Notícias

Saúde

Saúde

22 de Abr // | Saúde

O Brasil registrou 342 mortes por febre amarela entre julho de 2017 a 17 de abril de 2018, diz o Ministério da Saúde. Em relação ao número de casos, o país tem uma alta de 54,8% em relação ao período entre 2016 e 2017. Atualmente, o país tem 1157 casos confirmados, contra 733 registrados em levantamento anterior.

 

Quase 100% dos casos continuam sendo notificados no Sudeste, região onde não havia circulação do vírus anteriormente -- apenas um caso foi notificado fora da região, em Brasília. O Ministério da Saúde havia divulgado 330 mortes no dia 3 de abril. Não se pode falar, no entanto, que o número de mortos aumentou em relação ao período atual.

 

Isso porque as confirmações sobre as mortes nem sempre são feitas nas mesmas semanas em que ocorrem. A febre amarela apresenta uma letalidade bem superior em relação às demais arboviroses (doenças transmitidas or mosquito). De todos os casos confirmados, 29,5% morreram. Os homens são os mais infectados pela febre amarela, com 956 casos (82,6% do total). Já as mulheres, respondem por 17,4% dos casos (201).

Saúde

22 de Abr // | Saúde

A primeira etapa da vacinação contra a febre aftosa na Bahia começa no dia 1º de maio. Segundo a Agência de Defesa Agropecuária do Estado (Adab), 9,8 milhões de animais devem ser imunizados até o dia 31 de maio, fim do prazo no estado. A meta estabelecida representa 96% da taxa de vacinação do rebanho baiano.

 

Na segunda fase, os produtores têm até 15 dias para declarar a vacinação junto a Adab pela internet, no site da agência, ou nos escritórios do órgão distribuídos pelo estado. Segundo a Adab, o produtor deve adquirir as vacinas em uma revendedora autorizada ou loja de produtos agropecuários devidamente cadastrada na Adab.

 

De acordo com a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia, está livre da febre aftosa há 21 anos. O objetivo é manter o estado com status de zona livre da doença, concedido à Bahia pela Organização Mundial de Saúde Animal, pelo 17º ano consecutivo. A Adab alerta, os proprietários que não vacinarem o rebanho durante o período da campanha, e não fizerem a declaração serão multados no valor de R$ 53 por cabeça não vacinada.

Saúde

20 de Abr // | Saúde

O Ministério da Saúde lança na próxima segunda-feira (23), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Poderão se imunizar, crianças entre 6 meses e 5 anos, maiores de 60, trabalhadores de saúde, professores, pessoas privadas de liberdade, com necessidades especiais, gestantes e indígenas.

 

A vacina estará nos postos de saúde. Neste ano, a vacina protege contra o H1N1, influenza B e o H3N2, tipo de vírus que provocou um aumento significativo de casos e de mortes relacionadas à doença no Hemisfério Norte. Em Goiás, em virtude do aumento de casos de gripe, a campanha foi antecipada.

 

"Apesar de o aumento de casos ter sido muito significativo no Hemisfério Norte, não temos até agora nenhuma indicação que o mesmo fenômeno vá se repetir no Brasil", afirmou a coordenadora do Programa Nacional de Imunização, Carla Domingues. Neste ano, foram confirmados no País 392 casos de influenza, com 62 óbitos. No mesmo período do ano passado, foram 394 ocorrências, com 66 mortes segundo informações do Estadão.

Saúde

19 de Abr // | Saúde

Um novo dispositivo pode ajudar a proteger mulheres da infecção por HIV. Desenvolvida por cientistas da Universidade de Waterloo, no Canadá, a ferramenta é um implante vaginal que diminui o número de células que podem ser atacadas pelo vírus no trato genital da mulher. O implante utiliza a imunidade natural de algumas pessoas contra o vírus.

 

"Sabemos que algumas drogas, quando tomadas, nunca chegam ao trato vaginal, então este implante pode ser uma maneira mais confiável de encorajar as células T a não responderam à infecção, e assim também prevenir a transmissão de forma mais barata e confiável", explicou Emmanuel Ho, um dos pesquisadores responsáveis pela descoberta.

 

"O que não sabemos ainda é se isso pode ser uma opção única para a prevenção da transmissão do HIV ou se pode ser melhor usada em conjunção com outras estratégias de prevenção. Pretendemos responder a essas questões em futuras pesquisas". O implante é formado por um tudo oco e dois "braços" flexíveis. Lentamente, ele libera hidroxicloroquina (HCQ), que é absorvida pelas paredes do trato vaginal segundo informações do O Globo.

Saúde

18 de Abr // | Saúde

Doze mortes foram registradas em decorrência da gripe H1N1 na Bahia, segundo boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), na manhã desta quarta-feira (18). Os dados são referentes até o dia 14 de abril. De acordo com a Seab, subiu para 53 o número de casos confirmados no estado [incluindo os 12 óbitos].

 

As ocorrências foram registradas em 16 municípios e os óbitos ocorreram em cinco deles. Salvador registrou oito mortes. Os outros municípios foram Camaçari (1); Lauro de Freitas (1); Saúde (1) e Serrinha (1). Cinco dos 12 óbitos foram registrados em pessoas maiores de 60 anos, enquanto três deles em menores de dois anos.

 

Além disso, duas mortes foram em pacientes entre 20 a 29 anos, um óbito na faixa etária de 2 a 4 anos e outra morte notificada entre pacientes de 40 a 49 anos. O último balanço da Sesab contabilizava 11 mortes por H1N1 e 49 casos confirmados no estado. Uma das vítimas foi um idoso de 61 anos, que morreu com a gripe na cidade de Serrinha. A morte ocorreu no dia 11 de abril e o resultado do exame que acusou H1N1 saiu na sexta (13).

Saúde

17 de Abr // | Saúde

O câncer é a principal causa de morte em 516 dos 5.570 municípios brasileiros, de acordo com pesquisa divulgada na segunda-feira (16) pelo Observatório de Oncologia do movimento Todos Juntos Contra o Câncer, em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM). O estudo alerta que a doença avança no Brasil ano após ano.

 

Caso a trajetória seja mantida, em pouco mais de uma década as chamadas neoplasias serão responsáveis pela maioria dos óbitos em todo o país. Os dados mostram que a maior parte das cidades onde o câncer aparece como principal causa de morte está localizada em regiões mais desenvolvidas, justamente onde a expectativa de vida são maiores.

 

Dos 516 municípios onde os tumores mais matam, 80% ficam no Sul (275) e Sudeste (140), enquanto o Nordeste concentra 9% dessas localidades (48); o Centro-Oeste, 7% (34); e o Norte, 4% (19). No total, as cidades em questão concentram uma população de 6,6 milhões de pessoas. De acordo com o estudo, o Rio Grande do Sul é o estado com maior número de municípios (140) onde o câncer aparece como primeira causa de morte.

Saúde

17 de Abr // | Saúde

Subiu para 11 o número de mortes em decorrência da gripe H1N1 no estado da Bahia em 2018, segundo balanço da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Do total de óbitos, oito foram em Salvador. Em toda a Bahia, já são 49 casos confirmados da gripe H1N1. Na capital, foram confirmados somente este ano 36 casos.

 

O número de mortes quase triplicou com relação ao divulgado no último boletim da Secretaria -- que com dados coletados até o dia 7 de abril, apontava 4 mortes pela doença em todo o estado. Uma das vítimas foi um idoso de 61 anos, que morreu com a gripe na cidade de Serrinha, a cerca de 175 km de Salvador.

 

A morte ocorreu no dia 11 de abril e o resultado do exame que acusou H1N1 saiu nesta última sexta-feira (13). Outra morte confirmada por H1N1 foi a de um bebê de um ano, no dia 10 de abril, em Feira de Santana. Segundo especialistas, a transmissão da H1N1 é feita pelo contato (saliva, espirro ou objetos contaminados). Os sintomas são dores mais fortes no corpo do que as provocadas pela gripe comum, febre alta e intensa dor de cabeça.

Saúde

16 de Abr // | Saúde

A Bahia teve quatro mortes provocadas pela gripe H1N1, até o dia 7 de abril, conforme dados divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Não foram divulgados dados das vítimas, como sexo, nome e idade. Até a data informada pela Sesab foram notificados 215 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG ), com 18 mortes.

 

Conforme a Sesab, dentre esses casos, 43 foram confirmados para influenza, sendo 36 pelo subtipo A H1N1 e desses, quatro foram a óbito. Ainda conforme a Secretaria de Saúde, três mortes ocorreram em Salvador e uma em Lauro de Freitas, na região metropolitana. A Sesab informou que a capital concentra o maior número de casos da H1N1, 26.

 

A cidade de Camaçari, também na região metropolitana, tem dois; Dias D´Ávila, Governador Mangabeira, Itabuna, Jacobina, Juazeiro, Lauro de Freitas, São Miguel das Matas e Ubatã com um caso cada um. Segundo o Núcleo Regional de Saúde de Feira de Santana, um bebê de 1 ano e três meses morreu em decorrência da gripe H1N1, na terça-feira (10). Outros dois casos da doença já foram confirmados pelo Núcleo Regional de Saúde.

Saúde

16 de Abr // | Saúde

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) aprovou na última quinta-feira (12) recomendação para que o governo prorrogue por 30 dias a entrada em vigor da portaria que reduz o valor pago para as farmácias credenciadas no programa Farmácia Popular. A medida foi publicada no final de março, e está prevista para entrar em vigor no dia 30 de abril.

 

A principal preocupação do CNS é que possa haver um desabastecimento de medicamentos disponibilizados por meio do programa. "O setor apresenta a possibilidade de não ter condições de sustentabilidade, pois, no caso de alguns produtos, o valor que o varejo vai adquirir é superior ao valor que o medicamento será vendido".

 

É o que diz o presidente do conselho, Ronald Santos. Ele acredita que o governo deve aceitar a recomendação, que foi aprovada por unanimidade no conselho. "Entendemos que as mudanças não podem gerar um conflito dessa natureza, que possam afetar a população que já é tão sofrida", diz. O CNS também pediu uma reunião entre o Ministério da Saúde e entidades representativas dos setores produtivo, varejista e atacadista de medicamentos.

Saúde

16 de Abr // | Saúde

O número de acidentes com escorpiões na Bahia subiu 50,6% em dois anos. Ao todo, de 2015 a 2017 as notificações saíram de 10.136 para 15.265. Conforme informações do A Tarde, somente nos três primeiros meses de 2018, foram registrados 3.241 casos, ou seja, já são 20% de todas as picadas de escorpião ocorridas no ano passado.

 

Os dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Centro Antiveneno (Ciave) da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Em Salvador, o número de picadas desses aracnídeos subiu 25% no primeiro trimestre deste ano. Foram registrados oito acidentes, ante seis episódios no ano de 2017.

 

O levantamento é do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Secretaria Municipal de Saúde. O mesmo Centro de Controle de Zoonoses apontou que as aparições de escorpiões no primeiro trimestre deste ano foi de 22, ante 18 ocorridos no mesmo período em 2017, aumento de 22%. Em todo o ano passado, o CCZ contabilizou 138 notificações da presença de escorpiões em Salvador, uma redução de 48% ante 289 episódios de 2016.

Saúde

13 de Abr // | Saúde

Rio de Janeiro atingiu meta de 40,9% dos vacinados contra a febre amarela; São Paulo chegou a 52,4% da população-alvo e Bahia vacinou 55%. Esses dados estão "bem abaixo" da vacinação ideal para o controle da doença em áreas que historicamente não tinham a circulação do vírus, mas que agora estão sob maior risco, diz o Ministério da Saúde.

 

Segundo dados da literatura científica sobre o tema, é necessário vacinar 95% da população-alvo para se ter um maior controle sob o surto segundo informações do G1. Os números são do último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde e de nota de alerta da pasta sobre a baixa imunização contra a febre amarela.

 

A pasta disse ainda que, nesses três estados, 10 milhões de pessoas ainda precisam ser vacinadas contra a doença. A meta de imunização é de 23,8 milhões nessas regiões. O Brasil tem 331 mortes por febre amarela desde julho de 2017 e 1.127 casos confirmados. Carla Domingues, coordenadora do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (PNI), explica que o principal gargalo está na vacinação do adulto.

Saúde

13 de Abr // | Saúde

Uma mulher de 31 anos e o bebê que ela esperava, do sexo feminino, morreram após a realização do parto numa maternidade do município de Itabuna, localizado na região sul da Bahia. Após o ocorrido, familiares denunciaram à polícia que houve negligência médica, porque a criança, segundo eles, deveria ter nascido um mês antes.

 

O parto da dona de casa Rosineide Costa, que morava no município vizinho de Itapé, foi realizado na quarta (11) na Maternidade Ester Gomes. A menina que ela esperava se chamaria Mônica. O marido de Rosineide, o motorista Laércio dos Santos, diz que a mulher estava sentindo muitas dores desde o início do mês de março.

 

"Houve negligência médica, porque passou da hora de nascer. A Ultrassom que a gente tirou, informa que ela tinha até o dia 7 de março para ter a criança. E eles só diziam que não estava na hora, que a criança não estava na posição", disse. O homem conta a mulher fez uma consulta em uma clínica particular da cidade, onde foi constatado que o feto estava com 4,3 kg e que a placenta apresentava grau 3 de maturidade, o máximo na escala.

Saúde

12 de Abr // | Saúde

A Bahia é o segundo estado do nordeste com o maior números de pessoas com tuberculose segundo informações do Ministério da Saúde. Em 2017, o estado ainda registrou 4.610 novos casos e 359 mortes causadas pela doença, segundo a Sesab. A tuberculose é uma doença altamente contagiosa causada por uma bactéria.

 

Pode ser transmitida pelo ar, saliva ou contato com secreções e afeta principalmente os pulmões. No século XIX, ficou conhecida como o 'mal do século'. Foi a causa da morte de intelectuais, boêmios e poetas, como o baiano Castro Alves, que morreu em 1871, aos 24 anos, vítima da doença. De acordo com dados do Ministério da Saúde, 70 mil novos casos são notificados no país a cada ano.

 

São cerca 4,5 mil mortes. A meta é que até 2035 tenham apenas 10 casos a cada grupo de cem mil habitantes. Entretanto, a Bahia ainda está bem longe disso: são 29 casos para cada cem mil pessoas. A própria crise financeira que o país enfrentou vai trazer um reflexo negativo para a doença, considerando que a tuberculose é uma doença que tem um cunho social muito forte. Está muito relacionada a pobreza e vulnerabilidade social.

Saúde

12 de Abr // | Saúde

Uma pesquisa desenvolvida na Universidade Estadual Paulista  mostra que a música pode intensificar os efeitos de medicamentos contra a hipertensão arterial. Em parceria com a Faculdade de Juazeiro do Norte, a Faculdade de Medicina do ABC e a Oxford Brookes University, o estudo identificou os benefícios da associação em 37 pacientes.

 

De acordo com a pesquisa, os participantes foram avaliados durante dois dias. No primeiro, logo após ingerir a medicação, eles escutaram música durante uma hora. No segundo, os remédios eram administrados, mas eles apenas usavam os fones sem nenhuma melodia segundo informações da Agência Brasil.

 

“Nós concluímos que a música intensificou, em curto prazo, os efeitos benéficos do medicamento anti-hipertensivo sobre o coração”, disse o coordenador do estudo, o professor do Departamento de Fonoaudiologia da Universidade Estadual Paulista Vitor Engrácia Valenti. Para verificar os efeitos da música, foi usado o método da variabilidade da frequência cardíaca, que tem mais precisão e sensibilidade para avaliar as alterações no coração.

Saúde

11 de Abr // | Saúde

A Sesab confirmou, em nota divulgada nesta quarta (11), 43 casos de influenza, sendo 36 do subtipo A H1N1. O maior número está concentrado em Salvador (26), seguido de Camaçari (2). Os outros casos foram registrados em Dias D´Ávila, Governador Mangabeira, Itabuna, Jacobina, Juazeiro, Lauro de Freitas, São Miguel das Matas e Ubatã.

 

Já os óbitos ocorreram em Salvador (3) e Lauro de Freitas (1). O Ministério da Saúde inicia, no próximo dia 23, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. Com duração até 1º de junho, a ação terá o dia 12 de maio como o Dia D de mobilização nacional. A meta da ação é imunizar 90% do público-alvo, formado por 3,6 milhões de pessoas.

 

Indivíduos com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a cinco anos, gestantes e puérperas, trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Em 2017, o estado vacinou 2,6 milhões de pessoas, equivalente a 84,6% da cobertura vacinal. 

Saúde

11 de Abr // | Saúde

Causador da gripe, o vírus Influenza já mostra os efeitos da circulação mais intensa no país com a chegada do outono. Além do vírus H1N1, também conhecida como gripe influenza tipo A ou gripe suína, alguns estados já registraram os primeiros casos de infecção pelo H3N2, um tipo do vírus Influenza que, só nos EUA, infectou mais de 47 mil pessoas.

 

A H3N2 provocou também diversas mortes, principalmente de crianças e idosos. De acordo com balanço epidemiológico do Ministério da Saúde, já são 13 os estados brasileiros que registraram 57 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, (SARS, na sigla em inglês), causado pelo Influenza A (H3N2), resultando em 10 mortes este ano.

 

A diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, Regiane de Paula, afirmou que o vírus H3N2 circula no Brasil há bastante tempo. "O que acontece é uma sazonalidade, por isso em todo mês de setembro um grupo se reúne na Organização Mundial de Saúde (OMS) para entender qual é o vírus que está circulando, principalmente no hemisfério Norte, e isso replica um pouco no Brasil", explicou.

Saúde

10 de Abr // | Saúde

Impostos podem ser benéficos para a população mais pobre —alguns deles, pelo menos. É o que aponta um relatório cuja conclusão é a de que sobretaxar alimentos não saudáveis, bebidas açucaradas e alcoólicas e também o tabaco pode trazer benefícios para a população em geral, mas principalmente para pessoas com menor renda.

 

São elas hoje as mais afetadas por doenças cardiovasculares e obesidade. O estudo, publicado na revista científica Lancet, analisa os dados disponíveis em 13 países sobre os efeitos de impostos em doenças crônicas não transmissíveis (problemas cardiovasculares e respiratórios e diabetes, por exemplo).

 

Os países tinham dados socioeconômicos diferentes. Dessa forma, os pesquisadores puderam verificar se a hipótese de que mais taxas nesses produtos teriam um impacto maior ou desproporcional sobre a população mais pobre, causando mais gastos para quem já não tem condições financeiras favoráveis —o problema é conhecido como regressividade.

Saúde

09 de Abr // | Saúde

A bactéria que causa a gonorreia, uma infecção sexualmente transmissível, está desenvolvendo resistência à ceftriaxona, um dos poucos antibióticos que ainda eram eficazes contra ela. A agente da doença, passou por mutações e foi encontrada por cientistas da Faculdade de Medicina da Carolina do Norte, que analisaram o genoma.

 

Eles também descobriram que a mutação vem com um custo: ela diminui drasticamente a taxa de crescimento das bactérias. Isso porque a mudança altera a enzima bacteriana que é alvo da ceftriaxona, diminuindo a ação do antibiótico. Mas, ao mesmo tempo, a mudança prejudica a construção e reparação da parede celular bacteriana.

 

Se essas bactérias mutantes competissem contra bactérias não resistentes ao antibiótico, elas perderiam. Ao infectar ratos com uma mistura igual de bactérias normais e bactérias mutantes, os cientistas observaram que o crescimento dos dois tipos era equivalente, gerando até uma competição acirrada entre eles. “Suspeitamos que as bactérias [mutantes] adquiriram [outras] mutações “compensatórias”, que aumentaram sua taxa de crescimento”.

Saúde

09 de Abr // | Saúde

Com baixa procura pela vacina para proteção contra o papilomavírus humano (HPV), a imunização – que ocorre em duas etapas, com intervalos de seis meses entre as doses – prossegue como parte da rotina nos postos de saúde de Salvador segundo o G1. As 130 salas de vacinação controladas pela SMS funcionam das 8h às 17h.

 

A lista pode ser consultada no site da Secretaria de Saúde. A imunização tem como público-alvo meninas com idades entre 9 e 14 anos e meninos entre 11 e 14 anos. Além dos jovens, a imunização contra HPV é abrangente também a pessoas com HIV, pacientes em tratamento quimioterápico ou recém-transplantados, com idades entre 9 e 26 anos.

 

A meta, de acordo com a subcoordenadora de Imunização da SMS, Doiane Lemos, é vacinar 80% dos cerca de 100 mil jovens que integram o público-alvo. De acordo com dados recentes da Organização Mundial de Saúde, cerca de 300 mil mortes anuais são registradas em todo o planeta por conta de consequências cancerígenas originadas pelo HPV. O termo abriga cerca de 150 tipos de vírus, sendo que apenas 13 deles são considerados de alto risco.

Saúde

09 de Abr // | Saúde

Entre julho do ano de 2017 e 3 de abril de 2018, o Brasil teve 328 mortes por febre amarela. No mesmo período entre 2016 e 2017, eram 220 óbitos. Os dados são de boletim do Ministério da Saúde. O número de casos confirmados também aumentou 63% se comparados os dois períodos. Foram 691 contra 1127.

 

O ministério recebeu 4.548 casos suspeitos da doença. Deles, 2.441 foram descartados e 980 estão em investigação. O número de mortos por febre amarela diminuiu em relação ao período anterior. Segundo o Ministério da Saúde, isso se deve à constante revisão e investigação de óbitos e casos.


Está em andamento uma campanha de vacinação em 77 municípios nos estados de Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro. São 8 municípios na Bahia, 54 em São Paulo e 15 no Rio de Janeiro. Segundo o ministério, a meta é alcançar cobertura vacinal de pelo menos 95% da população-alvo, cerca de 22,7 milhões de pessoas. O Ministério da Saúde planeja aumentar a vacinação para todo o país, mas ainda não há um prazo definido.

Saúde

07 de Abr // Gildásio Cavalcante | Saúde

O Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus (HRSAJ), localizado no Recôncavo baiano, recebeu nesta sexta-feira (6) novos alunos dos programas de residência em Clínica Médica, Cirurgia Geral e Ortopedia.

 

Recepcionados pelos médicos e coordenadores José Américo, Antônio Carlos Neto e Carlos Alberto, os residentes recém-chegados apostam no crescimento do aprendizado para os próximos anos de especialização. “Me surpreendi tanto com a cidade e com o acolhimento do pessoal da região, quanto com o hospital”, contou o médico residente em Cirurgia Geral, João Leandro, vindo de Salvador. “Tenho certeza de que vou me adaptar muito bem esses próximos anos e aprender bastante”, afirmou.

Para a residente em Clínica Médica, Jéssica Soares, a escolha pela residência médica do Hospital Regional Santo Antônio de Jesus foi acertada. “O hospital tem uma estrutura muito boa, um número de pacientes muito bom, então em poucos dias eu já estou notando muita vantagem nessa residência”, afirmou. “Estou aprendendo muito e já estou gostando do ensino e da forma como a residência é conduzida”.

Saúde

06 de Abr // | Saúde

O Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus emitiu nota nesta sexta-feira (06), em relação a morte de um homem na recepção da Unidade Hospitalar. Divanildo de Jesus Santos, 35 anos, morador do Tabuleiro, zona rural do município de Conceição do Almeida, chegou ao hospital com fortes dores na região do peito, mais não resistiu e faleceu no local.

 

Luiz Carlos, irmão da vítima, informou que a recepcionista foi preencher a ficha antes do atendimento. “Levaram ele para ser atendido, depois de um tempo me chamaram e disseram que ele já estava morto”, disse o irmão da vítima que alegou negligencia. Pelo fato, O HRSAJ explicou em nota o ocorrido nesta sexta-feira; confira abaixo a nota na íntegra:

 

Com relação à informação divulgada sobre negligência de atendimento no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, garantimos que: – O paciente, proveniente de Conceição do Almeida chegou a Unidade sem sinais vitais, em óbito, com suspeita de espancamento, sendo encaminhado ao Instituto Médico Legal para perícia. – O Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus se coloca à disposição dos familiares para outros esclarecimentos que se façam necessários. Atenciosamente, Assessoria de Comunicação do Hospital Regional

Saúde

06 de Abr // | Saúde

A Bahia é o estado do país com maior déficit de leitos de UTI neonatal, segundo uma pesquisa divulgada nesta última quinta-feira (5) pela Sociedade Brasileira de Pediatria. Esses tipos de leitos são específicos para crianças prematuras, que nascem antes de completar 37 semanas e que apresentam quadros clínicos graves.

 

Conforme o levantamento, a Bahia conta atualmente com apenas 332 leitos de UTI neonatal, que recebem crianças de até 45 dias. O ideal para atender toda a demanda do estado, no entanto, conforme a pesquisa, seria mais que o dobro da quantidade disponível. A pesquisa aponta que em todo Brasil há um déficit de 3.305 leitos.

 

No país, conforme o levantamento, nascem quase 40 bebês prematuros por hora -- mais de 900 por dia. A Sociedade Baiana de Pediatria diz que, graças às novas tecnologia que permitem o diagnóstico precoce de doenças em mães e filhos, nascem muito mais bebês atualmente do que há 20 anos. No entanto, segundo o órgão, os bebês precisam cada vez mais de cuidados especiais nos primeiros dias de vida segundo informações do G1.

Saúde

05 de Abr // | Saúde

O macarrão pode ser considerado um aliado na perda de peso. Pesquisadores do Hospital St. Michael, no Canadá, monitoraram o peso corporal, massa muscular, gordura corporal e circunferência abdominal de um grupo de pessoas durante 12 semanas.  Eles consumiam, em média, três porções (meia xícara) de massa por semana.

 

Foi observado que não houve aumento de peso. Pelo contrário, cada participante perdeu uma média de meio quilo. O estudo concluiu, segundo o Huff Post Brasil, que o macarrão tem baixo índice glicêmico, então pode ser considerado um carboidrato "bom". Isso significa que ele induz menos picos de açúcares do que outros carboidratos.

 

"O macarrão, no contexto de padrões dietéticos com baixo índice glicêmico, não afeta negativamente a gordura corporal e até reduz o peso corporal e o Índice de Massa Corpórea em comparação com padrões alimentares de alto índice glicêmico", explicam os pesquisadores. De acordo com o Nutrition and Diabetes, comer macarrão e outras massas contribui para a redução da circunferência da cintura, do quadril e do risco de obesidade. 

Saúde

04 de Abr // | Saúde

Pela primeira vez em 469 anos de existência, a capital baiana ganha o maior equipamento na área da saúde construído pela Prefeitura e instalado em uma das áreas mais populosas e carentes da cidade, com cerca de 250 mil habitantes. O Hospital Municipal de Salvador já é uma realidade para a população a partir desta quarta-feira (4).

 

A inaguração foi feita pelo pelo prefeito ACM Neto com grande festa na Boca da Mata, na região de Cajazeiras. Além da população, estiveram presentes na solenidade secretários e gestores municipais, políticos, prefeitos de diversas cidades baianas, demais autoridades e convidados. O investimento é de mais de R$120 milhões de reais.

 

Neto lembrou todo o processo realizado para que o HMS fosse transformado em realidade e agradeceu a todos os envolvidos neste processo. "A Prefeitura conseguiu superar todos os obstáculos para cumprir com esse compromisso firmado com a população. Que o Hospital Municipal de Salvador seja uma lição para os políticos de que, quando se aplica corretamente o dinheiro público e se trabalha com amor e dedicação, tudo é possível".

Saúde

04 de Abr // | Saúde

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, afirmou que o governo formula um decreto para dar uma nova utilidade a Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Pronto Atendimento construídas com recursos da União e que ainda não estão em funcionamento. A ideia é permitir que os prédios da UBS possam ser usados para abrigar creches, escolas.

 

Se for de preferência da prefeitura, tais unidades poderão funcionar de forma partilhada: escola e posto de saúde. "Defendemos isso, a múltipla utilização dos equipamentos", afirmou Occhi. A ideia, que também conta com o apoio de seu antecessor, Ricardo Barros, agrada sobretudo prefeitos de muitas cidades.

 

Os gestores aceitaram no passado a construção das unidades de saúde com a condição de que, uma vez concluída a obra, eles arcariam com os custos de manutenção. Muitos dos prefeitos desistiram de arcar com a empreitada. Pela regra atual, as prefeituras deveriam ser obrigadas a ressarcir a União por esses gastos. É justamente isso que o governo federal quer impedir, em mais uma medida para evitar o descontentamento de prefeitos.

Saúde

03 de Abr // | Saúde

A campanha de vacinação contra a gripe, que seria realizada a partir de 16 de abril, foi adiada em dez dias em diversos municípios brasileiros e começará agora por volta do dia 26. Embora os municípios estejam adiando a data da campanha, o Ministério da Saúde afirma que não há prazo fechado para o início da vacinação.

 

Municípios alegam demora na entrega das doses. No ano passado, a vacinação contra a gripe começou no dia 17 de abril. No caso da imunização contra o influenza, a data da campanha é particularmente importante porque boa parte da população-alvo deve estar imunizada durante os períodos de maior pico de transmissão do influenza -- que se dá no inverno.

 

Sem falar diretamente sobre o atraso, o ministério disse em nota que a data de vacinação é adaptada conforme a produção e entrega dos lotes de vacina. A pasta disse ainda que o imunizante leva seis meses para ficar pronto e que a fabricação depende também da informação sobre as cepas do vírus que estão circulando com mais frequência no Hemisfério Sul, que devem ser atualizadas pela Organização Mundial da Saúde segundo o G1.

Saúde

03 de Abr // | Saúde

O Departamento de Saúde Pública do estado americano de Illinois está alertando a população sobre os riscos do consumo da “maconha sintética” segundo informações do O Globo. Até o último sábado, 38 pessoas deram entrada em hospitais com “sangramento severo” após consumirem a droga, sendo que uma delas morreu.

 

Segundo as autoridades americanas, o surto está relacionado com o uso de produtos contaminados. A maioria dos casos foi relatada em Chicago e no condado de Tazewell. Os pacientes contaram às autoridades que a “maconha sintética” foi obtida de amigos, traficantes e até mesmo em lojas de conveniência.

 

Em entrevista à NBC, Melaney Arnold, porta-voz do departamento de Saúde Pública do estado, explicou que os sintomas incluem hemorragia nos olhos, nariz, gengiva e ouvidos, além de sangue na tosse e na urina. — Os canabinoides sintéticos se tornaram populares porque os usuários acreditam que eles são legais e seguros, mas este não é o caso — afirmou Melaney. — Certamente não são seguros e, em muitos casos, são proibidos.

Saúde

02 de Abr // | Saúde

Mais de 570 pessoas morreram vítimas de acidentes de trabalho na Bahia entre os anos de 2012 e 2018. Os dados são de um estudo do Ministério Público do Trabalho (MPT), que indica que mais de oito mil acidentes de trabalho na Bahia foram registrados no setor hospitalar. A pesquisa leva em consideração dados dos últimos cinco anos.

 

Ainda foi observada uma grande quantidade de acidentes nos setores de construção de edifícios e transporte rodoviário de carga. Os dados estão disponíveis no Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, uma espécie de banco de dados, onde é possível fazer pesquisas específicas.

 

A coordenadora regional de defesa do meio ambiente de trabalho do MPT, procuradora Silvia Valença, afirma que “chama atenção a informação de que o setor hospitalar emitiu quase quatro vezes mais CATs do que o setor da construção civil”. Ela ressalta que funcionários da área de saúde estão constantemente expostos a riscos biológicos e a resíduos contaminados, além de exposição à radiação e jornadas de trabalho longas, cansativas e estressantes.

Saúde

02 de Abr // | Saúde

Tomar um ibuprofeno por dia pode prevenir o Alzheimer. Pelo menos é o que diz um estudo médico publicado recentemente no periódico científico Journal of Alzheimer’s Disease. O medicamento seria capaz de reduzir a inflamação cerebral causada pelo acúmulo de proteínas que sinalizam o aparecimento precoce da doença.

 

A medicina ainda desconhece exatamente o que causa o Alzheimer, mas já se sabe que o acúmulo de placas das proteínas tau e beta-amiloide no cérebro desempenham um papel importante na formação da síndrome. O ibuprofeno, seria capaz de prevenir o desenvolvimento do Alzheimer em pessoas com altos níveis de beta-amiloide peptídica 42.

 

Ainda segundo a pesquisa, o uso do medicamento só seria eficaz em pessoas com maior acúmulo da proteína que destrói os neurônios e causam o Alzheimer. portanto, com um risco aumentado de desenvolvimento da doença. Apesar da recente descoberta, a comunidade científica recebeu essa recomendação com receio e recomenda cautela às pessoas antes de começarem a tomar ibuprofeno de maneira prolongada segundo o Viva Bem.

Saúde

29 de Mar // | Saúde

A Bahiafarma vai fornecer para o Sistema Único de Saúde o medicamento Micofenolato de Sódio. O medicamento é utilizado para combater rejeição em transplantes. Até então, a fórmula era distribuído no Brasil com exclusividade por um laboratório farmacêutico internacional. A decisão do Ministério da Saúde foi publicada pelo Diário Oficial da União.

 

Com a produção pela Bahiafarma, o custo do medicamento será reduzido. O Micofenolato de Sódio passa a ser o terceiro medicamento da Bahiafarma a ser incorporado pelo SUS, junto com o Cloridrato de Sevelâmer, indicado para pacientes com doença renal crônica, e a Cabergolina, receitado para mulheres com disfunções hormonais.

 

Assim como os dois últimos, o Micofenolato de Sódio será produzido pela Bahiafarma em regime de Parceria para o Desenvolvimento Produtivo (PDP) com o laboratório Cristália. A Bahiafarma é um laboratório farmacêutico público que tem como objetivos desenvolver e fornecer produtos, serviços e inovação tecnológica para a saúde pública do Brasil, bem como minimizar a dependência do Estado da Bahia da importação de produtos e tecnologia.

Saúde

29 de Mar // | Saúde

O Ministério da Saúde firmou uma parceria com a Amazônia Azul Tecnologias de Defesa (Amazul) para desenvolvimento do primeiro Reator Multipropósito Brasileiro (RMB). Assinado nesta última terça-feira (27), o acordo garante investimento de R$ 750 milhões, que serão repassados pelo Ministério da Saúde, até o ano de 2022.

 

De acordo com a pasta, a parceria contribuirá para o fim da dependência externa na produção de radioisótopos e no fornecimento de radiofármacos ao SUS a preço de custo. Ainda neste ano, serão repassados R$ 30 milhões para o desenvolvimento do projeto. "Este reator será fundamental para o tratamento das pessoas".

 

"Hoje, nós importamos muito desse medicamento e queremos produzir no Brasil, barateando os custos. Esta decisão tem interface com vários outros ministérios, mas agora ele irá priorizar a área da saúde. Esperamos que dentro de três anos, esse reator já esteja funcionando", afirmou o ministro Ricardo Barros. Os radiofármacos auxiliam no tratamento de diversas áreas como a cardiologia, oncologia, hematologia e neurologia.

Saúde

28 de Mar // | Saúde

Salvador vai ganhar, no próximo dia 4, o primeiro Hospital Municipal, dentro das comemorações pelo aniversário da cidade. Funcionando 24 horas por dia no bairro de Boca da Mata, ele estará integrado à rede de urgência e emergência, servindo principalmente de retaguarda para os casos mais complexos das UPAs e do SAMU.

 

Nesta quarta (28), o prefeito ACM Neto apresentou o equipamento em uma visita com a imprensa. Também estiveram presentes o secretário municipal de Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, e representantes da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, que vai gerir o hospital. O resumo do contrato de gestão foi publicado pela Secretaria Municipal da Saúde.

 

Durante 25 dias, o hospital vai funcionar em fase de observação, com a urgência e emergência atendendo a casos distribuídos pelo SAMU e pela Central Municipal de Regulação. A partir do dia 30 de abril, quando o equipamento estará 100% em funcionamento, a demanda para atendimento de urgência e emergência será aberta. Os atendimentos ambulatoriais e apoio a diagnóstico regulado começam a operar no próximo dia 9 de abril.

Saúde

28 de Mar // | Saúde

A Bahia vai ganhar mais 120 vagas em cursos de medicina. Na terça (27) o MEC credenciou dois novos cursos em Alagoinhas e Juazeiro, ambos na Faculdade Estácio. O início das aulas em Juazeiro está previsto para abril.  O ministro da educação, Mendonça Filho, participou da solenidade de credenciamento do curso na Faculdade Estácio de Juazeiro.

 

“Primeiro, se exige a formação prática dos estudantes de medicina em postos de saúde e hospitais, o que ajudará no atendimento à população de baixa renda; e segundo, essas 55 vagas aqui transformarão a vida de muitas famílias de Juazeiro. Todos sabem que a faculdade de medicina traz no seu entorno uma repercussão econômica importante.”

 

Serão oferecidas 55 vagas anuais na unidade de Juazeiro, sendo uma destinada a bolsista integral. Em Alagoinhas, 65 vagas anualmente, sendo 58 destinadas a estudantes pagantes e sete para bolsistas, direcionadas a alunos naturais e munícipes. Segundo a assessoria da Estácio, a mensalidade custará, em média, R$8 mil. Nos próximos dias serão abertas as matrículas dos alunos selecionados por meio da nota do Exame Nacional de Ensino Médio.

Saúde

26 de Mar // | Saúde

As notificações de casos de febre amarela aumentaram 62% nos dias seguintes ao carnaval, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Esses avisos acontecem quando médicos alertam órgãos de saúde que atenderam alguém com suspeita da doença. Desde julho do ano passado, o Brasil teve 1.098 casos de febre amarela e 340 mortes.

 

A maior circulação de turistas em áreas de risco durante o carnaval é uma das hipóteses dos especialistas para explicar o aumento das suspeitas de pessoas infectadas. A alta no pós-carnaval é maior que a de outros períodos recentes, e somente inferior ao período do fim de férias de janeiro, que registrou aumento de 79% das notificações.

 

As notificações não devem ser confundidas com casos confirmados ou mortes causadas pela doença segundo informações do G1. As taxas percentuais foram extraídas da análise dos dados divulgados semanalmente pelo Ministério da Saúde. A pasta divide esses dados em semanas epidemiológicas (SE) - períodos de 7 dias que não necessariamente seguem a sequência do calendário (com isso, a SE1 não é a primeira semana do ano).

Saúde

26 de Mar // | Saúde

Um novo medicamento para tratar tuberculose deve chegar à rede pública de saúde em maio. O medicamento isoniazida, de 300 miligramas permitirá a substituição de três comprimidos por apenas um. Segundo o Ministério da Saúde, foram adquiridas cinco mil caixas do remédio, que correspondem a 2,5 milhões de comprimidos.

 

A implantação do medicamento será acompanhada por uma pesquisa desenvolvida pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Os estudos terão apoio de pesquisadores externos nos estados do Espírito Santo, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e no Distrito Federal, que receberão, inicialmente, o medicamento.

 

Em 2017, foram registrados 69,5 mil novos casos e 13.347 casos de abandono do tratamento de tuberculose. No mesmo ano, o percentual de cura de casos novos foi 73%, sendo que os estados do Acre (84,2%), de São Paulo (81,6%) e do Amapá (81,7%) alcançaram os maiores percentuais de cura. Para estimular o tratamento da doença, neste sábado (24) Dia Mundial de Combate à Tuberculose, o ministério lança a campanha Tuberculose Tem Cura.

Saúde

23 de Mar // | Saúde

O Ministério da Saúde confirmou 1.098 casos de febre amarela, sendo que 340 pessoas morreram devido à doença. Esses dados foram contabilizados entre 1º de julho de 2017 e esta terça (20). No mesmo período de 2016/2017, o país havia registrado 623 casos e 201 mortes. O governo recebeu 4.102 notificações de pessoas com suspeita da doença.

 

2.150 foram descartados e 854 ainda permanecem em investigação. Desde a última semana, novos 178 casos e 40 mortes foram confirmados. O número mais alto de infecções em comparação ao mesmo período de 2016/2017 (alta de 73,7%) ocorre porque o vírus da febre amarela está circulando em regiões metropolitantas do país segundo o MS.

 

Mesmo assim, por enquanto, a febre amarela é considerada silvestre: a transmissão ocorre pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes e em regiões de mata. O vírus ainda não foi detectado no Aedes aegypti, responsável pela dengue, zika e chikungunya. O governo anunciou nesta terça-feira que todo o Brasil passou a ser área de recomendação para a vacina. Um cronograma foi divulgado para que a distribuição das doses seja feita até abril de 2019.

Saúde

23 de Mar // | Saúde

O consumo de bebidas açucaradas está ligado ao risco de morte prematura por doenças do coração. No entanto, alimentos açucarados não têm o mesmo efeito segundo informações do O Globo. Pesquisadores da Emory University, nos EUA, monitoraram um grupo de adultos com mais de 45 anos de idade durante seis anos.

 

É mais perigoso beber esses itens do que comer alimentos doces. O risco de morrer de doenças cardíacas foi maior entre aqueles que bebiam cerca 709 mililitros de bebida açucarada, em relação aos que consumiam menos de 29 mililitros. Os cientistas acrescentaram, que foi estabelecida apenas uma associação, não uma relação de causa e efeito.

 

"Pretendíamos descobrir se os açúcares adicionados aumentam o risco de morte por doença cardíaca ou outras causas e, em caso afirmativo, se existe uma diferença de risco entre bebidas açucaradas e alimentos açucarados", disse a pesquisadora-chefe do estudo, Jean Welsh. "Acreditamos que este estudo acrescenta dados sólidos ao que já existe, destacando a importância de minimizar as bebidas açucaradas em nossa dieta" segundo o Globo.

Saúde

22 de Mar // | Saúde

O Ministério da Educação anunciou nesta quinta (22) que 28 municípios foram selecionados para implantação do curso de graduação em Medicina. Na Bahia, foram escolhidos os municípios de Irecê, Porto Seguro, Valença e Brumado. Prefeitos e representantes das secretarias de saúde dessas cidades estiveram em Brasília na quarta (21).

 

Lá, assinaram o termo de compromisso para a implantação dos cursos. “O primeiro propósito com a implantação desses novos cursos é preservar a qualidade da formação médica no Brasil”, disse o ministro Mendonça Filho, que estará em Alagoinhas na próxima terça (27) para inauguração do curso de Medicina da Estácio na Faculdade Estácio de Alagoinhas.

 

“Em segundo lugar, vamos gerar mais oportunidade na formação médica em municípios distantes, onde a população muitas vezes não tem acesso a médicos e profissionais ligados à saúde. Expandir e interiorizar a formação médica é fundamental para que a gente possa ter uma boa formação de um lado e mais oportunidades para quem precisa de acesso a saúde de boa qualidade”, acrescentou o ministro segundo o Correio da Bahia.

Saúde

22 de Mar // | Saúde

Os medicamentos devem ficar em média 2,43% mais caros este mês, de acordo com a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) segundo o Estadão. O reajuste aplicado é de 2,09% a 2,84%, o que está abaixo da inflação fechada de 2017, de 2,95%. O aumento começa a valer no próximo dia 31 deste mês.

 

O anuncio ainda não foi publicado no Diário Oficial da União, o que deve acontecer dentro dos próximos dias. Conforme ressalta, em nota, o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), pelo segundo ano consecutivo, o reajuste dos medicamentos ficou menor.

 

De 2013 a 2017, cita, a taxa acumulada do IPCA foi de 36,48% ante 32,51% dos reajustes médios autorizados pelo governo para remédios. "A indústria farmacêutica tem conseguido segurar seus preços, apesar do expressivo aumento dos custos de produção nos últimos anos", afirma Nelson Mussolini, presidente-executivo do Sindusfarma. O reajuste deve ser aplicado em cerca de 13 mil apresentações de medicamentos disponíveis no mercado varejista.





Classificados


Enquete



Mais Lidas