Notícias

Mundo

Mundo

17 de Dez // Foto: UN | Mundo

A conclusão do ‘livro de regras’ do Acordo de Paris durante a COP-24 “mostra o sucesso do multilateralismo, ao combinar os interesses nacionais e internacionais”, afirmou Xie Zhenhua, negociador-chefe da China nas COPs do Clima. A afirmação foi feita na conferência no último sábado (15). A ascensão de governos nacionalistas e de ultradireita era uma das preocupações dos negociadores no início da COP-24.

 

Além de já não contar com o engajamento dos Estados Unidos desde a eleição de Trump, a conferência começou neste ano com a incerteza sobre a manutenção do compromisso brasileiro. O país havia comunicado no início do mês sua desistência de sediar a próxima edição da COP, por pedido do presidente eleito Jair Bolsonaro segundo o Folhapress.

 

O presidente Donald Trump e o presidente eleito Jair Bolsonaro têm criticado o sistema multilateral da Organização das Nações Unidas e privilegiam discursos nacionalistas, invocando a soberania nacional para justificar seus anúncios de saída do Acordo de Paris. Donald Trump chegou a dizer que as mudanças climáticas seriam uma invenção da China para tornar os Estados Unidos – maior emissor histórico de gases-estufa – menos competitivo.

Mundo

17 de Dez // Foto: Agência Brasil | Mundo

O secretário executivo da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA), o brasileiro Paulo Abrão, usou as redes sociais nesta semana para alertar sobre o agravamento da crise na Nicarágua. Segundo informações da Agência Brasil, o secretário executivo afirmou que é o início da quarta fase de “repressão” do governo do presidente nicaraguense, Daniel Ortega.

 

Segundo Paulo Abrão, na Nicarágua os decretos proíbem protestos, as leis ameaçam os negócios privados e há cerceamento das organizações não governamentais. Ele também citou casos de perseguição e criminalização da oposição no país. “Acelera-se a quarta fase de repressão na Nicarágua”, disse Abrão, na sua conta no Twitter nesta semana, em espanhol.

 

“[Há] a consolidação de um Estado de Exceção com decretos policiais ou atos legislativos que tentam manter a ‘aparência de legalidade' para medidas que restringem e afetam a essência dos direitos humanos.” De acordo com o brasileiro, a Polícia Nacional da Nicarágua impediu integrantes da comissão de entrar em suas instalações. “Não há uma verdadeira democracia sem sociedade civil livre, sem direito à livre associação e reunião”, destacou ele.

Mundo

17 de Dez // Foto: Agência Brasil | Mundo

Um artigo reservado do diplomata Ernesto Araújo com proposições de política externa tais como a "contestação ao eixo globalista China-Europa-esquerda americana" selou seu ingresso na equipe ministerial do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). O texto, obtido pela reportagem, que Araújo fez chegar ao núcleo da campanha em setembro, foi o primeiro passo para sua posterior nomeação como chanceler do futuro governo.

 

Intitulado "Por uma política externa do povo brasileiro", o artigo, de cinco páginas, é propositivo, uma espécie de carta de intenções. Nele, o diplomata revisa o pacifismo nacional ("não estamos no mundo para ser Miss Simpatia") e sugere um realinhamento internacional do Brasil com o eixo de direita populista em ascensão segundo o Folhapress.

 

"É o caso dos Estados Unidos com Donald Trump, da Itália com seu atual governo, de alguns países da Europa do Leste como Polônia e Hungria. É o caso talvez de alguns países não ocidentais que desejam defender suas próprias civilizações e suas nações frente ao globalismo dominante", escreve. A reportagem o procurou para comentar o teor. Araújo respondeu que era complicado e que conversaria a respeito depois, o que não ocorreu.

Mundo

14 de Dez // Foto: Luis Robayo/AFP | Mundo

A ONU afirmou, nesta sexta-feira (14), que prevê que haverá 5,3 milhões de migrantes e refugiados venezuelanos até o final de 2019, devido à crise política e econômica do país, por ocasião da publicação de seu primeiro apelo por fundos para a região. De acordo com agências da ONU, cerca de três milhões de venezuelanos vivem no exterior, dos quais pelo menos 2,3 milhões deixaram a Venezuela a partir de 2015.

 

A maioria deles viajou para a Colômbia e o Peru. "Com base em números do governo, estima-se que haverá 5,3 milhões de refugiados e migrantes venezuelanos até o final de dezembro de 2019", aponta a ONU em seu Plano de Resposta Regional. Embora os venezuelanos estejam deixando o país há vários anos, esses movimentos populacionais aumentaram em 2017.

 

E sua magnitude se acelerou ainda mais em 2018, segundo a ONU. De acordo com as estimativas do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados e da Organização Internacional de Migração, cerca de 5.500 pessoas deixaram o país por dia em 2018. "Estamos enfrentando um terremoto humanitário", disse o enviado especial da ONU para os refugiados e migrantes venezuelanos, Eduardo Stein, em entrevista coletiva.

Mundo

12 de Dez // Foto: Carlos Rodríguez/Andes | Mundo

A inflação acumulada em 12 meses na Venezuela ultrapassou 1.000.000%, segundo cálculos divulgados nesta última segunda-feira (10), pela Assembleia Nacional, de maioria opositora. É a primeira vez que a marca é rompida desde o início da crise no país. Entre novembro de 2017 e de 2018 o índice foi de 1.299.724%, disse o deputado Rafael Guzmán, que integra a comissão de Finanças da Casa segundo o Folhapress.

 

No acumulado de 2018, o valor ficou em 702.521%, com um índice de 144,2% em novembro. De acordo com o relatório Focus do Banco Central, a previsão de inflação para o Brasil em 2018 é de 3,71% --próximo, assim, da inflação diária na Venezuela, de 3%. No balanço anterior, relativo a setembro, a inflação diária na Venezuela era de 4% e, a mensal, de 233%.

 

Parlamentares da Assembleia Nacional, que teve seus poderes anulados pela Assembleia Constituinte chavista, se tornaram a única fonte confiável de indicadores econômicos depois que o regime do ditador Nicolás Maduro deixou de publicar dados há cerca de três anos, quando a economia do país começou a entrar em colapso. Ao jornal local El Universal, Guzmán criticou o governo por não divulgar oficialmente o índice de preços no país.

Mundo

10 de Dez // Foto: Reprodução | Mundo

Morto em novembro, o engenheiro Jorge Enrique Pizano era uma das testemunhas-chave no caso que investiga desvios na construção da rodovia Rota do Sol, feita pela Odebrecht, na Colômbia. Uma de suas denúncias é de que o brasileiro Marco Antônio Gloria, gerente financeiro da concessionária Ruta del Sol, era um dos principais operadores do que ficou conhecido como o maior esquema de corrupção do país.

 

O nome de Marco Antônio Gloria ainda não tinha sido apontado no processo, mas ele não é investigado nem pelo governo colombiano nem pelo governo brasileiro. De acordo com acusações feitas por Pizano, dinheiro enviado por Gloria ao Panamá tinha como destino a Consultores Unidos, uma empresa de lobby acusada de intermediar o dinheiro da propina.

 

A empresa é também suspeita de financiar campanhas políticas na Colômbia. Como um todo, o processo da Odebrecht no país tem 39 indiciados e oito condenados. A reportagem conta que Pizano temia ser alvo de denúncias, relatando a pessoas próximas que o acusariam de corrupção para derrubar as investigações. Porém, isso não chegou a acontecer, pois no dia 8 de novembro ele sofreu um infarto e veio a óbito segundo o Fantástico.

Mundo

09 de Dez // Foto: Ministerio de Relaciones Exteriores | Mundo

O Peru proporá ao Grupo de Lima romper as relações diplomáticas com a Venezuela e proibir a entrada de todos os membros da cúpula do governo de Nicolás Maduro nos países do bloco, informou o chanceler peruano, Néstor Popolizio. "Como não reconhecemos as eleições [venezuelanas], a consequência natural é propor como uma das ações a ruptura das relações diplomáticas com a Venezuela", disse Popolizio.

 

O Grupo de Lima foi criado por iniciativa do Peru em agosto de 2017 e é integrado por 14 países, incluindo o Brasil e Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Guiana e Santa Lucía. As medidas, se aprovadas, serão a mais contundente ação do grupo de Lima por reformas democráticas na Venezuela.

 

O Peru levará essas propostas a uma reunião com o bloco programada para o dia 19 de dezembro em Bogotá, na Colômbia, disse o ministro peruano. Segundo ele, está sendo organizado ainda um encontro dos 14 chanceleres do bloco para janeiro. Popolizio afirmou que as propostas visam a pressionar pelo fim da ditadura de Nicolás Maduro. Herdeiro político de Hugo Chávez, ele iniciará um novo mandato de seis anos a partir de janeiro de 2019.

Mundo

03 de Dez // G1 | Mundo

O Tribunal de Barlavento, em Cabo Verde, determinou a anulação do julgamento dos três velejadores brasileiros que estão presos condenados por tráfico internacional de drogas. A defesa foi quem entrou com recurso contra a condenação na Justiça de Cabo Verde. Segundo os familiares, a decisão de suspensão do julgamento foi no último dia 23 de novembro, mas eles só ficaram cientes do caso no dia 28 do mesmo mês.

 

A justiça de Cabo Verde entendeu que o primeiro julgamento não deu direito à ampla defesa dos condenados por não ouvir testemunhas e relatórios de defesa. O novo julgamento ainda não tem data para ocorrer. Os três brasileiros continuam presos em Mindelo, na ilha de São Vicente segundo o G1. Entre os três brasileiros que estão presos dois são baianos.

 

Eles e um francês foram condenados em primeira instância, a dez anos de prisão pela Justiça de Cabo Verde. O grupo era tripulante de um veleiro que transportava mais de uma tonelada de cocaína. A defesa nega que os condenados soubessem sobre a droga, que estava escondida na embarcação, e diz que eles foram vítimas de uma armação. Segundo informou os familiares dos velejadores, o julgamento deles em Cabo Verde foi irregular.

Mundo

02 de Dez // Foto: Agência Brasil | Mundo

A cúpula do G20 terminou neste último sábado (1), em Buenos Aires com um comunicado que reafirma o compromisso com o comércio internacional e o esforço dos países que integram o grupo para enfrentar a mudança climática segundo a Folha. Porém, não menciona o tema do protecionismo e diz que apenas os "signatários do Acordo de Paris reafirmam que se comprometerão com sua implementação total".

 

Em outro item, se explica que os Estados Unidos reiteram que permanecerão fora do acordo, mas que se comprometem em ajudar de outras maneiras. Em entrevista a jornalistas, o presidente argentino, Mauricio Macri, por sua vez, afirmou que os países no acordo "sabemos que todos temos que aumentar nosso esforço porque estamos num ponto limite".

 

Tampouco há, no texto final, uma menção direta com relação à guerra comercial. Indagado sobre o tema, Macri disse que "todos estamos na expectativa do resultado da reunião entre China e EUA", que ocorrerá na noite deste sábado. O documento reafirma que a solução para o atual dilema nas relações internacionais de comércio passaria pela "necessária reforma da Organização Mundial do Comércio para melhorar seu funcionamento."

Mundo

30 de Nov // Foto: AJ Guel / Wikimedia Commons | Mundo

O ex-presidente americano George Herbert Walker Bush morreu na madrugada deste sábado (1º), aos 94 anos. O anúncio foi feito pelo porta-voz da família, Jim McGrath, às agências de notícias. "Jeb, Neil, Marvin, Doro e eu estamos tristes em anunciar que, após 94 extraordinários anos, nosso querido pai morreu", disse seu filho, o 43º presidente dos Estados Unidos George W. Bush, na nota divulgado por McGrath.

 

"George HW Bush era um homem do mais alto caráter e o melhor pai que um filho ou filha poderia pedir. Toda a família Bush está profundamente grata pela vida e amor do 41º, pela compaixão daqueles que se preocuparam e oraram pelo papai, e pelas condolências dos nossos amigos e parceiros cidadãos", diz a nota segundo informações do Folhapress.

 

George Herbert Walker Bush foi o último presidente dos Estados Unidos a ter lutado na Segunda Guerra Mundial, a mais popular da história do país, e um dos cinco no século 20 que perderam a reeleição. Seu governo registra uma grande vitória militar no ano de 1990, a operação "Tempestade no Deserto", que pôs fim à ocupação militar do Kuait pelo Iraque, e contou com grande respaldo da comunidade internacional e da opinião pública americana.

Mundo

28 de Nov // Foto: Paola de Orte/Agência Brasil | Mundo

Ao vestir um boné Trump-2020, o deputado federal Eduardo Bolsonaro colocou-se abaixo da linha de dignidade devida por um representante do povo brasileiro. Por maior que seja sua identificação com o atual presidente norte-americano, não cabe a um deputado e personagem influente do novo governo o menor gesto público de engajamento, mesmo simbólico, por uma eventual reeleição do presidente Donald Trump.

 

O motivo é elementar. Brasileiros e norte-americanos são cidadãos de países distintos, com história diversa, outras raízes culturais e, acima de tudo, interesses diferentes -- ora próximos, ora distantes, ora divergentes, ora antagônicos. Essa é uma realidade geopolítica desde o nascimento dos Estados Nacionais, no século XVIII segundo informações do site Brasil247.

 

Nem o mais fanático dos "globalistas" --personagens que o futuro chanceler Ernesto Araújo se diz empenhado em combater cotidianamente -- irá negar as diferenças entre um país e outro, um povo e outro. Sabe que a situação impõe comedimento e pudor, recusa gestos de deslumbramento. Sabemos que Eduardo Bolsonaro vestiu o boné ao final de um encontro com um genro de Donal Trump, considerado influente nos bastidores da Casa Branca.

Mundo

26 de Nov // Foto: Reprodução / Brazilian Voice | Mundo

As eleições legislativas nos Estados Unidos resultaram em um número recorde de mulheres eleitas para o Congresso. Mas a nova turma tem uma grande discrepância entre progressistas e conservadoras. Das mais de 120 congressistas, a estimativa é de que apenas 19 sejam republicanas. O número ainda não está fechado porque há uma disputa com candidata republicana no páreo que não foi definida.

 

É a eleição para o Senado em Mississippi, que será realizada na próxima terça-feira (27). O estado, que carrega fortes marcas de polarização racial, não elege um democrata para a casa legislativa desde 1982.  Seja qual for o resultado da próxima semana, o número de conservadoras no Capitólio a partir de 1º de janeiro será o menor desde a década de 1990.

 

Os dados são do Centro para Mulheres Americanas e Política, da Universidade Estadual de Nova Jersey. As conservadoras são minoria entre as mulheres eleitas para o Congresso desde o fim da década de 1980. As democratas, por outro lado, nunca tiveram tanto sucesso na história política americana: bateram em novembro o recorde anterior de 79 congressistas eleitas, que havia sido alcançado no último pleito legislativo, há dois anos.

Mundo

25 de Nov // Foto: Estudios Revolución | Mundo

O líder do Partido Comunista de Cuba, Raúl Castro, recebeu 201 profissionais cubanos que integravam o programa Mais Médicos no Brasil e que chegaram a Havana. Acompanhado do presidente José Ramón Machado, e de um grupo de políticos, Castro foi até o avião para cumprimentar os profissionais. No último dia 14, o Ministério da Saúde de Cuba anunciou o rompimento do acordo com o Mais Médicos.

 

Cuba informou discordar das exigências feitas pelo governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e também sinalizou incômodo com as críticas feitas por ele. Desde então, profissionais cubanos deixam o Brasil. A estimativa é que, de forma escalonada, até dezembro, os outros 8.332 profissionais de Cuba vinculados ao Mais Médicos regressem ao país de origem.

 

O diretor da Unidade Central de Colaboração Médica de Cuba, Jorge Delgado, reiterou que o processo de retirada dos profissionais da saúde do Brasil será "ordenado, seguro e digno". "Os médicos estão muito dispersos, em mais de 2.500 municípios na grande extensão territorial do gigante sul-americano, razão pela qual há vários dias começaram a transferir-se de seus locais de residência até as cidades de onde partirão os voos para a Ilha".

Mundo

20 de Nov // Foto: Joyce N. Boghosian | Mundo

A Casa Branca devolveu a credencial do jornalista da CNN Jim Acosta, encerrando uma batalha entre a emissora e a administração Trump. O repórter perdeu o passe após discutir com o presidente Donald Trump. A justificativa da gestão para a suspensão foi de que Acosta teria tocado de forma agressiva uma auxiliar que tentava tirar um microfone de sua mão e que agiu de forma desrespeitosa com os colegas ao não ceder a vez.

 

Na sexta-feira (16), um juiz ordenou que a credencial fosse restituída por 14 dias, após a CNN levar o caso à Justiça. A empresa alegou que os direitos de Acosta previstos na 1ª e na 5ª emendas constitucionais (que tratam da liberdade de expressão e de imprensa e do abuso de poder por parte do estado, respectivamente) haviam sido violados com a sanção.

 

A administração, contudo, ameaçou voltar atrás caso o jornalista não respeite as novas regras para coletivas de imprensa do Donald Trump. Uma delas é fazer apenas uma pergunta —Acosta fez mais de uma no evento que serviu de pivô para a ação. Trump havia afirmado na semana passada que novos regulamentos para orientar a conduta de repórteres seriam criados. "As pessoas vão ter que se comportar", afirmou na última sexta-feira.

Mundo

18 de Nov // Foto: Noah Berger/AP | Mundo

O número de mortos nos dois incêndios ativos há 10 dias na Califórnia, subiu para 78. Apenas o Camp Fire, o incêndio mais letal e mais devastador da história do estado, deixou 76 mortos. As outras duas vítimas foram registradas no sul da Califórnia, pelo Woolsey Fire. A busca por mortos e desaparecidos continua. O número de desaparecidos passa de mil. Os restos mortais de pelo menos 71 pessoas foram identificados.

 

O presidente Donald Trump visitou a região afetada pelo Camp Fire, no norte do estado, e encontrou um cenário de desolação, com fumaça espessa, casas em ruínas, carros queimados. "É triste de ver", disse Trump. Cerca de 9.000 bombeiros foram mobilizados nas duas frentes de fogo e dezenas de milhares de moradores foram retirados de suas casas.

 

Os combates às chamas já duram 10 dias. 55% das chamas foram contidas, enquanto as do Woosley Fire estão 82% contidas. A previsão para os próximos dias é de fortes chuvas, o que ajudaria a apagar as chamas, mas poderia causar enchentes e deslizamentos de terra perigosos nas encostas que foram queimadas pelo incêndio. Pelo menos 300 pessoas que fugiram do incêndio estavam abrigadas na sexta-feira em um estacionamento.

Mundo

17 de Nov // Foto: Reuters/Marina Devo | Mundo

O submarino argentino ARA San Juan, desaparecido há um ano nas águas do Oceano Atlântico, com 44 tripulantes a bordo, foi localizado, informaram neste sábado (17) o Ministério da Defesa e a Marinha da Argentina. A embarcação está em uma região de cânions, a 800 metros de profundidade, e a 600 km da cidade de Comodoro Rivadavia, na Patagônia, onde se tinha montado o centro de operações durante a busca.

 

O submarino diesel-elétrico de fabricação alemã, adquirido em 1985, era um dos três da Marinha argentina. O local é o mesmo onde há um ano foi identificada uma "anomalia hidroacústica" semelhante a uma explosão. Segundo informações do jornal "Clarín", as primeiras informações oficiais são de que o submarino está "achatado na proa e bastante intacto".

 

O submarino estava a cerca de 430 quilômetros da costa patagônica da Argentina quando enviou seu último sinal, no dia 15 de novembro de 2017. A empresa norte-americana Ocean Infinity, contratada pelo governo argentino, encontrou o submarino por meio de observação feita com um veículo submarino operado remotamente com câmeras subaquáticas. A equipe ainda rastreia e investiga a área com um veículo operado por controle remoto.

Mundo

14 de Nov // Folhapress | Mundo

Apenas três dias após a morte de Jorge Pizano, testemunha-chave do escândalo de corrupção envolvendo a empreiteira brasileira Odebrecht na Colômbia, seu filho foi encontrado morto envenenado, informou a Procuradoria do na terça (13). O arquiteto Alejandro Pizano, 31, morreu no domingo, horas após beber água de uma garrafa contaminada com cianureto que estava no escritório de seu pai, afirmaram os procuradores.

 

O jovem morava em Barcelona e estava em Bogotá para participar do funeral do seu pai. Sua mulher, grávida de seis meses, ficou na Espanha. Pessoas próximas à família informaram à Procuradoria que após beber da garrafa, Alejandro disse que sentiu um gosto amargo e minutos depois apresentou uma forte dor estomacal, morrendo a caminho do hospital.

 

Com isso, foi reaberta a investigação da morte do pai, que ocorreu na quinta e foi inicialmente atribuída a um infarto -ele também sofria de câncer. Jorge denunciou o caso de corrupção na construção de uma estrada que envolve diversas autoridades, incluindo o atual procurador-geral. Segundo a rede britânica BBC, o corpo de Jorge foi cremado, mas foram coletados tecidos que agora serão analisados para tentar descobrir realmente do que ele morreu.

Mundo

13 de Nov // Foto: Josh Edelson / AFP Photo | Mundo

O incêndio que atinge o norte da Califórnia desde quinta-feira, o Camp Fire, deixou 42 mortos até agora e se tornou o mais letal registrado no estado americano. Já o Woolsey, que atinge o sul, deixou dois mortos. O Camp Fire, que afeta uma ampla região do condado de Butte, na cordilheira Sierra Nevada, ao norte da capital do estado, Sacramento, é o maior e mais devastador dos três que estão ativos no estado.

 

O xerife do condado de Butte, Kory Honea, explicou que 13 mortos foram encontrados ontem (12). Dez deles estavam na cidade de Paradise, que tem 26 mil habitantes e que foi completamente destruída pelas chamas. Os outros três estavam na pequena cidade de Concow. O número de vítimas ainda pode subir nos próximos dias porque 228 pessoas estão desaparecidas.

 

O incêndio obrigou 52 mil pessoas deixar suas casas – cerca de 1,3 mil delas estão em abrigos improvisados. Mais de 7.000 imóveis, na sua maioria casas, foram destruídos. Ele destruiu um total de 45.700 hectares e, até na noite de segunda-feira, os bombeiros só conseguiram conter 25% das chamas.  Até então, o incêndio que atingiu o Griffith Park (Los Angeles), em 1933, tinha deixado 29 mortos era considerado o mais letal da história da Califórnia.

Mundo

12 de Nov // Foto: Eric Thayer/ Reuters | Mundo

Autoridades de resgate começaram neste domingo a vasculhar os destroços do incêndio mais destrutivo da Califórnia, que já matou ao menos 25 pessoas, um número que provavelmente subirá. Com toda a cidade de Paradise destruída e o fogo ainda furioso nas comunidades vizinhas, o xerife do condado de Butte, Kory Honea, disse que o condado estava trazendo uma quinta equipe de busca e recuperação.

 

Uma equipe de antropologia da Universidade Estadual da Califórnia nos Estados Unidos, também estava ajudando, porque em alguns casos "os únicos restos que conseguimos encontrar são ossos ou fragmentos ósseos" segundo informações do Estadão. As vítimas não foram identificadas, mas o departamento tem uma lista de 110 pessoas que estão desaparecidas.

 

Autoridades esperam que muitos dos idosos da lista simplesmente estão em outro lugar sem celulares ou fora de contato com seus parentes. Honea disse a agência também estava trazendo um laboratório de DNA móvel e incentivou as pessoas que estão com parentes desaparecidos enviassem amostras para ajudar no processo de identificação. O número de mortos fez do incêndio o mais mortal já registrado em todo os Estados Unidos.

Mundo

11 de Nov // Foto: Istock | Mundo

A Escócia aprovou nesta última sexta-feira (9), uma medida que incorpora o ensino dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexuais no currículo escolar do país. A decisão determina que as escolas públicas na Escócia ensinem os alunos sobre a história das igualdades e dos movimentos LGBTI, visando, sobretudo, combater a homofobia e a transfobia. A notícia foi comemorada pelos ativistas.

 

O projeto, articulado pelo grupo de trabalho liderado pela campanha “Time for Inclusive Education”, foi aceito na íntegra pelos ministros escoceses. Além disso, a Escócia é considerada um dos países mais progressistas da Europa para a questão LGBTI no ano de 2016, quatro dos seis líderes partidários da Escócia se identificavam como lésbica, gay ou bissexual.

 

A medida pode pôr fim a um histórico de violência e intolerância que marcou gerações no país. Um estudo encomendado pela TIE revelou que nove em cada dez escoceses sofreram homofobia na escola, e 27% relataram ter tentado suicídio após serem vítimas de bullying. A Escócia foi o último país do Reino Unido a descriminalizar a homossexualidade, em 1980, 13 anos depois da Inglaterra e País de Gales segundo informações do O Globo.

Mundo

08 de Nov // Foto: KABC / AP | Mundo

As autoridades americanas identificaram nesta quinta-feira (8), Ian David Long, de 29 anos, como o suposto autor do ataque a tiros que deixou 12 mortos em um bar na cidade de Thousand Oaks, na Califórnia, segundo a imprensa local. De acordo com o site TMZ, ele é um ex-militar da Marinha que serviu no Afeganistão. O homem armado abriu fogo na última quarta-feira (7), à noite, em um bar de música country da cidade.

 

Segundo a NBC, que cita fontes policiais, Long, de raça branca e várias tatuagens, chegou ao Borderline Bar & Grill no carro de sua mãe e durante os disparos não disse uma só palavra. No local acontecia uma festa de estudantes universitários, da qual participavam "várias centenas" de jovens, declarou o capitão Garo Kuredjian, do gabinete do xerife do Condado de Ventura.

 

O xerife de Ventura, Geoff Dean acrescentou que, entre as vítimas, estão 11 pessoas que estavam no bar e 1 policial que interveio no lugar. O número de feridos, levados para vários hospitais da região, ainda não foi determinado, completou. O agressor também morreu, relatou o xerife, explicando que ele não foi contabilizado entre as vítimas. Dean não informou, no entanto, se o atirador foi morto pela polícia, ou se havia se suicidado.

Mundo

07 de Nov // Folhapress | Mundo

Os Estados Unidos elegeram o primeiro governador abertamente homossexual nas eleições de terça-feira (6). O democrata Jared Polis vai governar o Colorado após derrotar o republicano Walker Stapleton. Com 82% das urnas apuradas, ele tinha 51,6% dos votos, mais de 997,6 mil, no total. O governador não destacou sua vida pessoal na eleição, mas tem apoiado causas LGBT como congressista.

 

Em sua campanha, Polis defendeu um sistema de saúde universal, educação infantil gratuita e prometeu transformar o Colorado no primeiro estado com energia 100% renovável. Em seu discurso de vitória, ele disse que o Colorado provou que é "um estado inclusivo, que valoriza a contribuição de todos, independentemente da orientação sexual".

 

Também agradeceu os pioneiros da comunidade LGBT que vieram antes dele. Em 2015, Kate Brown se tornou a primeira governadora bissexual ao se eleger no Oregon. Em 2004, outro governador, Jim McGreevey, de Nova Jersey, se declarou gay ao renunciar. Em Vermont, Christine Hallquist, ex-presidente de uma companhia de energia, fracassou na terça em sua tentativa de se tornar a primeira governadora transgênero dos Estados Unidos.

Mundo

05 de Nov // Foto: Headtopics | Mundo

Nos últimos esforços para converter votos nas disputadas eleições americanas desta terça-feira (6), o presidente Donald Trump e seu antecessor, Barack Obama, subiram em palanques pelo país e venderam duas visões diferentes de Estados Unidos. Os campos de batalha escolhidos pelo republicano neste fim de semana foram Montana, Flórida, Geórgia e Tennessee, onde destacou a economia "crescente".

 

Ele voltou a falar sobre imigração ilegal, um dos temas recorrentes nos comícios dos quais participa. Barack Obama também esteve na Flórida e na Geórgia, e passou por Indiana e Illinois. Obama usou suas falas para criticar os esforços republicanos para revogar o Obamacare, sistema que busca ampliar o acesso à saúde segundo informações do Folhapress.

 

Ele lamentou ainda a retórica do medo usada por Trump contra a caravana de migrantes que se dirige aos EUA e insinuou que o presidente e líderes republicanos no Congresso eram corruptos. Em Montana, Trump foi apoiar alguns candidatos, especialmente Matt Rosendale, que disputa um assento no Senado com o democrata Jon Tester. No estado, o presidente teve 20 pontos de vantagem sobre a rival Hillary Clinton nas eleições de 2016.

Mundo

04 de Nov // Foto: Myriam Asmani | Mundo

Entre maio de 2017 e setembro deste ano, a organização não governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) atendeu a cerca de 2,6 mil vítimas de violência sexual somente na cidade de Kananga, na República Democrática do Congo, na África Central. De acordo com a ONG, 80% delas relataram ter sido forçadas a manter as relações sexuais sob a mira de homens armados segundo a Agência Brasil.

 

162 pacientes socorridos nessas condições eram crianças com menos de 15 anos, sendo que 22 tinham menos de 5 anos. Aapesar de a maioria das vítimas ser do gênero feminino, o levantamento também registrou casos de homens que foram coagidos a estuprar membros de sua própria comunidade. Um total de 32 homens alegam ter sido sujeitados a essa situação.

 

Em nota, o coordenador-geral da unidade do Médicos Sem Fronteiras instalada no país, Karel Janssens, avalia que a incidência de violência sexual na região evidencia circunstâncias que persistiram ao longo de todo o ano passado segundo a Agência Brasil. Segundo ele, os chocantes depoimentos de sobreviventes descrevem como a comunidade e a vida das pessoas foram separadas, tornando muito difícil sua reconstrução e seu avanço.

Mundo

03 de Nov // G1 | Mundo

O corpo do jornalista saudita Jamal Khashoggi, morto no consulado de seu país em Istambul, foi desmembrado para ser "dissolvido" com mais facilidade, afirmou Yasin Aktay, assessor da presidência turca, ao jornal "Hürriyet". O corpo do jornalista não foi encontrado. "Eles não se conformaram em desmembrá-lo, eles se livraram do corpo dissolvendo-o ", disse Yasin Aktay, assessor do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

 

"Segundo informações que temos, a razão pela qual desmembraram o corpo foi para dissolvê-lo mais facilmente", completou. "Queriam assegurar que não ficaria nenhum rastro. Todos os locais para os quais nos levam as câmeras de segurança foram examinados e não encontramos o cadáver", disse Aktay, que tinha boas relações com Khashoggi.

 

Uma fonte do governo turco afirmou ao jornal “Washington Post” que as autoridades examinam a hipótese de dissolução do corpo com ácido no consulado ou na residência do cônsul. A noiva do jornalista, Hatice Cengiz, fez um apelo à comunidade internacional, em artigo publicado por vários meios de comunicação, para que adote “medidas reais, sérias e concretas para esclarecer a verdade e levar os responsáveis à justiça" segundo o G1.

Mundo

30 de Out // Foto: Casa Branca / Shealah Craighead | Mundo

O presidente Donald Trump, planeja assinar uma ordem executiva que retiraria o direito à cidadania de filhos de estrangeiros e de imigrantes ilegais nascidos nos Estados Unidos. "Somos o único país no mundo onde uma pessoa chega e tem um bebê, e o bebê é essencialmente um cidadão dos Estados Unidos por 85 anos, com todos esses benefícios. É ridículo, é ridículo. E precisa acabar", disse Trump.

 

As declarações foram dadas pelo republicano em entrevista ao programa “Axios na HBO”, um documentário em quatro partes que estreia na emissora no próximo domingo (4), segundo informações do Folhapres. Também promete inaugurar uma batalha judicial, porque não está claro se ele teria poderes para fazer isso por meio de uma ordem executiva.

 

“Me disseram que você precisaria de uma emenda constitucional. Não precisa”, afirmou o presidente, antes de acrescentar que ele poderia fazer isso por uma ordem executiva. Ao ser informado de que isso era discutível, Trump respondeu que seria possível pôr fim ao direito à cidadania dos filhos de não americanos nascidos nos EUA por meio de um ato no Congresso Americano. “Agora eles dizem que eu posso fazer isso com ordem executiva.”

Mundo

29 de Out // Foto: AFP | Mundo

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, divulgou um comunicado oficial em que parabeniza o presidente eleito no Brasil, Jair Bolsonaro (PSL). "O governo aproveita a ocasião para encorajar o novo presidente eleito do Brasil a retomar, como países vizinhos, o caminho das relações diplomáticas de respeito, harmonia, progresso e integração regional, pelo bem-estar de nossos povos", diz o comunicado.

 

A porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, também comentou a eleição e as parcerias entre os dois países. "Valorizamos nossa profunda cooperação com o Brasil e esperamos trabalhar com o presidente eleito Bolsonaro nos próximos anos", afirmou, em uma declaração à imprensa. Nauert afirma que Brasil e Estados Unidos têm uma parceria "vibrante".

 

"Como duas das maiores democracias e economias do mundo, nós trabalhamos juntos para enfrentar os desafios globais e regionais do século XXI", escreveu Nauert. No comunicado do Departamento de Estado, Heather Nauert parabeniza Bolsonaro pela eleição e destaca o compromisso do Brasil com a democracia pela participação do povo. Mais cedo, o presidente dos EUA, Donald Trump, usou o Twitter para parabenizar o presidente eleito.

Mundo

28 de Out // Folhapress | Mundo

O americano Cesar Alteri Sayoc Jr., 56, foi detido e indiciado nesta última sexta-feira (26), acusado de ter sido responsável pelo envio de 13 pacotes com explosivos a políticos democratas e a críticos do presidente Donald Trump em todo os Estados Unidos. Ele foi indiciado por cinco crimes federais, incluindo enviar bombas pelo correio e ameaçar ex-presidentes, e pode ser condenado a até 48 anos de prisão.

 

Nenhum dos artefatos chegou a explodir e ninguém ficou ferido. Sayoc, que é registrado como republicano, foi detido ao lado da van onde morava, em um estacionamento na cidade de Plantation, próxima a Miami, na Flórida. Agentes afirmaram que ele não resistiu à prisão e que chegou a cooperar com os investigadores antes de pedir um advogado.

 

O FBI (polícia federal americana) afirmou que chegou ao nome de Cesar Alteri Sayoc Jr, que tem histórico de prisões e ameaças, porque uma digital dele foi encontrada em um dos pacotes. O caso mexeu com o mundo político americano a menos de duas semanas das eleições legislativas, quando os democratas tentam recuperar o controle da Câmara e do Senado, atualmente nas mãos dos republicanos segundo informações do Folhapress.

Mundo

24 de Out // Foto: Kevin Coombs | Mundo

Pacotes suspeitos de serem um artefato explosivo foram encontrados nas correspondências dos escritórios do ex-presidente dos EUA Barack Obama, em Washington, e da ex-secretária de Estado Hillary Clinton, em Nova York. Inicialmente o jornal The New York Times publicou que o pacote tinha sido encontrado na casa de Hillary e do ex-presidente Bill Clinton, mas a informação foi alterada segundo o Folhapress.

 

Os artefatos foram encontrados por agentes do serviço secreto que analisam a correspondência dos dois casais -o de Hillary foi achado na terça (23), enquanto o de Obama foi na manhã de hoje (24). Os dois artefatos seriam semelhantes ao encontrado também na terça (23) na casa do megainvestidor George Soros, também em Nova York.

 

Ele é conhecido por defender e financiar diversas causas liberais e por isso se tornou alvo de críticas de grupos conservadores no país. Com cerca de 15cm e recheado de material explosivo, o artefato da casa de Soros foi detonado pelo esquadrão antibombas. Não há informação ainda sobre o que aconteceu com os pacotes encontrados nos escritórios de Hillary Clinton ou Barack Obama ou se algum deles chegou a correr algum risco.

Mundo

23 de Out // Foto: Nurphoto/ Getty Images | Mundo

O governo Donald Trump está estudando fazer uma mudança drástica na lei federal para mudar 0 entendimento sobre gênero. De acordo com matéria do jornal The New York Times, o objetivo da modificação é definir gênero apenas como uma condição biológica e imutável determinada pela genitália no momento do nascimento. Segundo a publicação, esta seria a medida mais radical dentro de um esforço governamental.

 

Isso revertereria o reconhecimento e a proteção de pessoas transgêneros sob a lei federal de direitos civis. O jornal relembra que Barack Obama ampliou o conceito legal de gênero nos programas federais, incluindo os setores de educação e saúde, reconhecendo o termo como uma escolha do indivíduo e não determinada pelo sexo atribuído no nascimento.

 

Conforme documento obtido pela publicação, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos está coordenando um esforço para estabelecer uma definição legal de sexo sob o Título 9, uma lei federal de direitos civis que barra a discriminação de gênero em programas de educação que recebem assistência financeira do governo. O órgão argumenta que as agências do governo americano precisam adotar uma definição de gênero clara e uniforme.

Mundo

10 de Out // Foto: Gregorio Borgia/AP Photo | Mundo

O Papa Francisco comparou nesta quarta-feira (10) a interrupção voluntária da gravidez a recorrer a um "matador de aluguel" para resolver um problema, na homilia pronunciada durante sua tradicional audiência na Praça de São Pedro do Vaticano. De acordo com informações da agência Associated Pess, esse foi um dos comentários mais duros de Francisco contra o aborto.

 

"Interromper uma gravidez é como eliminar alguém. É justo eliminar uma vida humana para resolver um problema?", questionou o pontífice aos fiéis reunidos no Vaticano. "É justo contratar um matador de aluguel para resolver um problema?", prosseguiu, saindo do texto que havia preparado. Não é a primeira vez que o papa ataca o aborto, incluindo o terapêutico.

 

"Não é justo. Não podemos eliminar um ser humano, mesmo que pequeno, para resolver um problema". "É como contratar um matador de aluguel para resolver um problema", insistiu ele. O Papa Franciso criticou em sua homilia "a perda de valor da vida humana" em consequência das guerras, da exploração do homem e da cultura da exclusão. E ele adicionou a esta lista o fim da vida no ventre materno "em nome da salvaguarda de outros direitos".

Mundo

03 de Out // Foto: Adek Berry / AFP | Mundo

A ilha indonésia de Sulawesi, que foi atingida por um forte terremoto seguido de tsunami, enfrenta nesta quarta-feira (3) a erupção do vulcão Sotupan. O número de mortos na catástrofe de sexta-feira (28) subiu para 1.407 e equipes de resgate seguem mobilizadas em busca de sobreviventes. Terremoto foi mais potente do que o de agosto passado.

 

Ainda não há relato de vítimas do vulcão, que fica a cerca de 600 km de Palu e Donggala, as duas cidades mais devastadas. O vulcão, que é um dos mais ativos da ilha, emitiu uma coluna de fumaça e cinza de 4 mil metros de altura. As autoridades estabeleceram um raio de segurança de 4 km ao redor da cratera.

 

A atividade do Sotupan coincide com a do Anak Krakatau, localizado no estreito de Sunda, entre as ilhas de Sumatra e Java, que nas últimas semanas registrou dezenas de erupções. O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, sigla em indonésio), Sutopo Purwo Nugroho, afirmou que as autoridades acreditam que o número de vítimas do terremoto e do tsunami seguirá aumentando segundo informações do G1.

Mundo

02 de Out // Foto: Adek Berry / AFP | Mundo

O número de mortos após o terremoto de magnitude 7,5 seguido de tsunami na ilha de Sulawesi, na Indonésia, subiu para 1.234, indicaram as autoridades nesta terça-feira (2). As buscas por sobreviventes prosseguem em Palu e em Donggala, as duas cidades mais atingidas pela tragédia. O último balanço dava conta de 832 mortos.

 

O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, afirmou, na capital Jacarta, que há 799 pessoas feridas gravimente em vários hospitais. A catástrofe ainda deixou 59 mil deslocados. Dois terremotos, de magnitudes 5,9 e 6 e abalaram na manhã desta terça a região da ilha de Sumba.

 

A ilha fica a centenas de quilômetros de Palu, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS). Até o momento não houve novos alertas de tsunami para a região segundo informações do G1. O balanço de vítimas cresce à medida em que os socorristas avançam e começam a ter acesso às regiões mais remotas, como o distrito de Sigi Biromaru, a sudeste de Palu, cidade mais atingida pelos tremores e pelo tsunami desta última sexta (28).

Mundo

01 de Out // Foto: Jewel Samad/Getty | Mundo

Vítimas do forte terremoto e do tsunami que atingiram a ilha indonésia de Sulawesi começaram a ser enterradas em vala comum nesta segunda-feira (1º). As buscas por sobreviventes continuam em Palu e Donggala, as áreas mais devastadas. Enquanto a ajuda humanitária não chega, o país enfrenta uma onda de saques. Balanço indica que 844 pessoas morreram.

 

Um terremoto de 7,5 graus que teve seu epicentro na região de Palu, provocou um tsunami, nesta última sexta-feira (28), segundo o G1. O desastre também deixou 540 feridos e 16.732 deslocados. As autoridades temem um número muito maior de vítimas, pois grande parte da região afetada permanece inacessível.

 

A ONU estima que 191 mil pressoas precisam de ajuda imediata. O governo já lançou um apelo à comunidade internacional pedindo ajuda humanitária. Carros amassados, edifícios reduzidos a escombros, árvores no chão e postes de energia elétrica derrubados demonstram a amplitude da tragédia. As autoridades continuam os trabalhos de resgate de sobreviventes e vítimas, enquanto técnicos trabalham para restabelecer os serviços básicos.

Mundo

30 de Set // | Mundo

O Vaticano anunciou nesta última sexta-feira (28) que o papa Francisco "demitiu do estado clerical" o padre Fernando Karadima, 88, um dos principais acusados de abusos sexuais no Chile. Isso significa que Karadima deixa de ser sacerdote e se torna leigo, e não pode mais cumprir nenhuma função clerical, como rezar missas e ouvir confissões.

 

"O papa Francisco demitiu da função clerical Fernando Karadima Fariña, da Arquidiocese de Santiago do Chile. O Santo Padre tomou esta decisão excepcional de forma consciente e pelo bem da Igreja", informa o comunicado do Vaticano. O decreto foi assinado por Francisco na quinta-feira (27), segundo o Folhapress.

 

Karadima, que supostamente vive em um asilo em Santiago, foi informado nesta sexta. Karadima foi considerado culpado de abusar de meninos durante vários anos, em uma investigação conduzida pelo Vaticano em 2011. Na época, ele havia sido condenado a viver uma vida de "orações e penitência". "A destituição do estado clerical é mais um passo na linha dura do papa Francisco ante os abusos", afirmou o porta-voz do Vaticano, Greg Burke.

Mundo

27 de Set // | Mundo

Líderes de Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru enviaram na quarta-feira (26) ao Tribunal Penal Internacional (TPI) um pedido de investigação por crimes de lesa-humanidade cometidos pelo regime de Nicolás Maduro desde fevereiro de 2014 na Venezuela. A Procuradoria do tribunal se pronunciará nesta quinta (27) sobre o documento.

 

É a primeira vez que governos nacionais acionam a corte, sediada em Haia (Holanda), contra outro país signatário do Estatuto de Roma, que rege a atuação da instância. Os chanceleres dos seis proponentes anunciaram o envio da correspondência ao TPI às margens da Assembleia-Geral da ONU, em Nova York.

 

O governo brasileiro resolveu não se juntar ao pedido de outros líderes de outros paises porque a procuradora geral já estava investigando a Venezuela, desde fevereiro deste ano, e o Itamaraty acredita que a carta poderia ser encarada como pressão política sobre ela. A Folha apurou que o governo também entende que o fato de um Estado pedir investigação de outro abre um precedente que não é bom segundo informações do Folhapress.

Mundo

25 de Set // Foto: Emilio Moldes / La Voz de Galicia | Mundo

O corpo de Márcio Pérez Santana, de 42 anos, morto por policiais em uma perseguição policial no dia 20 de setembro, em Salvador, foi enterrado na tarde desta terça-feira (25), na Espanha. O sepultamento aconteceu no cemitério de Anceu, na cidade de Ponte Caldelas, na província de Pontrvedra, onde Márcio nasceu e onde viviam os pais dele.

 

Antes de ter ser levado para a Espanha, o corpo de Márcio foi velado em Salvador, no último sábado (22), em uma capela do Hospital Espanhol. Na capital baiana, também foi celebrada uma missa, que contou com a presença, além de familiares e amigos, do cônsul da Espanha, Gonzalo Fournier segundo informações do G1.

 

O sepultamento foi acompanhado por familiares e amigos do rapaz. O prefeito de Ponte Caldelas, Andrés Díaz, também compareceu. Nesta terça-feira, o promotor de Justiça Davi Gallo, um dos representantes do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) designados pela Procuradoria-Geral do Estado para atuar no inquérito policial que investiga a morte do economista, afirmou ter convicção de que o homem foi vítima de um homicídio.

Mundo

17 de Set // Foto: Alberto Raggio /Reuters | Mundo

A senadora e ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner teve sua prisão preventiva decretada hoje pelo juiz Claudio Bonadio, que a processou por comandar uma quadrilha que cobrava propinas dos empresários por licitações do governo. Segundo o jornal La Nación, Bonadio a acusou também por crime de corrupção e por ter recebido presentes ilícitos.

 

O Senado argentino terá de deliberar sobre a prisão da atual senadora, que tem foto privilegiado. Bonadio considerou Cristina Kirchner como uma das organizadoras da associação ilícita. Dela faziam parte seu marido, o ex-presidente Néstor Kirchner, morto em 2010, e o ex-ministro de Planejamento Federal Julio De Vido.

 

Também foram processados 42 ex-funcionários dos governos dos Kirchners e empresários dos setores de obras públicas, energia e transporte. Entre eles, Angelo Calcaterra, primo do atual presidente, Maurício Macri. Bonadio condenou Kirchner pelos crimes de “associação ilícita na qualidade de chefe, admissão de presentes em 22 atos de corrupção passiva em cinco atos” entre 2003 e 2015, período que inclui os mandatos dela e de Néstor Kirchner.

Mundo

16 de Set // | Mundo

O tufão Mangkhut, já provocou 64 mortos e 33 feridos nas Filipinas, onde 45 pessoas (incluindo 40 mineiros) estão desaparecidas, muito possivelmente soterradas pela lama, de acordo com o último balanço da polícia. A província mais afetada pelo tufão foi Benguet, no norte do país, com 38 vítimas mortais provocadas por deslizamento de terras.

 

O número de desaparecidos nesta região ascende a 27. O diretor-geral da Polícia Nacional das Filipinas, Oscar Albayalde, disse à Associated Press que 20 pessoas morreram na região montanhosa de Cordillera, quatro na vizinha província de New Vizcaya e outra numa outra regiões.

 

Três mortes foram registadas no nordeste da província de Cagayan, onde o tufão atingiu o país antes do amanhecer de sábado. Entre as vítimas mortais está uma criança de dois anos, que morreu com os seus pais depois de o casal se ter recusado a abandonar imediatamente a sua comunidade na cidade de Nueva Vizcaya, disse Francis Tolentino, assessor do presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte.

Mundo

16 de Set // Foto: Randall Hill/Reuters | Mundo

O furacão Florence provocou neste último sábado (15) chuvas torrenciais nos estados de Carolina do Norte e Carolina do Sul, e causou números pontos de inundação e falta de energia em 900 mil residências e empresas segundo informações da Reuters. Autoridades revisaram o número de mortos em decorrência do Florence de 8 para 11.

 

O avanço lento da tempestade nos dois estados, a uma velocidade de menos de 3 quilômetros por hora, ameaça deixar boa parte da região inundada. "Este sistema meteorológico está gerando uma quantidade épica de chuva". disse o governador da Carolina do Norte, Roy Cooper, em uma entrevista coletiva.

 

O estado já recebeu uma quantidade recorde de chuva e deve chover muito mais, por causa da tempestade que tem 480 quilômetros de largura. "É um furacão seguido de uma enchente", disse o governador da Carolina do Sul, Henry McMaster. O nível da água está subindo rapidamente em algumas áreas e os moradores estão sendo resgatadas de helicóptero ou barco, enquanto dezenas de milhares de pessoas aguardam em abrigos.





Classificados


Enquete



Mais Lidas