Notícias

Economia

Economia

24 de Mar // Gildásio Cavalcante | Economia

Na primeira semana após as revelações da Operação Carne Fraca, indústrias exportadoras de carne suína e frango perderam US$ 40 milhões, estimou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

 

O presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra, afirmou que tal fato é devido a "equívocos na divulgação da Operação". "Os equívocos na divulgação da Operação Carne Fraca [da Polícia Federal] causaram impactos globais. Já temos 25 mercados com algum tipo de bloqueio, parcial ou total.

 

Estamos, juntamente com o governo brasileiro em um esforço para apresentar os devidos esclarecimentos aos vários mercados que são nossos importadores, buscando restabelecer a situação das exportações", afirmou Turra.

 

A receita perdida corresponde a 22% da previsão total de embarques de uma semana. Os principais bloqueios foram realizados na Ásia, porque a China é a segunda maior importadora de carne de frango e terceira maior importadora de carne suína do Brasil.

Economia

24 de Mar // | Economia
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, cravou nesta última quinta-­feira (23) que o governo elevará impostos para cumprir a meta fiscal deste ano. Em entrevista ao SBT, o ministro afirmou que uma parte do rombo de R$ 58,2 bilhões para o cumprimento da meta de deficit primário deste ano será coberta com aumento de impostos já existentes.
 
"Uma parte dessa diferença será cumprida com mais cortes de gastos e uma parte será aumento de impostos", disse ele, citando, por exemplo, PIS/Cofins e a reoneração de algumas isenções fiscais que foram concedidas e que não tiveram efeito produtivo segundo ele, como desonerações a alguns setores. Em outras ocasiões, Meirelles se esquivou de confirmar aumento de impostos, falando que o governo tomaria essa decisão caso fosse de fato necessária.
 
Ele também deixou a porta aberta para a fixação de uma meta de inflação menor ou de uma banda de tolerância também mais estreita caso haja a avaliação de que isso não forçará o Banco Central a ser mais duro em relação aos juros. Questionado sobre a diminuição da meta de inflação e da margem de tolerância para o avanço de preços na economia, Meirelles reconheceu haver possibilidade de mudança.

Economia

21 de Mar // | Economia
A Coreia do Sul voltou atrás na decisão de banir a importação de frango produzido no Brasil e anunciou, na abertura do mercado financeiro do país, que retomou as compras da proteína. No entanto, de acordo com o Ministério da Agricultura do país, a fiscalização será intensificada. União Europeia, China e Chile, anunciaram ontem restrições à compra do produto.
 
Juntos, esses mercados representam cerca de 35% das vendas externas de carne bovina do Brasil. Preocupado com os efeitos da operação da PF sobre as exportações, o presidente Michel Temer autorizou o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, a endurecer nas negociações, para evitar o fechamento dos mercados à carne brasileira.
 
"Comércio é assim, às vezes tem cotovelada", comentou o ministro. "Se tiver de ter uma reação mais forte, farei com toda tranquilidade". Ele falava sobre a hipótese de o Chile adotar uma suspensão total à importação da carne brasileira, embora o governo brasileiro não tivesse ontem clareza sobre a extensão das medidas restritivas chilenas. Blairo lembrou que o Brasil importa produtos de lá e, se for o caso, poderá adotar restrições a eles.

Economia

21 de Mar // Gildásio Cavalcante | Economia

Operação Carne Fraca, deflagrada na última sexta-feira (17), ainda deixa sequelas no setor alimentício brasileiro. De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o preço da carne bovina deve cair no país.

 

suspensão da compra do produto por países estrangeiros forçará produtores que têm gado confinado e pronto para o abate a aumentarem a oferta para os frigoríficos nacionais.

 

“A sorte é que há pouco gado confinado hoje no Brasil”, diz Ricardo Merola, fundador e ex-presidente da a associação nacional dos confinadores de gado (Assocon).

 

Os animais confinados ganham 1,8 kg por dia e, em cem dias, estão prontos para o abate. Já os que estão no pasto demoram em torno de 24 meses para chegar ao peso ideal.

Economia

21 de Mar // | Economia

Até então restrita aos corredores do Congresso Nacional, a rejeição à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287, mais conhecida como Reforma da Previdência, ganhou as ruas na semana passada. Milhares de pessoas organizaram na última quinta-feira (15) manifestações nos 26 estados e no Distrito Federal, consideradas como uma reação ao projeto, que tem regras consideradas duras.

 

Um dos pontos mais polêmicos do texto é o que estabelece a idade mínima de 65 anos para aposentadoria, para homens e mulheres. Caso o dispositivo não seja alterado por emendas dos parlamentares, pode prejudicar trabalhadores baianos, principalmente os homens, que possuem uma expectativa de vida próxima à provável idade mínima.

 

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a projeção de expectativa para homens no estado este ano é de 69 anos. Assim, os segurados teriam acesso à aposentadoria por apenas quatro anos. Já no caso das seguradas, a situação é mais confortável. A expectativa de vida das baianas é de 78 anos, também segundo o IBGE. Com isso, elas receberiam o benefício por 13 anos.

Economia

20 de Mar // | Economia
Os países importadores da carne brasileira anunciaram restrições temporárias à importação, entre eles a União Europeia, Coreia do Sul, China e Chile. Resultado direto da Operação Carne Fraca, da última sexta-feira (17), a restrição à entrada da carne brasileira nesses três compradores responderam por 27% das exportações brasileiras de carne em 2016. 
 
A União Europeia pediu que o Brasil suspenda a exportação de empresas envolvidas, segundo a Folha de S.Paulo. Na China, as carnes brasileiras estão retidas nos portos. O Chile suspendeu a importação da carne bovina, enquanto a Coreia do Sul baniu frangos da empresa BRF. Em evento em São Paulo nesta segunda-feira (20), o presidente Michel Temer disse que o agronegócio não pode ser prejudicado por um "pequeno núcleo".
 
O assunto repercute na imprensa internacional desde a sexta-feira (17). A Europa exige que todas as empresas envolvidas no escândalo da fraude da carne tenham seus produtos impedidos de entrar no mercado europeu e pede que membros do bloco adotem "uma vigilância extra" ao tratar de qualquer produto brasileiro no setor de carnes. As informações foram anunciadas pelo porta-voz da Europa para assuntos de Saúde, Enrico Brivio, numa coletiva de imprensa em Bruxelas.

Economia

19 de Mar // | Economia

O Brasil em crise virou a grande oportunidade para os chineses ampliarem seus negócios no País. Sem medo de gastar e com forte apetite para o risco, eles planejam desembolsar neste ano mais US$ 20 bilhões na compra de ativos brasileiros - volume 68% superior ao de 2016, segundo a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China (CCIBC).

 

O movimento tem sido tão forte que o País se transformou no segundo destino de investimentos chinês na área de infraestrutura no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Na lista de companhias que planejam desembarcar no País, de olho especialmente nos setores de energia, transportes e agronegócio, há nomes ainda desconhecidos dos brasileiros, como:

 

China Southern Power Grid, Huaneng, Huadian, Shanghai Eletric, SPIC e Guodian. "Há dezenas de empresas chinesas que passaram a olhar o País como oportunidade de investimentos e estão há meses prospectando o mercado brasileiro", diz Charles Tang, presidente da CCIBC. Enquanto essas companhias não chegam, outras chinesas estão mais avançadas na estratégia de expandir os negócios.

Economia

18 de Mar // Gildásio Cavalcante | Economia

A Petrobras vai aumentar o preço dos botijões de gás de até 13 kg usados em residências em quase 10% a partir da próxima terça-feira (21). Em anúncio feito nesta sexta (17), a petroleira justificou que o último aumento no valor ocorreu em setembro de 2015.

 

A correção atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial.

 

A Petrobras informou também que o aumento pode se refletir no preço final ao consumidor, mas esta decisão cabe apenas aos distribuidores e revendedores.

 

A empresa estima que, caso o reajuste seja repassado integralmente aos preços de venda ao consumidor, o valor pode subir 3,1% ou cerca de R$ 1,76 por botijão.

Economia

17 de Mar // | Economia
O Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou hoje (16) que o trabalhador tem cinco anos para cobrar na Justiça os valores não depositados no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Antes da decisão, o prazo para entrar com ação era 30 anos. A Corte reiterou entendimento firmado em 2014 durante o julgamento de um caso semelhante.
 
Os ministros entenderam que o prazo para o trabalhador reclamar as parcelas não recebidas deve ser igual ao dos demais direitos trabalhistas, que é cinco anos. No entanto, a decisão só poderá ser aplicada em novos casos sobre o assunto. O plenário acompanhou voto do relator, ministro Gilmar Mendes, proferido em 2014.
 
Segundo o ministro, a Lei 8.036/1990, que regulamentou o FGTS e garantiu o prazo prescricional de 30 anos é inconstitucional por violar o Artigo 7º da Constituição Federal. De acordo com o texto, os créditos resultantes das relações de trabalho têm prazo prescricional de cinco anos. O FGTS é um depósito mensal, referente a um percentual de 8% do salário do empregado, que o empregador fica obrigado a depositar em uma conta bancária no nome do empregado.

Economia

16 de Mar // | Economia
O Ministério do Trabalho recebeu 5.341 denúncias de irregularidades nos depósitos do FGTS desde que o governo anunciou a liberação do saque de contas inativas, há menos de três meses. A média é de quase 100 queixas formais por dia. Nesse mesmo período, contabilizado até esta segunda-feira (13) o número total de denúncias feitas ao Ministério do Trabalho foi de 14.356.
 
Ou seja, mais de um terço de todos os problemas relatados por trabalhadores foi referente ao FGTS. O chefe da Divisão de Fiscalização do FGTS no Ministério do Trabalho, Joel Darcie, acredita que a quantidade de trabalhadores prejudicados possa ser muito maior do que o número de denúncias apresentadas. "Uma denúncia pode vir de um sindicato, o que representa centenas e até milhares de empregados prejudicados", conta.
 
Somadas a essas denúncias, estão ainda as fiscalizações regulares feitas pela auditoria fiscal do trabalho. Darcie conta que regularmente o Ministério faz confronto de informações entre os sistemas informatizados próprios e os da Caixa Econômica Federal, o que também gera constatações de irregularidades no FGTS. O depósito de FGTS está previsto na Lei 8.036/1990.

Economia

16 de Mar // | Economia
Os trabalhadores nascidos nos meses de maio e junho, que recebem até dois salários mínimos, poderão sacar o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) a partir de hoje (16). A retirada poderá ser feita nas agências da Caixa Econômica Federal, nos caixas eletrônicos por meio do Cartão do Cidadão, nas casas lotéricas e nos correspondentes bancários.
 
O banco também pagará os rendimentos das cotas do PIS para os trabalhadores cadastrados no programa antes de 4 de outubro de 1988. Nesse caso, os rendimentos variam conforme o saldo existente na conta do PIS vinculada ao trabalhador. Quem é correntista da Caixa teve o dinheiro depositado na última terça-feira (14) na conta-corrente.
 
Para saber se tem direito a receber o benefício, de até um salário mínimo, o trabalhador pode consultar o site do banco ou ligar no 0800 726 0207, opção 1. O abono é pago ao trabalhador com pelo menos cinco anos de cadastro no PIS/Pasep, que recebeu uma média mensal de dois salários mínimos e trabalhou pelo menos 30 dias em 2015. Os dados do trabalhador precisam ter sido informados corretamente pela empresa ao Ministério do Trabalho, na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do ano-base 2015.

Economia

15 de Mar // G1 | Economia
Os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) podem ser feitos até o dia 31 de julho, conforme a data de aniversário dos beneficiários. Mas os locais e a documentação necessária variam de acordo com o valor a ser retirado. Veja abaixo perguntas e respostas sobre os saques do FGTS.
 
Podem retirar o dinheiro do FGTS inativo os trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até 31/12/2015. Uma conta fica inativa quando deixa de receber depósitos da empresa devido à extinção ou rescisão do contrato de trabalho. O trabalhador, no entanto, não pode sacar o FGTS de uma conta ativa, ou seja, que ainda receba depósitos pelo empregador atual.
 
O primeiro lote de saques, para nascidos em janeiro e fevereiro, já começou a ser pago no dia 10. O cronograma de saques se estende até o dia 31 de julho. Quais são os documentos necessários? A Caixa ressalta que, para facilidade no atendimento, os trabalhadores devem sempre ter em mãos o documento de identificação e a Carteira de Trabalho, ou outro documento que comprove a rescisão de seu contrato. Para valores acima R$ 10 mil é obrigatória a apresentação de tais documentos.

Economia

14 de Mar // | Economia
A Aneel vai retificar as tarifas de todas as distribuidoras de energia para devolver o R$ 1,8 bilhão cobrado a mais nas contas de luz em 2016. A devolução também será feita via conta de luz e a expectativa da agência é que isso aconteça até o final de abril. A cobrança irregular, que se refere a um repasse para a usina nuclear de Angra III, que não entrou ainda em operação, continua a ser feita mas será suspensa no próximo dia 28. 
 
Depois disso, a agência vai estudar como fazer a devolução, que deve ocorrer até 30 dias depois dessa data. A devolução será feita de uma vez. Portanto, as contas de luz de todos os brasileiros devem ficar um pouco mais baratas em abril, devido ao fim da cobrança irregular e à devolução, que será feita uma única vez.
 
Nos meses seguintes, portanto, as tarifas vão ser impactadas apenas pelo fim da cobrança irregular. O impacto da medida vai variar para cada consumidor. Isso porque a cobrança começou no ano passado em épocas diferentes para os clientes de cada distribuidora - para os da Light, no Rio, por exemplo, começou em novembro. De maneira geral, porém, o impacto será baixo.

Economia

14 de Mar // | Economia
Os quase 2 milhões de trabalhadores que tinham direito a sacar recursos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) neste mês receberam, somente na última sexta-feira (10), cerca de R$ 3,3 bilhões. Os valores foram liberados pela Caixa Econômica Federal durante mais de 530 mil atendimentos em 1.841 agências do banco.
 
As agências da Caixa abrem duas horas mais cedo nesta terça-feira (14) para o atendimento aos cidadãos com dúvidas sobre o FGTS e para o saque das contas inativas dos contribuintes que fazem aniversário nos meses de janeiro e fevereiro. Com o alto volume de repasses, a expectativa dos recursos que serão injetados na economia aumentou.
 
Em vez dos R$ 30 bilhões anunciados, espera-se agora que mais de R$ 35 bilhões possam estimular a economia nos próximos meses, o que representa um impacto de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país). De acordo com o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, o movimento financeiro nas agências chegou a quase metade do valor total a ser sacado pelos nascidos em janeiro e fevereiro, que é de R$ 6,97 bilhões.

Economia

13 de Mar // | Economia
As regras para o uso do rotativo do cartão de crédito vão mudar. A partir do dia 3 de abril, os clientes terão restrições para fazer o pagamento mínimo da fatura e acessar o crédito rotativo. A determinação foi divulgada pelo Banco Central no dia 26 de janeiro, e tem gerado dúvidas entre os consumidores.
 
A principal mudança é que, ao contrário do que acontece atualmente, quem optar por fazer o pagamento mínimo da fatura não poderá fazer essa opção por vários meses consecutivos. A novas regras foram criadas para coibir o uso do rotativo e obrigar os bancos a oferecer uma solução de parcelamento para o cartão de crédito com juros mais baratos.
 
A taxa de juro do rotativo encerrou o ano passado em 484,6% ao ano, segundo dados do Banco Central que considera a média de todas as instituições financeiras. Como funciona hoje? Hoje, para não ficar inadimplente, o consumidor precisa pagar ao menos 15% do valor da fatura de seu cartão de crédito (pagamento mínimo) até o vencimento da fatura. O restante da dívida fica para o mês seguinte, sujeito aos juros do cartão considerados proibitivos.

Economia

12 de Mar // | Economia

Todas as agências da Caixa Econômica do país estarão abertas a partir das 9h, duas horas antes do funcionamento normal, nestas segunda (13) e terça-feira (14). A medida é para otimizar o atendimento sobre contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No total, 4,8 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro têm direito a retirar o saldo.

 

Os autorizados a sacar a quantia são aqueles que tiveram contratos de trabalho encerrados até 31 de dezembro de 2015. Só na sexta-feira (10), primeiro dia de saques, 1,4 milhões de trabalhadores sacou R$ 1,8 bilhão nas agências, caixas eletrônicos ou lotéricas. Outros R$ 2 bilhões foram depositados automaticamente nas contas de quem é cliente do banco, segundo informado pela própria Caixa.

 

De acordo com o calendário divulgado pelo governo federal, o dinheiro dos nascidos em março, abril e maio será liberado a partir de 10 de abril. No dia 12 de maio serão privilegiados os nascidos em junho, julho e agosto. Os aniversariantes de setembro, outubro e novembro poderão realizar o saque a partir de 16 de junho. Por último, os nascidos em dezembro terão a quantia liberada em julho.

Economia

10 de Mar // | Economia
Agências da Caixa Econômica Federal na Bahia vão abrir no sábado (11), exclusivamente, para atender trabalhadores com direito ao saque das contas inativas do FGTS. As unidades vão funcionar das 9h às 15h. A lista de agências que estarão abertas no estado e o endereço das unidades pode ser consultada no site da Caixa Econômica Federal.
 
Além do pagamento das contas inativas, serão feitos serviços como regularização de cadastro dos trabalhadores e cadastramento de cartões e senhas do Cartão do Cidadão. As contas inativas com saldo até R$ 1,5 mil poderão ser sacadas nos caixas eletrônicos da Caixa apenas com a senha do Cartão do Cidadão, sem precisar levar o próprio cartão.
 
Já para valores entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil será necessário que o trabalhador possua o Cartão do Cidadão e senha para pagamentos no autoatendimento. Os saques acima de R$ 3 mil deverão ser feitos nas agências. A relação das agências em funcionamento está no site da Caixa. Tem direito a sacar o dinheiro do FGTS quem pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31/12/2015.

Economia

10 de Mar // | Economia
Diante do envelhecimento da população e de distorções nas regras atuais da Previdência, uma reforma se faz urgente. A avaliação é de Rogério Nagamine, coordenador de Previdência do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Segundo ele, a população idosa vai aumentar em 1 milhão por ano até 2060.
 
Nagamine participou do Fórum Estadão sobre Reforma da Previdência, em São Paulo, nesta quinta-feira (9/3). Segundo ele, as regra atuais tiram espaço de outros gastos, como educação e saúde. Também deixa poucos recursos para os investimentos, o que gera efeitos negativos sobre o crescimento e sobre a infraestrutura do País.
 
“No ano passado, 53,7% das despesas primárias da União foram com Previdência, isso considerando o regime geral, servidores e o BPC/Loas”, relatou. Ele alertou ainda que o envelhecimento dos brasileiros vai tornar essa fatura ainda mais pesada. A tendência é de que se tenha cada vez mais beneficiários e menos contribuintes. “Claramente é uma situação insustentável”, observou. O especialista calculou que sem a reforma, seria necessário um aumento da carga tributária, que já é elevada.

Economia

10 de Mar // | Economia
A partir desta sexta-feira (10), 130.063 trabalhadores da Bahia nascidos nos meses de janeiro e fevereiro vão poder sacar o dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Conforme a Caixa Econômica Federal, nesse primeiro momento, serão liberados R$ 142.806.417,14 no estado.
 
Com a grande quantidade de dinheiro em circulação, a Polícia Militar da Bahia informou que vai intensificar a segurança durante o funcionamento das agências bancárias em Salvador e no interior do estado. As agências da Caixa vão abrir, na sexta-feira, segunda (13) e na terça-feira (14), com duas horas de antecedência, a partir das 9h, para atender quem for às agências para sacar o dinheiro.
 
Também haverá plantão no sábado (11) e em outros três (dias 13 de maio, 17 de junho e 15 de julho) durante o calendário de saques. A relação das agências em funcionamento está no site da Caixa. De acordo com a Polícia Militar, serão realizadas rondas e abordagens preventivas no intuito de coibir a prática de "saidinha bancaria" após transações do pagamento do FGTS.

Economia

09 de Mar // | Economia
Contrariando estimativas internacionais e dados do IBGE, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que a desigualdade histórica entre homens e mulheres no mercado de trabalho vai acabar no Brasil no prazo de 20 anos. De acordo com estudo do Fórum Econômico Mundial publicado em novembro, porém, a igualdade salarial entre os gêneros no mundo será alcançada apenas em 2186 -daqui 169 anos.
 
No ranking elaborado pela instituição, o Brasil figura na 79ª posição de uma lista de 144 países. O suposto alcance dessa igualdade no mercado de trabalho é uma das justificativas do governo para igualar a idade mínima de aposentadoria de homens e mulheres, proposta na reforma da Previdência que tramita no Congresso. 
 
Hoje, mulheres podem se aposentar cinco anos mais cedo do que os homens tanto no caso da aposentadoria por idade quanto no da por tempo de contribuição. Segundo Meirelles, a diferença salarial entre homens e mulheres jovens (de até 25 anos de idade) é praticamente inexistente. Segundo cálculos do governo, nessa faixa etária elas recebem o equivalente a 99% do que é pago aos homens, em média. 

Economia

08 de Mar // | Economia
A Caixa Econômica Federal já começou a transferência do dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para quem pode sacar os recursos em março, ou seja, para os nascidos em janeiro e fevereiro. Os valores precisam, primeiro, ser debitados da conta do FGTS e transferidos para a Caixa Econômica. A liberação para os clientes seguirá o calendário de saques divulgado pelo governo.
 
Até o momento, a Caixa já debitou o saldo de contas inativas de 1,9 milhão de trabalhadores de 4,8 milhões que poderão fazer o saque no primeiro lote - a partir de 10 de março. "Como o volume é expressivo a ser liberado, logo depois do carnaval nós começamos a fazer gradualmente os débitos na conta do FGTS para as contas inativas com liberação em março", disse diretor executivo do FGTS da Caixa, Valter Nunes , durante transmissão ao vivo no Facebook do banco.
 
Por causa disso, o dinheiro aparece zerado no extrato de alguns trabalhadores. "É porque o dinheiro saiu da base do FGTS e foi para a base da Caixa para que possa ser sacado pelo beneficiário (na hora)", explicou. Outras pessoas estão visualizando a seguinte mensagem na consulta do saldo: “Sua conta inativa está em processo de liberação para a data do seu calendário”. Isso ocorre porque o dinheiro já está no processo de ser liberado, segundo a Caixa Econômica.

Economia

07 de Mar // | Economia
O preço do gás de cozinha vai subir. A Petrobras, dona de praticamente 100% do abastecimento do insumo no mercado nacional, prepara um reajuste que poderá ter impacto no preço final do botijão de gás, produto presente em 59,5 milhões de residências, ou 96% do total de famílias do País.
 
O entendimento é de que, após vários anos de uma política de subsídio que manteve o preço do gás da estatal sem aumento, o mercado acabou fazendo seus reajustes por conta própria, impactando o consumidor final. O histórico dos reajustes mostra que, entre 2003 e 2016, o preço final do gás cobrado pelas revendedoras acumulou reajuste médio de 89%, saltando de R$ 29,35 para R$ 55,60 o botijão.
 
Neste mesmo período, o aumento realizado pela estatal foi de apenas 16,4%. Foram 12 anos sem nenhum reajuste no preço do gás vendido pela Petrobras. Somente em 2015 é que viria o primeiro aumento pela estatal, de 15%. O jornal O Estado de S. Paulo apurou que a estatal trabalha nos cálculos finais para definir o aumento no preço do chamado gás liquefeito de petróleo (GLP), o popular gás de cozinha, vendido em botijões de 13 quilos.

Economia

06 de Mar // | Economia
Com uma das taxas mais altas praticadas no mercado, o crédito rotativo do cartão de crédito vai chegar ao fim a partir de abril. Até o dia três do próximo mês, os bancos devem se adequar a uma nova norma do Banco Central e oferecer novas opções para o pagamento da fatura. O crédito rotativo do cartão de crédito significa o pagamento mínimo da fatura.
 
De acordo com especialistas, o pagamento mínimo da fatura formam uma bola de neve para os usuários que optam pelo serviço. Com a nova regra, os donos dos cartões só vão poder pagar o mínimo uma vez, na fatura do mês seguinte, o banco será obrigado a oferecer parcelamento. A expectativa é de juros menores e redução da inadimplência entre os clientes.
 
Para o diretor executivo de estudos e pesquisas da Anefac, José Miguel Ribeiro, a decisão de acabar com o crédito é rotativo é um benefício para os usuários. “Hoje o consumidor entra no rotativo e fica rolando essa dívida dos 15% de juros do mínimo ao mês. É uma dívida cara, que a pessoa não tem como pagar. Juros sobre juros”, explica o diretor da Anefac. O Banco do Brasil já divulgou recentemente suas regras.

Economia

03 de Mar // | Economia
Nesta quinta-feira (2), a Receita Federal começou a receber as declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) relativas ao ano-calendário de 2016. As regras tiveram poucas mudanças em relação ao ano passado. Valores relativos à dedução de gastos, prazos para restituição e alguns pontos na tabela do IR continuaram iguais a 2016. Veja o que mudou:
 
1) Tabela do Imposto de Renda: Em relação ao ano passado, a tabela do Imposto de Renda foi reajustada com porcentagem menor do que a inflação. Em 2016, eram obrigadas a declarar todas as pessoas com rendimentos tributáveis acima de R$ 28.123,91. Em 2017, o valor passou para R$ 28.559,70 (reajuste de 1,54%).
 
A tabela do imposto para quem realiza atividades rurais também teve reajuste de 1,54%. Em 2016, todos que ganharam mais do que R$ 140.619,55/ano eram obrigados a declarar. Em 2017, o valor passou para R$ 142.798,50/ano. Para rendimentos não tributáveis ou tributados na fonte, a tabela continua igual à do ano passado: deve declarar imposto quem recebeu mais de R$ 40 mil provindos dessa natureza.

Economia

03 de Mar // | Economia
A Caixa Econômica Federal informou que já atendeu cerca de 120 milhões de pessoas que buscaram informações sobre as contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O balanço divulgado pelo banco vai do dia 14, quando o banco divulgou o calendário de saque, até o dia 23, antes da folga prolongada de carnaval.
 
A partir de 10 de março até 31 de julho, trabalhadores com contas inativas até 31 de dezembro de 2015 poderão sacar o dinheiro do FGTS, seguindo um calendário de acordo com a data de nascimento. Essas contas inativas são de trabalhadores que pediram demissão ou foram mandados embora por justa causa até dezembro de 2015.
 
Não poderão sacar de contas abertas a partir de 1º de janeiro de 2016. Dos quase 120 milhões de atendimentos, 2,5 milhões foram em agências, 112,7 milhões foram acessos ao site exclusivo www.caixa.gov.br/contasinativas e 3,8 milhões foram atendimentos realizados no telesserviço 0800 726 2017. De acordo com o governo, são mais de R$ 43 bilhões parados nessas contas inativas e o governo calcula que, desse total, R$ 34 bilhões serão sacados pelos trabalhadores.

Economia

02 de Mar // | Economia
Tem início nesta quinta-feira (02), o período para entrega do Imposto de Renda 2017, referente às movimentações de 2016. A Receita Federal já liberou para download o programa gerador para que as declarações sejam preenchidas. O contribuinte tem até o dia 28 abril enviar as informações. 
 
Neste ano deverão ser declaradas as rendas dos contribuintes que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016; aqueles que receberam rendimentos isentos maior do que R$ 40 mil no ano passado; e quem obteve em qualquer mês de 2016 ganho de capital com alienação de bens ou direitos ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros ou semelhantes.
 
De acordo com a Receita Federal, a expectativa é que 28,3 milhões de declarações sejam enviadas. Além destes, devem declarar também quem obteve receita bruta acima de R$ 142.798,50 em atividade rural; posse ou propriedade de bens de valor total superior a R$ 300 mil em 31 de dezembro; quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e estava nessa condição no último dia do ano passado.

Economia

01 de Mar // | Economia

O país encerrou o mês de janeiro com queda no número de linhas de telefones celulares. De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a base de linhas ativas caiu para 243,42 milhões, redução de 5,38% em relação a janeiro de 2016, com 13,8 milhões de números a menos. Na comparação com dezembro, a redução foi de 0,27%, com 647,8 mil linhas a menos.

 

Entre as empresas, a Oi foi a que mais perdeu usuários, com queda de 5,82 milhões de linhas em janeiro comparativamente ao mesmo mês de 2016, redução de 12,19%. A Claro sofreu queda de 7,48% e ficou com 4,87 milhões de linhas a menos. A TIM teve diminuição de 6,10% e perdeu 4,08 milhões de clientes. Já a Vivo teve alta de 0,86%, com aumento de 628.892 mil usuários.

 

A Nextel registrou alta de 4,88%, com 121.225 clientes a mais. A Sercomtel subiu 10,04%, com 6.570 linhas a mais, e a Algar teve alta de 2,30%, com 30.036 usuários a mais. As operadores virtuais do serviço Datora e Porto Seguro registraram aumento significativo de clientes, respectivamente 131,60% e 27,45% em relação a janeiro de 2016. A Datora tem uma base de 102.435 usuários, e a Porto Seguro, 453.925.

Economia

27 de Fev // Tribuna da Bahia | Economia
Com a festa já acontecendo em Salvador, o que se percebe é uma queda vertiginosa nas vendas dos abadás e a diminuição dos tradicionais blocos nas ruas. Para superar o problema, governo e prefeitura buscaram patrocínio privado. Segundo o governador, Rui Costa (PT), as atrações sem cordas foram viabilizadas por meio de articulações com empresas privadas.
 
"São pouco mais de R$ 4 milhões que o Estado recebeu para o pagamento de artistas". Dos grandes e tradicionais blocos, o primeiro a anunciar que não sairia este ano foi o Cheiro de Amor. "Após décadas saindo nas ruas de Salvador, este ano, os blocos Cheiro e Yes se reservarão a um ano de descanso, motivado pela grave crise financeira que vivemos e as consequências dela. Colocar um bloco na rua se tornou um grande desafio, que a nossa estrutura não está confortável em encarar", afirmou o empresário Windson Silva.
 
E até atrações bastante marcantes e responsáveis por esgotar blocos, como Claudia Leitte e Ivete Sangalo, se adequaram na folia 2017. O Cerveja e Cia, de Ivete, que sempre saiu três dias, este ano se limitou ao sábado. Ela reduziu, também, a programação do bloco Coruja. Já Claudia Leitte esteve só ontem no Bloco Largadinho - e repete a dose amanhã. O Olodum só sairá dois dias, enquanto o Nana Banana e o Araketu resolveram ficar fora do circuito.

Economia

24 de Fev // | Economia
É bem pior do que se imaginava a situação da Previdência Social no Brasil. Segundo os números do Ministério do Planejamento, revelados hoje pelo jornal O Estado de S.Paulo, o déficit previdenciário da União e dos estados somou R$ 316,5 bilhões em 2016, um crescimento de absurdos 44% em relação a 2015.
 
Compõem esse número dois dados já conhecidos: R$ 149,7 bilhões de déficit do INSS e R$ 77,2 bilhões dos servidores da União. A novidade são os números das Previdências estaduais e municipais. Nos estados e no Distrito Federal, o resultado ficou R$ 89,6 bilhões no vermelho; nos municípios, R$ 11,1 bilhões no azul.
 
A levar em conta o encolhimento da economia no ano passado – estimado pelo Banco central em 4,3% –, o déficit total da Previdência beira os 6% do PIB, um índice alarmante. Na média, o Brasil tem gastado pouco mais de 12% de tudo o que produz com aposentadorias, pensões e programas de benefícios a quem não trabalha (excluindo programas sociais como Bolsa-Família e Benefício de Prestação Continuada).

Economia

22 de Fev // | Economia
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) subiu 2,5 pontos em fevereiro e chegou a 81,8 pontos, alcançando o maior nível desde dezembro de 2014. A segunda alta consecutiva do indicador, que iniciou o ano com crescimento de 6,2%, consta no levantamento de Sondagem do Consumidor, divulgada nesta quarta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).
 
A intenção de compra de bens duráveis nos próximos meses foi o fator que mais contribuiu para o aumento da confiança no mês. A alta em fevereiro reflete expansões em quesitos que compõem o ICC. O Índice da Situação Atual (ISA) avançou 2,2 pontos e chegou a 70,3 pontos, maior nível desde agosto de 2015. O Índice de Expectativas (IE) subiu para 90,6 pontos, também o maior patamar, mas desde outubro de 2014.
 
"Esta segunda alta consecutiva parece estar relacionada à aceleração do ajuste orçamentário das famílias propiciado pela desaceleração da inflação no ritmo de queda dos juros básicos da economia", explicou Viviane Seda  Bittencourt, coordenadora do levantamento. Os consumidores com maior poder aquisitivo são os que demonstram mais satisfação com a situação financeira no momento e também mais otimismo em relação aos próximos meses. 

Economia

21 de Fev // | Economia
Cerca de 7 milhões de trabalhadores não tiveram depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), incluindo contas ativas e inativas, feitos corretamente por seus empregadores. São 198,7 mil empresas devedoras de depósitos de FGTS, segundo informações da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), órgão vinculado ao Ministério da Fazenda.
 
Com isso, muitos trabalhadores que quiserem sacar o saldo do FGTS de uma conta inativa podem ter problemas. Só em São Paulo, são 52,8 mil empresas devendo depósitos no FGTS de seus empregados e ex-empregados, em um total de R$ 8,69 bilhões em débitos. No Rio de Janeiro, as dívidas chegam a R$ 4,1 bilhões, distribuídos entre 27,7 mil empresas inadimplentes.
 
Cerca de 7 milhões de trabalhadores não tiveram depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), incluindo contas ativas e inativas, feitos corretamente por seus empregadores. São 198,7 mil empresas devedoras de depósitos de FGTS, segundo informações da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), órgão vinculado ao Ministério da Fazenda.

Economia

14 de Fev // | Economia

Os brasileiros que têm saldo em conta inativa do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) conhecerão hoje (14) o cronograma e os procedimentos necessários para ter acesso ao dinheiro. O governo anunciou a possibilidade do saque em dezembro do ano passado, em meio ao lançamento de um pacote de medidas para estimular a economia.

 

Para evitar uma corrida às agências da Caixa Econômica Federal, administradora do FGTS, o calendário deve ser de acordo com a data de nascimento dos beneficiários. Poderão ser sacados, sem limite por pessoa, os valores das contas inativadas até 31 de dezembro de 2015. Uma conta inativa do FGTS deixa de receber depósitos do empregador porque o contrato de trabalho foi encerrado.

 

Quando o trabalhador pede demissão ou é demitido por justa causa, não pode sacar o dinheiro ao sair do emprego. Os canais para consultar a existência e o saldo de contas inativas do FGTS são o site da Caixa, o aplicativo do FGTS, por meio de internet banking (só para clientes da Caixa), comparecendo a uma das agências do banco ou pelo telefone 0800 726 0207.

Economia

13 de Fev // | Economia
 Em 2016, o comércio brasileiro registrou o fechamento de 108,7 mil lojas - o pior resultado desde 2005, segundo levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). No ano anterior, 101,9 mil pontos foram fechados, um aumento de quase 7% de um ano para o outro.
 
“A falta de dinamismo no mercado de trabalho e o crédito mais caro e restrito explicam parte significativa das perdas de vendas nos últimos anos. E o termômetro mais dramático da crise que ainda assola o setor é o número recorde de lojas que fecharam as portas ano passado”, aponta o economista da CNC Fabio Bentes. De acordo com a CNC, o setor começa a mostrar desaceleração da queda do número de estabelecimentos.
 
De janeiro a junho de 2016, por exemplo, o varejo perdeu 67,6 mil pontos de venda e, no segundo semestre do mesmo ano, o número de lojas fechadas chegou a 41,1 mil. Na análise dos segmentos, liderou o número de fechamentos os ramos de hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-34,8 mil lojas), seguido pelo de lojas de vestuário, calçados e acessórios (-20,6 mil), lojas de materiais de construção (-11,5 mil) e lojas de artigos de uso pessoal e doméstico tais como eletroeletrônicos, joalherias, óticas e utilidades domésticas (-10,5 mil).

Economia

12 de Fev // | Economia
O governo estuda dar aos clientes da Caixa Econômica Federal a opção de transferência automática para a conta-corrente dos saldos de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Na próxima terça-feira (14), deve ser anunciado o calendário para o saque das contas inativas do FGTS, aquelas que deixam de receber depósitos após a rescisão do contrato entre trabalhador e empresa.
 
O critério para a definição do período para a retirada dos recursos será o mês de aniversário do trabalhador. O titular de conta inativa do FGTS poderá utilizar o dinheiro para qualquer finalidade. A Caixa administra as contas do FGTS, o que permitirá à instituição fazer a migração dos valores das contas inativas do fundo diretamente para as contas-correntes dos clientes.
 
O correntista, porém, poderá informar à Caixa se prefere manter os recursos na conta inativa. O objetivo da medida é reduzir as filas nas agências durante o período previsto dos saques (entre março e julho). Com a transferência automática para os clientes da Caixa, o governo estima que retirará 10 milhões de trabalhadores das filas. A Caixa estuda abrir algumas agências no fim de semana, mas isso ainda não está definido.

Economia

12 de Fev // | Economia

Mais de meio milhão de famílias que haviam deixado o Bolsa Família até 2011 reingressaram ao programa no ano passado. Foram 519.658 retornos só em 2016. O número supera os dados de 2015 quando 423.668 famílias retornaram ao programa. Antes, a média de retorno era bem menor: 104.704 famílias em 2014, 186.761 em 2013 e 164.973 em 2012, de acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento Social. "

 

Nos últimos dois anos de recessão, o desemprego explica por que as pessoas estão voltando ao Bolsa Família, que é um paliativo, não resolve o problema da pobreza. Só com a retomada do crescimento, esse movimento pode ser superado, não existe mágica a ser feita", esclareceu o sociólogo Elimar Nascimento, professor da Universidade de Brasília ao jornal.

 

Sem distinguir os beneficiários do programa, é possível dizer que a demanda cresceu 33% só nos dois últimos anos. Em 2015, 1,2 milhão de famílias tiveram acesso ao Bolsa Família. Já em 2016, esse número chegou a 1,6 milhão de famílias habilitadas ao longo do ano, o que equivale a 141 mil famílias por mês. O valor médio recebido por essas famílias hoje é de R$ 182, mas a quantia pode variar, a depender da renda e do número de dependentes, dentre outros fatores.

Economia

10 de Fev // | Economia
A Bahia ficou em segundo lugar no ranking de investimentos públicos realizados pelos estados brasileiros em 2016, sendo superada apenas por São Paulo, que tem orçamento cinco vezes maior e investiu R$ 8,3 bilhões. Foram aplicados R$ 3,2 bilhões em obras e ações de infraestrutura e desenvolvimento social na capital e no interior baiano.
 
Considerando-se a soma dos valores registrados no biênio 2015-2016, o governo baiano totalizou R$ 5,5 bilhões e também foi destaque no cenário nacional. Bahia, São Paulo e Minas Gerais são os três únicos estados a registrar mais de R$ 5 bilhões investidos no período.
 
Tomando-se como parâmetro a evolução dos valores investidos entre 2015 e 2016, a Bahia também se destaca, ao ocupar o segundo melhor desempenho entre os maiores estados brasileiros e ficando atrás apenas do Paraná. Mesmo com a recessão econômica, o investimento do governo baiano cresceu 41,4% no estado, considerando-se os valores relativos aos três poderes. Se levado em conta apenas o investimento do Executivo, a evolução foi maior: 45,04%.

Economia

09 de Fev // Bahia Notícias | Economia
A Câmara dos Deputados aprovou, por 402 votos, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 163/15, do Senado Federal, que muda a forma de cálculo do coeficiente de participação do município no rateio do ICMS quando em seu território houver usina hidrelétrica. Os municípios baianos de Juazeiro, Paulo Afonso, Sobradinho e demais cidades serão beneficiadas. 
 
A ideia é diminuir o impacto da redução de tarifas provocado pela Lei 12.783/13 que, ao antecipar a prorrogação das concessões de várias usinas hidrelétricas, acarretou a diminuição do preço da energia vendida por essas usinas. No Twitter, o relator do projeto, deputado federal Aleluia (DEM-BA), comemorou a aprovação. “Boa notícia para Juazeiro, Paulo Afonso, Sobradinho e municípios com hidrelétricas. Aprovamos meu relatório com nova regra do repasse de ICMS”, postou.
 
Como o preço de venda dessa energia é usado para calcular quanto o município terá direito na repartição do ICMS devido à presença da usina em seu território (valor adicionado), o coeficiente de participação dos municípios que abrigam usinas hidrelétricas diminuiu e, consequentemente, eles receberam menos ICMS nos dois anos seguintes (2014 e 2015). A matéria será enviada à sanção presidencial.

Economia

08 de Fev // Correio da Bahia | Economia
A recessão enfrentada pelo país nos últimos dois anos causou a redução de 8,9% no Produto Interno Bruto (PIB) da Bahia. O dado é do estudo feito pela Tendências Consultoria Integrada, que identificou queda em todos os estados brasileiros. Com isso, a economia do país retornou ao patamar de 2010. 
 
Segundo a pesquisa, liderada pelo economista e diretor de análise setorial e inteligência de mercado, Adriano Pitoli, em 13 unidades da Federação, a Bahia incluída, o retrocesso anulou todo o crescimento entre 2011 e 2014. Ou seja, o PIB está menor do que era em 2010. No ranking, a Bahia é o sétimo estado que mais encolheu, com 8,9%, superando a média nacional, teve déficit de 7,2% em dois anos.
 
Em 2016, as perdas na economia baiana foram maiores que em 2015. O quadro econômico foi agravado pela quebra da safra. A queda do PIB nacional, em 2016, foi de 3,5% e na Bahia, de 6,4%. Em 2015, a economia baiana encolheu 2,7% e a nacional, 3,5%. O resultado nacional está “fundamentalmente ligado à bruta recessão econômica no país, e tem origem interna.

Economia

06 de Fev // | Economia
A Caixa Econômica Federal alerta que calendários não oficiais sobre saques de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que circulam na internet, tanto em redes sociais como sites ou aplicativos de celulares, não procedem e devem ser ignorados. Todas as informações oficiais estão disponíveis no site www.caixa.gov.br e nos perfis do banco @imprensacaixa e @caixa.
 
A Caixa tem recebido denúncias sobre a existência de canais não oficiais informando cronograma de saque e recomenda que os interessados em saber mais informações sobre as contas inativas só entrem nos canais oficiais do próprio banco. A consulta ao saldo de contas inativas do FGTS pode ser realizada no site http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/contas-inativas, aplicativo do FGTS, internet banking e terminais de autoatendimento, por meio do Cartão do Cidadão.
 
Veja os canais no site da Caixa. A Caixa alerta que muitos sites estão sendo colocados no ar informando que é possível fazer a consulta do saldo da conta inativa, com o objetivo de capturar os dados das pessoas para cometer fraudes ou vender o domínio das informações. Além disso, o banco já identificou mais de uma centena de perfis falsos se apresentando como sendo da Caixa.

Economia

06 de Fev // | Economia

O Ministério da Fazenda prepara um programa para reduzir o custo de empresas no pagamento de impostos. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o projeto, que ainda está em andamento, pretende reduzir o tempo de trabalho gasto para preparar e pagar tributos de 2,6 mil horas de trabalho por ano (calculadas pelo Banco Mundial) para 600 horas.

 

De acordo com o titular da pasta, Henrique Meirelles, será reduzido também o tempo de registro das empresas, que cairá, nas grandes cidades, de 101 para três dias. Outra medida são a implantação da nota fiscal de serviços eletrônica, que existe no conceito, mas ainda não funciona e o Sped, sistema público de escrituração contábil, um programa da Receita que vai unificar a prestação de informações contábeis e tributárias, para simplificar o processo.

 

O ministro citou ainda a expansão do modelo do e-social, que atualmente é usado para pagamentos de tributos do empregado doméstico, de forma que possa abrangir todos os trabalhadores e avanço na reforma trabalhista. “Mas esta parte ainda vai demorar um pouco mais, mas faz parte das medidas que estamos preparando. Outra coisa que vai demandar mais tempo é a reforma da lei de recuperação judicial”, diz Meirelles.





Classificados


Enquete



Mais Lidas