pisa, teste internacional de aprendizagem, em 2015, segundo levantamento inédito do Iede (Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional). Diferenças de oportunidades ao longo da infância e da adolescência levam os jovens a desenvolverem níveis distintos de aspiração.

 

Isso ajuda a criar um hiato de expectativas em relação à formação educacional. Entre os alunos de escolas públicas, 38% se consideram ambiciosos. Nas particulares, o percentual sobe para 55%. As informações de 17.523 alunos colhidas pelo Iede na base de dados da Organização responsável pelo Pisa mostram a cadeia de fatores que explicam esse quadro. O nível socioeconômico da família de uma criança costuma ter grande influência.

Educação

13 de Ago // Foto: Agência Brasil | Educação

Sem conseguir sanar por completo a falha que barrou a inscrição de estudantes do Fies (Financiamento Estudantil) do segundo semestre, o MEC ampliou o prazo para o grupo afetado pelo problema. Agora, os estudantes têm até o dia 17 deste mês para garantir uma vaga na universidade pelo programa. O prazo vencia na última sexta-feira (10).

 

O erro nos sistemas do ministério atingiu uma leva de beneficiados pelo Fies que tiveram as inscrições postergadas do primeiro para o segundo semestre deste ano. Para não perder o financiamento, os estudantes precisam atualizar os cadastros na página do Fies na internet segundo informações do Folhapress.

 

Foi nessa fase em que eles não conseguiram concluir no prazo estipulado pela pasta da educação do governo federal devido ao erro. Assim que a fase cadastral é concluída, os dados do estudante seguem para análise na universidade na qual ele vai estudar. Se tudo estiver certo, o último passo é ir ao banco e contratar o crédito do Financiamento Estudantil. 679 estudantes impedidos de entrar no sistema do programa até a última quarta (8).

Educação

10 de Ago // Foto: Marcello Casal/Agência Brasil | Educação

Escolas particulares ainda não aplicarão de forma padronizada a partir de 2019 os novos critérios definidos pelo STF para a matrícula de crianças no ensino fundamental. A orientação da Federação Nacional das Escolas Particulares, enviada para os colégios, é que cada unidade escolar poderá adotar as regras de 2018 na admissão de alunos do próximo ano.

 

No início de agosto, a maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu que as crianças só poderiam iniciar os estudos no ensino fundamental se completarem seis anos até 31 de março. Atualmente, há critérios variados entre os estados, e pelo menos oito seguem datas diferentes ao permitir as matrículas.

 

Em São Paulo, unidades estaduais de fora da capital adotam a data de corte de 30 de junho. Após análise jurídica da discussão no STF, a federação nacional das escolas privadas avaliou que a regra não é de aplicação automática e imediata. Ela ressalta que a decisão do Supremo ainda não foi publicada, que ela apenas deu um aval ao Conselho Nacional de Educação para fixar critérios e que uma alteração repentina criaria instabilidade.

Educação

08 de Ago // Bahia Notícias | Educação

A Secretaria de Educação da Bahia (SEC) afirmou em nota que tem dialogado com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb), além de manter o orçamento e os repasses regulares para as instituições de Ensino Superior. Desde a segunda (6), os professores iniciaram uma paralisação que prometem levar até a próxima sexta-feira (11).

 

De acordo com a categoria, o ato foi feito contra a “crise orçamentária” que atinge a universidade. Segundo a Associação dos Docentes da Uneb, o estopim para a deflagração da paralisação foi a ameaça de corte das passagens intermunicipais dos professores, que dependem do recurso para que possam dar aulas.

 

Ainda conforme a Aduneb, o governo estadual vem impondo também contingenciamento no orçamento das universidades. A falta de orçamento ainda impediria a implantação de direitos trabalhistas dos professores, que têm tido promoções negadas e permanecem parados na fila de alteração de regime de trabalho. Segundo a Secretaria de Educação da Bahia, no entanto, não houve corte orçamentário segundo o Bahia Notícias.

Educação

07 de Ago // Foto: Admilson/Bocão News | Educação

Presente no Encontro com Pré-Candidatos ao Governo do Estado, Rui Costa (PT) anunciou uma de suas propostas para a próxima gestão. O evento, que aconteceu no Hotel Mercure, foi organizado pelas Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia, do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estad e das Indústrias do Estado da Bahia.

 

"Chegaremos ao final do segundo mandato, se assim o povo desejar, a colocar cursos profissionalizantes em todas as cidades da Bahia", frisa o petista. Com esse plano, o governador pede ajuda aos representantes do setor produtivo para montar um "conselho definidor de diretrizes de prioridades de cursos profissionalizantes".

 

"O princípio vale, que é o princípio de customizar os custos, direcionando a demanda específica de cada cidade e cada região e não como o Brasil faz hoje: fazer muitas formações de muitos cursos, sem nenhuma relação de que o jovem que fez o curso vai conseguir empregabilidade", analisa. Rui acrescenta que, com programação e diagnóstico únicos, vai trabalhar para que as escolas se transformem em "formadoras de mão de obra para as empresas".

Educação

07 de Ago // | Educação

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) abre inscrições, nesta terça-feira (7), para vagas remanescentes do vestibular 2018.2. A instituição ressalta que poderão se inscrever, apenas, os candidatos classificados como “excedente de vaga” no resultado do processo seletivo 2018.2 e que não tenham sido convocados para a matrícula.

 

Os interessados terão até o dia 14 de agosto para se candidatar. Será permitida a inscrição, exclusivamente, para vagas remanescentes em cursos da mesma área do curso optado pelo candidato na inscrição do vestibular. Ao todo, são disponibilizadas cerca de 105 vagas, divididas em vários cursos.

 

São elas: Licenciatura em Matemática, Licenciatura e Bacharelado em Física, Licenciatura em Química, Bacharelado em Ciências Econômicas, Licenciatura e Bacharelado em Filosofia, Licenciatura e Bacharelado em Geografia, Licenciatura em Letras com Francês, Licenciatura em Letras / Português e Espanhol. O candidato classificado para o preenchimento de vaga remanescente deste Edital ingressará na Uefs no semestre letivo 2018.2.

Educação

07 de Ago // | Educação

O Inep estuda um novo modelo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo o ministro da Educação, Rossieli Soares, a proposta poderá ser apresentada ainda este ano, se a nova Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio, em análise pelo Conselho Nacional de Educação for aprovada. Novo modelo pode ser aplicado depois de 2020.

 

Pelo novo Ensino Médio, sancionado no ano passado, parte do currículo da etapa de ensino, o equivalente a 1,8 mil horas deverá ser destinado ao conteúdo da Base Nacional Comum Curricular. O restante do tempo, que varia de acordo com a rede de ensino, será destinado à formação específica.

 

Os estudantes poderão escolher entre o aprofundamento em linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas ou ensino técnico. Durante o 2º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, organizado pela Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca), o ministro da Educação defendeu uma adequação da formação do Ensino Médio, para que não seja voltada apenas para bom desempenho no Enem.

Educação

06 de Ago // | Educação

O resultado do P-Fies, modalidade do financiamento operada por bancos, será divulgado nesta segunda-feira (6), na página do programa. O modelo atende candidatos cuja renda per capita esteja entre 3 e 5 salários mínimos. Os candidatos selecionados devem comprovar as informações da inscrição em suas instituições de ensino.

 

Nesta edição, são ofertadas 155 mil vagas de financiamento, sendo 50 mil com juro zero. Puderam participar da seleção estudantes que fizeram o Enem a partir da edição de 2010 e que obtiveram média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos.

 

Aqueles que tiraram zero na redação ficam impedidos de pleitear uma vaga. Além do P-Fies, o programa tem a modalidade clássica chamada Fies que atende candidatos cuja renda familiar per capita seja de até 3 salários mínimos. Nesse tipo de financiamento, o pagamento será feito com juros zero. Caso o estudante se encaixe nessa faixa de renda, só poderá participar do P-Fies se não houver vaga para o curso desejado na primeira modalidade.

Educação

04 de Ago // | Educação

Auditório lotado, salpicado por um vermelho estampado nas camisas de alguns presentes. Em alguns momentos, alguém arriscava um grito de “Lula livre”, sendo acompanhado por uma maioria. Ao fim dos discursos que versavam sobre o chamado “golpe” de 2016, manifestado no impeachment da ex-presidente Dilma, aplausos calorosos.

 

Para qualquer um desavisado que chegasse, não era muito difícil entender o que estava acontecendo ali. Tratava-se da última aula da “disciplina do golpe”, que ocorreu na sexta (3), na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia (UFBA), no bairro da Federação, em Salvador.

 

Criada para discutir as implicações do impeachment, a matéria “Tópicos Especiais em História: O golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil” virou uma espécie de confraternização de viúvos e viúvas dos governos petistas em sua derradeira aula. No entanto, nem só de celebrações pelo fim da disciplina - polêmica, ela suscitou discussões acaloradas e correu o risco de ser barrada pela Justiça Federal - o momento foi feito segundo o BN.

Educação

04 de Ago // | Educação

O reitor da Universidade Federal da Bahia, João Carlos Salles, acredita que o eventual corte de bolsas de pós-graduação vai trazer graves consequências para o ensino superior. Para ele, a possível redução anunciada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) na última quinta (2) representaria um "grande atraso".

 

"É um momento de apreensão porque isso se somaria a um conjunto de restrições orçamentárias que as universidades vêm enfrentando", comentou Salles em entrevista ao Bahia Notícias nesta última sexta (3). "O eventual corte de bolsas tal como anunciado, realmente condenaria nossa pós-graduação a um grande atraso", afirmou.

 

O Capes encaminhou ofício ao Ministério da Educação alertando sobre os cortes e argumentando que o teto orçamentário aprovado para 2019 representa uma redução significativa. Salles classificou o órgão como o "principal sustentáculo" do sistema de pós-graduação no Brasil. "Isso [o corte] significaria uma evasão, um atraso nas pesquisas e todas as consequências indesejáveis que poderíamos imaginar", argumentou o reitor da Ufba.

Educação

02 de Ago // | Educação

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) prorrogou, nesta quarta-feira (1), o prazo para solicitações de isenção parcial na taxa de inscrição para o processo seletivo 2019 de cursos técnicos nas formas integrada e subsequente segundo informações do G1. Os candidatos devem realizar o procedimento no site do IFBA.

 

É necessário os candidatos comprovar que cursaram os últimos cinco anos em escolas públicas (para os cursos do integrado) ou que cursaram todas as séries do ensino médio em escolas públicas (para os cursos do subsequente). Os contemplados pagarão o valor de R$ 3,50, referente a 10% da taxa de inscrição.

 

O IFBA publicou os editais do Processo Seletivo no dia 27 de junho. Ao todo, são ofertadas 5.185 vagas, sendo 2.715 para o integrado e 2.430 para o subsequente, distribuídas em 19 cidades da Bahia: Barreiras, Brumado, Camaçari, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Ilhéus, Irecê, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso, Porto Seguro, Salvador, Santo Amaro, Seabra, Simões Filho, Valença e Vitória da Conquista.

Educação

01 de Ago // | Educação

A partir do ano vem, a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) oferecerá cotas para transexuais, travestis, quilombolas, ciganos, pessoas com deficiência, autismo e altas habilidades. Com a novidade, haverá um acréscimo de 5% no total de vagas oferecidas na graduação e na pós-graduação para cada um desses segmentos.

 

A universidade foi uma das primeiras do país a adotar cotas sociorraciais. A regra não afetará as vagas destinadas à ampla concorrência (60%) e as reservadas a candidatos negros (40%). A cota de candidatos autodeclarados indígenas, que também segue a mesma lógica das novas cotas, também permanecerá inalterada.

 

Desde 2012, a legislação brasileira prevê sistema de cotas para egressos de escolas da rede pública e negros que concorrem a vagas em universidades federais e institutos federais de ensino. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, em 2000, dois anos antes da sanção da Lei nº 12.711 - que instituiu as cotas, somente 2,2% da população negra tinham diploma de nível superior. Em 2017, a proporção chegou a 9,3%.

Educação

30 de Jul // | Educação

Os estudantes que não foram pré-selecionados para as bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2018 podem aderir à lista de espera a partir de hoje (30). A adesão deve ser feita no site do programa até amanhã (31).  Ao todo, nesse processo seletivo, serão ofertadas 174.289 vagas, sendo 68.884 bolsas integrais.

 

Já 105.405 são parciais. O ProUni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. A lista de espera será usada pelas instituições de ensino para ocupar as bolsas que não foram preenchidas na primeira e segunda chamadas do ProUni. A relação dos candidatos participantes da lista será divulgada no dia 2 de agosto.

 

Os estudantes deverão comparecer à instituição de ensino entre os dias 3 e 6 de agosto para apresentar a documentação que comprove as informações prestadas no momento da inscrição. Pode participar da lista de espera, exclusivamente para o curso correspondente à primeira opção, o candidato não pré-selecionado nas chamadas regulares; o pré-selecionado na segunda opção de curso, reprovado por não formação de turma.

Educação

30 de Jul // | Educação

Os estudantes pré-selecionados para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), do primeiro semestre de 2018, têm desta segunda-feira (30) até sexta-feira (3) para fazer a complementação da inscrição. O processo de complementação deve ser feito por meio do acesso à página do Fies na internet. A página do Fies orienta passo a passo o que fazer.

 

Por exemplo, a porcentagem a ser financiada e os dados da agência bancária para receber o benefício. O Fies é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em cursos superiores não gratuitas na forma da Lei 10.260/2001.

 

Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação (MEC). Desde o segundo semestre de 2015, os financiamentos concedidos com recursos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) passaram a ter taxa de juros de 6,5% ao ano. Dúvidas e informações estão contidas no item “Complementação da inscrição no FiesSeleção”.

Educação

30 de Jul // | Educação

Metade dos professores não recomendaria a própria profissão a um jovem, por considerá-la desvalorizada. De acordo com a pesquisa Profissão Docente, realizada pelo Ibope em parceria com a rede Conhecimento Social, 78% dos professores disse que escolheu a carreira principalmente por aspectos ligados à afinidade com a profissão.

 

Entretanto, 33% dizem estar totalmente insatisfeitos com a atividade docente e apenas 21% estão totalmente satisfeitos. O levantamento entrevistou 2.160 profissionais da educação básica em redes públicas municipais e estaduais e da rede privada de todo o país, sobre temas como formação, trabalho e valorização da carreira.

 

A amostra respeitou a proporção de docentes em cada rede, etapa de ensino e região do país, segundo dados do Censo Escolar da Educação. Para valorização da carreira, os professores apontam como medidas mais importantes a formação continuada (69%) e a escuta dos docentes para a formulação de políticas educacionais (67%). Eles consideram urgente a restauração da autoridade e o respeito à figura do professor (64%) e o aumento salarial (62%).

Educação

24 de Jul // | Educação

Estão abertas a partir de hoje (24), as matrículas para o 2º semestre letivo dos cursos técnicos de ensino médio oferecidos pela Secretaria de Educação do Estado. Os interessados devem fazer a matrícula até quinta-feira (26). Ao todo, serão oferecidas 17.310 vagas para 50 cursos nos Centros Estaduais e Centros Territoriais de Educação Profissional.

 

Também há curos nas unidades compartilhadas da rede estadual de ensino, em 115 municípios. De acordo com a Secretaria de  Educação, do total de vagas, 9.335 são para a modalidade subsequente, destinadas a estudantes que concluíram o ensino médio e se inscreveram no processo até o dia 18 de Julho.

 

Os alunos devem apresentar versão original do histórico escolar; originais e cópias da carteira de identidade, do CPF e um comprovante de residência com data recente. As demais vagas são para as modalidades: Proeja médio, voltadas para quem concluiu o ensino fundamental ou tenha o ensino médio incompleto, com 18 anos completos, e concomitante ao ensino médio, direcionada para o aluno que está matriculado no 2º ano do ensino médio.

Educação

24 de Jul // | Educação

O prazo para inscrição no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para vagas no segundo semestre deste ano ano foi prorrogado até as 23h59 desta terça-feira (24). As inscrições devem ser feitas na página do Fies na internet. Com a extensão do prazo, o resultado da seleção do Fies será divulgado no dia 30 deste mês, em chamada única, e não mais no dia 27.

 

Os candidatos pré-selecionados deverão complementar as informações da inscrição do dia 30 deste mês até 3 de agosto e, em seguida, fechar a contratação do financiamento. Nesta edição do Fies, estão sendo ofertadas pelo menos 155 mil vagas, das quais 50 mil com juro zero segundo a Agência Brasil.

 

Pode concorrer às vagas quem fez uma das edições do Enem a partir de 2010, teve média igual ou superior a 450 pontos. O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas que tenham avaliação positiva do Ministério da Educação. O prazo de inscrição foi prorrogado porque o Departamento de Tecnologia da Informação do ministério identificou problemas no sistema no dia seguinte ao início das inscrições.

Educação

23 de Jul // | Educação

O prazo para inscrição no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para vagas no segundo semestre deste ano ano foi prorrogado até as 23h59 desta terça-feira (24). As inscrições devem ser feitas na página do Fies na internet. Com a extensão do prazo, o resultado da seleção do Fies será divulgado no dia 30 deste mês, em chamada única, e não mais no dia 27.

 

Os candidatos pré-selecionados deverão complementar as informações da inscrição do dia 30 deste mês até 3 de agosto e, em seguida, fechar a contratação do financiamento. Nesta edição do Fies, estão sendo ofertadas pelo menos 155 mil vagas, das quais 50 mil com juro zero segundo a Agência Brasil.

 

Pode concorrer às vagas quem fez uma das edições do Enem a partir de 2010, teve média igual ou superior a 450 pontos. O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas que tenham avaliação positiva do Ministério da Educação. O prazo de inscrição foi prorrogado porque o Departamento de Tecnologia da Informação do ministério identificou problemas no sistema no dia seguinte ao início das inscrições.

Educação

22 de Jul // | Educação

As inscrições para o Novo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2018 estão terminam neste domingo (22). O programa oferece subsídio para que estudantes possam ingressar no Ensino Superior em universidades particulares do país. Ao todo são oferecidas 155 mil vagas, sendo 50 mil isentas de juros.

 

Como pré-requisito, o candidato deverá ter participado de alguma das edições do Enem 2010; ter garantido média igual oumaior que 450 pontos. Caso selecionado no dia 27 de julho, data em que o resultado será publicado, o interessado deverá comprovar as informações na instituição escolhida até o dia 31 do mesmo mês.

 

Dividido em diferentes modalidades, o Novo Fies, adotado para entrar em vigor em 2018, permite a participação de jovens cuja renda familiar seja de até cinco salários mínimos. O que também mudou foi o tempo de carência do financiamento. Se no ano passado o período para pagamento era de 18 meses após conclusão do curso, agora passou a ser a partir do momento em que o recém-formado conseguir emprego formal, após finalizar os estudos.

Educação

21 de Jul // | Educação

A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) aprovou a ampliação do sistema de cotas para quilombolas, ciganos, transexuais, travestis e transgênicos e para pessoas com deficiência, transtorno do espectro autista e altas habilidades. Cada grupo terá direito a 5% de sobrevagas, além dos 40% para negros e 5% para indígenas em vigência na unidade.

 

A decisão foi Conselho Universitário. A unidade de ensino que já foi pioneira na implantação de sistema de cotas étnico-raciais entre as instituições da região Nordeste, valerá para todos os processos seletivos de cursos de graduação e de pós-graduação abertos pela instituição já a partir do próximo ano.

 

Por se tratar de sobrevagas, ou seja, vagas adicionais, as novas cotas não alteram o percentual de 60% do total de cadeiras que é destinado atualmente a candidatos não-cotistas. Para concorrer às cotas, o candidato deve também ter cursado todo o segundo ciclo do ensino fundamental e o ensino médio exclusivamente em escola pública e possuir renda familiar mensal de até quatro salários mínimos segundo informações do Bahia Notícias.

Educação

16 de Jul // | Educação

A lista de aprovados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) do segundo semestre de 2018 será divulgada nesta segunda-feira (16), no site do programa. Os selecionados devem comprovar as informações das inscrições entre esta segunda até o dia 23 de julho. A partir do dia 30 de julho, os estudantes podem aderir à lista de espera do programa.

 

Neste semestre são oferecidas 174.289 bolsas de estudo totais e parciais em 1.460 instituições de ensino superior. O Ministério da Educação não informou quantas delas foram preenchidas. Para ter direito a uma bolsa integral, o candidato deve comprovar uma renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio.

 

As bolsas parciais de 50% são destinadas aos alunos que têm uma renda familiar per capita de até três salários mínimos. Segundo o MEC, quem conseguir uma bolsa parcial e não tiver condições financeiras de arcar com a outra metade do valor da mensalidade pode utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

 

Cronograma do Prouni 2018
Comprovação de informações dos alunos da segunda chamada: 16 a 23 de julho
Prazo para participar da lista de espera: 30 e 31 de julho
Divulgação da lista de espera: 2 de agosto

Educação

09 de Jul // | Educação

A comissão especial que analisa o projeto de lei da chamada Escola sem Partido reúne-se nesta próxima quarta-feira (11) para a votação do parecer do relator, deputado Flavinho (PSC-SP). Ele apresentou um substitutivo que prevê que cada sala de aula terá um cartaz com seis deveres do professor segundo informações da Agência Câmara.

 

O primeiro dever sugerido na proposta determina que o professor não poderá cooptar os alunos para nenhuma corrente política, ideológica ou partidária. O texto também altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9.394/96) para afastar a possibilidade de oferta de disciplinas com o conteúdo de "gênero" ou "orientação sexual".

 

Ainda no cartaz que seria afixado nas salas de aula, também estaria previsto que o professor não poderá incitar os alunos a participar de manifestações e também deverá indicar as principais teorias sobre questões políticas, socioculturais e econômicas. Docentes deveriam observar também o respeito ao direito dos pais de que seus filhos recebam educação moral de acordo com suas convicções. A reunião será realizada às 14h30, em local a ser definido.

Educação

09 de Jul // | Educação

Com o objetivo de levar conscientização e educação no trânsito a cerca de quatro mil estudantes de 20 escolas da rede estadual, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA), em parceria com a Secretaria de Educação do Estado e o Instituto Miguel Calmon (Imic) lançou nesta segunda-feira (9), a ação Escola Amiga do Trânsito.

 

De acordo com o coordenador de Segurança e Educação para o Trânsito do Detran, Carlos Moura, a iniciativa integra o Projeto Trânsito Cidadão que, em 2017, atendeu 83 mil jovens. "Agora está sendo lançado o Projeto Escola Amiga do Trânsito, que certifica, com carga horária de 20 horas, jovens multiplicadores de informações para trânsito", disse Moura.

 

Para o gerente de projetos do Imic, Jailton Cardoso, o Projeto Escola Amiga do Trânsito deve formar agentes multiplicadores com idade a partir de 16 anos, "para que se transformem em agentes de conscientização e preservação da vida em suas comunidades e locais de trabalho". "Esperamos ampliar o espectro de atuação do projeto levando atividades de formação presencial e em ensino à distância, com material no site e em plataformas digitais”.





Classificados


Enquete



Mais Lidas