Notícias

Violência

Violência

13 de Set // | Violência

Até o último ataque a banco, ocorrido na terça (12) em um posto da secretaria de saúde de Feira de Santana, já são 61 casos registrados na Bahia em 2017. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Mesmo com o número alto, a quantidade ainda é menor 19,7% do que a registrada no mesmo período do ano passado, em que ocorreram 76 casos.

 

A Segurança Pública do Estado informou que nesses oito meses de 2017 já foram desarticuladas oito quadrilhas, com 67 acusados presos e 26 mortos em confrontos. Também foram apreendidos 11 fuzis, três submetralhadoras, uma metralhadora, um rifle, três carabinas, 11 espingardas, 15 pistolas, 14 revólveres e um mosquefal.

 

Ainda segundo a pasta de segurança pública, as quadrilhas especializadas em explodir caixas eletrônicos atuam com maior frequência em cidades que fazem divisa com outros estados. Uma das características é que as quadrilhas contam com integrantes que moram em estados diversos. Outra dado, é que os grupos costumam cometer o crime em um estado e fugir para outro segundo informações do G1.

Violência

11 de Set // | Violência

Os assaltos às praças de pedágios na Bahia já contabilizam mais de 100 ocorrências neste ano, número 40% maior do que o registrado em 2016. As ações criminosas têm assustado os funcionários e os motoristas que precisam passar pelas cancelas. Nas rodovias administradas pela Bahia Norte, foram computados 106 assaltos neste ano.

 

Só no mês de agosto, foram contabilizados 24 roubos. Já a Concessionária Litoral Norte (CLN), que administra a praça de pedágio na BA-099 (Estrada do Coco), sofreu dois assaltos, enquanto no ano passado, não foi registrada nenhuma ocorrência de roubo. O levantamento foi feito pelo jornal A Tarde.

 

A Via Bahia, concessionária que administra o serviço na BR-324 e cinco na BR-116, não divulgou se houve assaltos nas cabines da empresa. Prisão: Um homem foi preso suspeito de assaltar uma cabine de pedágio, na Rodovia BA 535 (Via Parafuso), no dia 1º de setembro. De acordo com a polícia, Alessandro Silva dos Santos estava com um comparsa em um carro com restrição de roubo. Quando policiais ordenaram a parada do veículo, os homens atiraram contra a guarnição.

Violência

08 de Set // | Violência

Uma técnica de enfermagem foi estuprada e depois espancada, na noite de quinta-feira (7), no bairro de Itapuã, em Salvador. Ela foi socorrida para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde deu entrada com ferimentos nos olhos, boca e na cabeça. Para preservar a identidade da técnica, o Correio não vai divulgar o nome da vítima.

 

Pouco depois a mulher foi transferida para a Maternidade Iperba, no bairro de Brotas, de onde já recebeu alta nesta sexta-feira (8). A quipe de reportagem esteve no local mas não teve acesso às informações do atendimento prestado à vítima. Conforme registrado no Boletim de Ocorrência do HGE, o crime aconteceu por volta de 23h, na Avenida Dorival Caymmi.

 

A vítima informou que foi estuprada e espancada por um homem identificado como Robson da Silva Almeida, que foi apresentado à Polícia Civil após ser preso em flagrante por policiais da 15ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Itapuã). Robson foi encaminhado para a Central de Flagrantes, onde aguarda audiência de custódia. Conforme informações da unidade, a audiência deve ocorrer na tarde desta sexta-feira (8).

Violência

05 de Set // | Violência

O deputado Áureo (SD-RJ) apresentou à Câmara dos Deputados um projeto no qual propôs tornar crime constranger alguém mediante a prática de "ato libidinoso sem consentimento", ou seja, constranger alguém sexualmente segundo informações do G1. Pelo texto, a pena será de um a cinco anos de prisão.

 

A proposta foi apresenta nesta segunda-feira (4), em razão do episódio do homem que ejaculou em uma mulher em um ônibus em São Paulo na semana passada. Este homem, que chegou a ser preso, foi solto e, no sábado (2), acabou detido novamente por esfregar o pênis em uma mulher.

 

Atualmente, está previsto na Lei 12.015/2009 o crime de estupro, que consiste em "constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso". A pena para o crime de estupro é de 6 a 10 anos de prisão. Se a vítima tiver entre 14 e 18 anos de idade, a pena sobe para 8 a 12 anos de reclusão; se o crime resultar na morte da vítima, o tempo de prisão sobe para 12 a 30 anos.

Violência

02 de Set // Gildásio Cavalcante | Violência

O delegado plantonista do 78 DP, Rogério Nader, pediu à Justiça que seja feito uma avaliação psiquiátrica do acusado.


 
Esse pedido é chamado de incidente de sanidade mental, segundo Nader, que registrou o caso como estupro.


 
Se a Justiça acolher o pedido do delegado, o acusado Diego Novais, 27, pode ser encaminhado para um presídio manicomial, como o de Franco da Rocha, na Grande São Paulo.


 
O delegado disse também que pedirá a prisão preventiva dele, caso não seja acolhida primeira medida.


 
SOU DOENTE


 
O Policial afirmou também que o próprio Novais pediu para seja internado pra um tratamento."No meu entendimento, ele tem problemas. Ele me disse que precisa de um tratamento", afirmou Nader.









Violência

28 de Ago // | Violência

Pelo menos 16 homicídios foram registrados em Salvador e mais duas cidades da Região Metropolitana (RMS) neste final de semana. Conforme dados do boletim de ocorrências da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), além da capital baiana, com 11 casos, Candeias (2) e Camaçari (3) também integram a lista.

 

Todas as vítimas fatais registradas pela polícia neste período são do sexo masculino. Em Salvador, os crimes foram registrados nos bairros de Tancredo Neves, Periperi, Mata Escura (2), Campinas de Pirajá, Brotas, Liberdade, Cajazeiras V, São Caetano e Monte Serrat (2). Na manhã de sábado (26), um triplo homicídio ocorreu na localidade de Coqueiro de Monte Gordo, em Camaçari.

 

Já em Candeias, os crimes vitimaram Leonardo dos Santos Carvalho, 30, morto Centro de Abastecimentos, no Malembá (sábado); e Ednaldo dos Santos Sena, 32, assassinado por volta das 17h deste domingo (27) na Rua Itajubara, nas imediações da passarela do Osso. Quatro foram os registros de tentativa de homicídio. Os crimes registrados são investigados pela Polícia Civil segundo informações do Bocão News.

Violência

26 de Ago // Gildásio Cavalcante | Violência

Três corpos carbonizados foram encontrados dentro de um carro, também incendiado, em um trecho da BA-530, mais conhecida como Estrada da Cetrel, em Camaçari, região metropolitana e Salvador. As vítimas ainda não foram identificadas.


 
O veículo é um Renault Logan, placa PJT 8556. Os corpos foram removidos por uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

 

A autoria e motivação do crime são desconhecidas. O caso deve ser investigado pela polícia.
 
 
Informações do repórter da Record TV Itapoan, Marcelo Castro

Violência

23 de Ago // | Violência

A cada duas horas e meia, em 2016, uma mulher sofreu estupro coletivo em algum lugar do Brasil. Os dados são do Ministério da Saúde. No último ano, 3.526 casos foram registrados pelas unidades de saúde de todo o país – alta de 12,5% em relação aos 3.132 de 2015. Na comparação com 2011, o número subiu 124%.

 

Os dados mostram a distribuição desses casos pelo país. Somados, São Paulo, Rio e Minas – os três estados mais populosos – registraram 1.360 casos de "estupro com dois ou mais agressores", na nomenclatura do ministério. Em termos percentuais, as unidades da Federação com maior índice de estupros coletivos por habitante são Acre, Tocantins e Distrito Federal.

 

Em 2016, houve mais de 4 casos para cada 100 mil moradores nesses locais. Na outra ponta da tabela, os estados com menor índice desse tipo de crime são Paraíba, Rio Grande do Norte, Maranhão, Sergipe e Bahia. Neles, o Ministério da Saúde registrou menos de 1 estupro coletivo a cada 100 mil habitantes. Como a pasta não investiga esses dados ativamente, é difícil saber se isso acontece porque há poucos casos, ou porque há pouco registro.

Violência

21 de Ago // | Violência

O Brasil já ultrapassou a marca dos 28 mil assassinatos cometidos neste ano. De acordo com dados fornecidos pelas secretarias estaduais de segurança pública, no 1º semestre o País chegou a 28,2 mil homicídios dolosos, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios (roubos seguidos de morte).

 

São 155 assassinatos por dia, cerca de seis por hora nos Estados brasileiros, onde as características das mortes se repetem: ligada ao tráfico de drogas e tendo como vítimas jovens negros pobres da periferia executados com armas de fogo. O número é 6,79% maior do que no mesmo período do ano passado e indica que o País pode retornar à casa dos 60 mil casos anuais.

 

O aumento acontece em um ano marcado pelos massacres em presídios, pelo acirramento de uma briga de duas facções do crime organizado (Primeiro Comando da Capital e Comando Vermelho), dificuldades de investimento dos Estados na área e um plano federal de apoio que avança menos que o prometido. Em âmbito local, o aumento é puxado pelas elevações registradas em Estados nordestinos, como Pernambuco.

Violência

20 de Ago // Gildásio Cavalcante | Violência

O corpo de um homem que estava desaparecido desde o dia 18 de junho foi encontrado, na sexta-feira (18), dentro de um rio na localidade de Itiubinha, na área rural de Jaguaquara, segundo informações do blog Marcos Frahm. O corpo estava enrolado por um cobertor e dentro de um saco plástico.

 

De acordo com a publicação Sérgio Silva de Brito, de 33 anos, desapareceu após sair da fazenda onde trabalhava. Os familiares registram ocorrência na Delegacia Territorial de Jaguaquara e afirmaram que Sérgio teria sofrido ameaça de morte de um morador da mesma localidade. O suspeito teria arrombado uma casa na região e soube que Sérgio teria denunciado o crime ao proprietário do imóvel.

 

O delegado Chardison Castro de Oliveira informou ao blog que o suspeito já teria sido intimado e ouvido na Delegacia, na ocasião do desaparecimento da vítima. O suspeito apenas compareceu à delegacia para prestar esclarecimentos, mas negou as ameaças.

Violência

20 de Ago // Gildásio Cavalcante | Violência

O registro de estupros coletivos notificados por hospitais mais do que dobrou no período de cinco anos. De acordo com dados do Ministério da Saúde, em 2011 as unidades hospitalares notificaram 1.570 casos, enquanto em 2016 foram 3.526. São, em média, dez casos de estupro coletivo por dia. A taxa média brasileira é de 1,71 estupros coletivos a cada 100 mil habitantes.

 

Na Bahia, a taxa é de 0,82 por 100 mil habitantes, quinta menor taxa do país. Os estados com maior número são Acre, com 4,41; Tocantins com 4,31; Distrito Federal, 4,23%, Roraima, com 3,31 e Amazonas com 3,22. De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, a Polícia não registra os estupros coletivos separadamente dos demais casos de estupro. A notificação de casos de violência sexual se tornou obrigatória em 2011 e são agrupados em um sistema de informação do Ministério da Saúde, o Sinan.

 

Esse tipo de crime representa 15% dos casos de estupro atendido pelos hospitais, que contabilizaram 22.804 casos em 2016. A violência sexual, no entanto, sempre foi subnotificada e nem todas as vítimas vão ao hospital ou à polícia. Cerca de 30% dos municípios brasileiros ainda não fornecem dados ao Sinan, o que também interfere no número divulgado. "Infelizmente, é só a ponta do iceberg.

Violência

15 de Ago // | Violência

Depois de bairros da capital sofrerem com comércio fechado após toques de recolher e ônibus queimados, ontem foi a vez da Região Metropolitana de Salvador. Mais de 40 estabelecimentos, entre salões de beleza, restaurantes e lojas de roupas, em Ipitanga, no município de Lauro de Freitas, fecharam as portas.

 

Até escolas suspenderam as aulas. Nos últimos cinco dias, foram sete bairros afetados em Salvador e Região Metropolitana, incluindo Boca do Rio, Imbuí, Stiep, Tancredo Neves, São Cristóvão e Brotas, além de Lauro de Freitas. Em Ipitanga, comerciantes decidiram fechar grande parte das lojas depois de receberem ameaças de criminosos.

 

O motivo teria sido a morte, após uma briga de trânsito, de um criminoso, de prenome William, apontado como chefe do tráfico na Lagoa dos Patos, em Lauro. A Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) não deu mais detalhes sobre essa motivação. Disse apenas que os casos da Boca do Rio e de São Cristóvão, na semana passada, distinguem de ontem, ocasionado “por outro motivo”, referindo-se a William.

Violência

08 de Ago // | Violência

Seis trabalhadores rurais do Território Quilombola de Iúna, distrito localizado em Lençóis, na Chapada Diamantina, foram assassinados na segunda (7). As informações foram divulgadas nesta terça (8). De acordo com a polícia, as seis mortes possuem ligação. Quatro deles foram assassinados em uma residência e os outros dois em uma segunda casa.

 

A Superintendência Regional do Incra/BA emitiu nota de pesar e disse que a instituição se solidariza com a comunidade Iúna e com as famílias das vítimas, que foram identificadas como Adeilton Brito de Souza, Gildásio Bispo das Neves, Amauri Pereira Silva, Valdir Pereira Silva, Marcos Pereira Silva e Cosme Rosário da Conceição.

 

De acordo com o órgão, os crimes foram comunicados à Delegacia Agrária e a Casa Civil também será oficiada. Ainda segundo o Incra, a delegada agrária, Giovanna Bomfim, junto com o representante da Ouvidoria Regional Agrária do Incra/BA, estará em Lençóis a partir do próximo dia 14 de agosto, acompanhando as investigações. A polícia não deu detalhes do caso para não atrapalhar as investigações, mas contou que pessoas já foram ouvidas. 

Violência

08 de Ago // | Violência

Uma mulher foi vítima de estupro coletivo após sair de uma festa no povoado de Lagoa do Leite, na cidade de Ibititá, a 505 quilômetros de Salvador, na região norte da Bahia. As informações foram divulgadas pela Polícia Civil nesta terça-feira (8). Dois homens foram presos e dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos após serem reconhecidos pela vítima.

 

De acordo com a polícia, o crime aconteceu quando a mulher saiu de uma festa acompanhada de um dos suspeitos. Em seguida, quando estavam sozinhos, por volta das 4h da madrugada, os três amigos dele surgiram no local. Segundo a vítima informou à polícia, ela foi imobilizada, amarrada pelo grupo e estuprada pelos quatro rapazes, que fugiram em seguida.

 

O crime ocorreu na madrugada de segunda-feira (7). Abalada e ferida, a mulher procurou a delegacia de Ibititá e registrou a ocorrência. Os suspeitos identificados como José Maicon de Jesus Lima e José Romildo de Jesus foram presos. Os dois adolescentes que participaram do estupro foram localizados e conduzidos à unidade polícia. Uma equipe de investigadores e a Polícia Militar participou das buscas dos suspeitos.

Violência

07 de Ago // | Violência

Kayure Delano de Vasconcelos Bezerra Lima, de 20 anos, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça nesta segunda-feira, 7, por homicídio e tentativa de homicídio. Ele é suspeito de matar a facadas a avó, Rosana Maria de Vasconcelos Moreira Lima, 55, e esfaquear o avô, Francisco Moreira Lima Júnior, 48.

 

O crime aconteceu no último sábado, 5, no prédio onde eles moravam, localizado na rua Bicuíba, em Patamares, e, segundo a polícia, pode ter ocorrido durante um surto psicótico. Depois de matar a avó e esfaquear o avô, Kayure pulou do 4ª andar e tentou fugir, mas foi preso por policiais da 15ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Itapuã).

 

De acordo com a delegada Milena Calmon, titular da 1ª Delegacia de Homicídios, Kayure informou em depoimento que não se recordava de nada, apenas que tinha caído do 4ª andar do apartamento. Ainda segundo a Milena, ele não demonstrou remorso e afirmou que passará por exames psicológicos. A delegada disse suspeitar que ele estava sob efeito de drogas no momento do crime. Kayure afirmou no depoimento que é usuário de maconha, mas a polícia não encontrou drogas no apartamento.

Violência

07 de Ago // G1 | Violência

Cláudia Santana de Oliveira, de 26 anos, encontrada morta dentro de um saco na casa do companheiro, foi asfixiada e teve os órgãos genitais dilacerados. A informação foi divulgada pela Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira (7). O principal suspeito, o companheiro da vítima, Edgar Pereira Costa, de 46 anos, nega o crime e conta outra versão, segundo a polícia.

 

"Ele alega, quando foi interrogado, que estava bebendo com ela na porta de casa e que, na discussão, houve um empurra-empura. Quando empurrou, ela caiu e acabou caindo de perna aberta. E quando ela caiu com a perna aberta, bateu no meio fio e acabou tendo uma lesão no órgão genital com sangramento", detalha a delegada Marta Rodrigues Menezes de Aguiar, coordenadora da 1ª Delegacia de Homicídios.

 

A vítima foi encontrada morta no banheiro da casa, por familiares dela, que suspeitaram do desaparecimento. O casal estava junto há cerca de sete meses e residia no bairro de Itapuã, em Salvador. "Ele é autor de crime de feminicídio, por conta de tudo que ele fez", atesta a delegada. O suspeito, que é pedreiro, foi preso no município de Itabuna, no sul do estado. A versão do suspeito, entretanto, é desmentida pela polícia.

Violência

07 de Ago // | Violência

As votações que tratam da redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o querosene e da proposta de emenda à Constituição (PEC) que torna o estupro crime imprescritível deverão marcar a pauta do plenário do Senado nesta semana. A expectativa é de que os líderes decidam por sua votação na próxima terça-feira ( 8).

 

O projeto que reduz a alíquota do ICMS sobre o querosene, barateando o combustível de aviação, esteve na pauta na última semana, mas não chegou a ser apreciado pelos senadores.  A PEC que torna o estupro imprescritível figura na pauta da Casa desde antes do recesso parlamentar, mas por falta de quórum ainda não foi apreciada.

 

A proposta já foi aprovada em primeiro turno e aguarda a deliberação em segundo turno para seguir para a Câmara dos Deputados. Além da pauta do plenário, a Comissão Parlamentar de Inquérito da Previdência retomará os trabalhos a partir desta segunda-feira (7), com audiência pública para ouvir representantes de delegados das polícias Civil e Federal, além de entidades que representam aposentados e pensionistas.

Violência

06 de Ago // Gildásio Cavalcante | Violência

Uma mulher pulou do primeiro andar da casa onde mora para fugir dos suspeitos que invadiram a sua residência na manhã deste sábado (5). Ela estava segurando a filha pequena, de apenas oito meses quando decidiu fugir do local.

 

O caso ocorreu na Rua Sete de Abril, no bairro da Liberdade. Ao jornal Correio*, o delegado do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) Antônio Carlos Sena, que é responsável pela investigação, o grupo de suspeitos havia matado dois homens antes de invadirem a casa da mulher. Ainda de acordo com ele, "tudo indica que se trata de disputa de tráfico". 


Em depoimento, a jovem de 21 anos afirmou que cinco homens armados e encapuzados entraram em sua casa. Assustada e querendo proteger a filha, pulou do primeiro andar da casa.

 

As duas se feriram e foram atendidas no Hospital Geral do Estado. A jovem teve pequenas lesões, mas o estado de saúde da bebê é delicado.O delegado ainda vai investigar a relação da jovem com os suspeitos, uma vez que o irmão dela, que também estava na casa, foi agredido.

Violência

06 de Ago // Gildásio Cavalcante | Violência

Um jovem de 21 anos foi morto a tiros em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, após praticar um assalto. Segundo informações do site Blitz Conquista, Wallisson Novais Almeida, 21 anos, assaltou um correspondente bancário situado na Avenida Laudicéia Gusmão na tarde deste sábado (6).

 

Ao sair do local, ele foi seguido por um policial civil que estava entre as vítimas até a Rua Guilherme Aguiar.

 

O suspeito percebeu a aproximação do policial e fez uma jovem refém, apontando a arma para sua cabeça. Na sequência, ele atirou contra o policial, que revidou e atingiu Wallisson.

O rapaz foi atingido. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência chegou a ser acionado, mas o jovem acabou morrendo no local.

Violência

04 de Ago // | Violência

Uma jovem de 22 anos foi encontrada morta e enterrada no quintal da casa onde morava, na manhã desta sexta-feira (4), na cidade de Ruy Barbosa, a cerca de 320 km de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, o companheiro da vítima, identificado como Madson Santos Lima, é suspeito do crime e está sendo procurado.

 

Segundo o delegado Geraldo Adolfo Nascimento, coordenador da Polícia Civil em Itaberaba, que abarca a polícia de Ruy Barbosa, a vítima, Moanne Oliveira Santana, estava desaparecida desde abril, mas a família dela só procurou a polícia na última semana, após desconfiar do companheiro da jovem.

 

Conforme o delegado, na época do desaparecimento, o suspeito teria informado para os familiares da companheira que ela foi embora de casa, mas, como a jovem não entrou em contato com a família, a situação foi denunciada. De acordo com o delegado, após a denúncia da família, a polícia começou a investigar o caso e pediu um mandado de busca na casa onde o casal morava, no bairro Dom Matias segundo informações do G1.

Violência

04 de Ago // | Violência

Somente no primeiro semestre de 2017, a Bahia registrou mais de 23 mil casos de violência contra mulheres. Os dados foram divulgados na quinta (3) pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Do número total de ocorrências, foram registrados 23 casos de feminicídio, quando a vítima é morta apenas pelo fato de ser mulher, e 150 casos de homicídios dolosos, quando há intenção de matar.

 

No mesmo período, também foram contabilizados 174 tentativas de homicídios, 242 estupros, 7.582 lesões corporais e 15.270 ameaças. Um caso recente de violência contra mulher ocorreu na cidade de Ponto Novo, região norte da Bahia, onde um homem foi preso suspeito de tentar abusar sexualmente da mãe, uma idosa de 67 anos.


Segundo o delegado Felipe Néri da Silva Neto, coordenador da Polícia Civil em Senhor do Bonfim, o suspeito atacou a vítima dentro da casa onde os dois moravam, mas a idosa conseguiu fugir. Na manhã da quarta-feira, a vítima procurou a Delegacia de Ponto Novo e denunciou o crime. O suspeito foi autuado por tentativa de estupro. Na cidade de Dias d'Ávila, um homem também foi preso depois de assassinar a companheira a tiros.

Violência

03 de Ago // | Violência

Uma mulher matou o companheiro da mãe a pauladas com ajuda do namorado, depois de uma discussão, na noite de quarta-feira (2), na cidade de Ilhéus, que fica no sul da Bahia. Michele Gonçalves, de 39 anos, e Rodrigo Michel Ferreira, 35, foram presos em flagrante e vão responder por homicídio qualificado, de acordo com a polícia.

 

O crime aconteceu na casa da mãe de Michele. Os suspeitos estavam na cidade desde o último dia 12, quando vieram do Rio de Janeiro, onde moravam, para passear. Conforme a polícia, desde que o casal chegou a Ilhéus foram muitas brigas com a vítima, algumas com ocorrências de agressões registradas.

 

Momentos antes de matar o pescador a pauladas com ajuda do namorado, Michele discutiu novamente com a vítima. Segundo a polícia, vizinhos tentaram intervir na briga, mas não conseguiram. Gilmar de Oliveira, de 52 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo dele foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus. Não há informações sobre a motivação da briga.

Violência

02 de Ago // | Violência

Quatro assaltos a ônibus por mês são registrados, em média, nas estradas que passam pela região de feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador. Além de passageiros com medo, esses assaltos deixam traumas em muitos motoristas, que às vezes precisam passar por tratamento psicológico.

 

Fransciso Gonzaga trabalha como motorista de ônibus há mais de 40 anos. Neste período, ele já foi assaltado quatro vezes. Os dois últimos aconteceram no mesmo mês, no percurso entre Feira de Santana e Salvador. "Um fica no comando ali, passando as coordenadas, e mandando que a gente não dê sinal, fique atento, que qualquer coisa que der errado que eu vou pagar com a vida", relata o motorista.

 

Por causa dos assaltos, Franscisco ficou traumatizado e teve que fazer um tratamento psicológico. "A empresa me deu férias e eu fiz um acompanhamento com psicólogo para poder retornar ao trabalho mais ou menos em condição. Daí em diante, nunca mais será o mesmo uma pessoa que passa por essa experiência", completa. De acordo com dados da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Rodoviário da Bahia, no primeiro semestre do ano passado, 41 ônibus foram assaltados nas estradas que cortam o estado.

Violência

29 de Jul // Gildásio Cavalcante | Violência

Uma mulher identificada como Irla da Silva Ferreira, de 31 anos, foi assassinada enquanto servia água a dois homens, na porta de casa, na localidade da Baixinha de Santo Antônio, no bairro de São Gonçalo do Retiro, em Salvador.

 

Segundo a assessoria da Polícia Civil, uma investigação preliminar aponta que a vítima estava na varanda, por volta das 19h30 de quinta-feira, 27, quando a dupla apareceu em frente à residência pedindo para “matar a sede”. Ao abrir o portão, Irla acabou surpreendida com seis tiros que a atingiram do peito e abdômen.

 

Uma versão de que ela teria sido alvejada depois de ser atraída por barulho de tiros, porém, não foi confirmada oficialmente. Sob condição de anonimato, vizinhos contaram à reportagem que a filha dela, de 9 anos, ficou traumatizada por ter presenciado a execução da mãe.

 

Até a tarde desta sexta, 28, o corpo de Irla permanecia no Instituto Médio Legal. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.

Violência

21 de Jul // | Violência

Um pai de santo de 67 anos foi preso, nesta sexta-feira (21), suspeito de mandar matar outro pai de santo por disputa de clientes, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. De acordo com informações da Polícia Civil, além dele, quatro suspeitos de terem executado o crime também foram presos. A vítima foi morta no dia 14 de março deste ano.

 

Segundo o delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios (DH) de Feira de Santana, o pai de santo que foi morto era vizinho do mandante do crime, identificado como Thomaz Alves, e ambos ofereciam serviços espirituais em troca de dinheiro. Conforme o delegado, após perder clientes para o vizinho, Thomaz Alves decidiu mandar matar o homem.

 

O delegado informou que o pai de santo pagou R$ 4 mil para dois homens matarem a vítima, que tinha 58 anos. A dupla, conforme o delegado, contratou outros dois suspeitos e, juntos, eles cometeram o crime. De acordo com o delegado, a vítima foi atacada a tiros na frente do filho e da ex-mulher, na porta da casa onde morava, no distrito de Tiguaruçu, zona rural de Feira de Santana. Os suspeitos atiraram no pai de santo e, em seguida, fugiram do local do crime.

Violência

20 de Jul // | Violência

Um homem cego de 33 anos foi preso suspeito de matar a mulher dele com uma facada no pescoço, durante uma briga, na manhã desta quinta (20). O crime ocorreu dentro da casa onde o casal morava, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. De acordo com informações da Polícia Civil, a vítima estava grávida de seis meses e o bebê também morreu.

 

Segundo o delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana, após matar a mulher, o suspeito, identificado como Teodulo Ferreira dos Santos, tentou fugir da cidade com o outro filho da vítima. A criança tem 1 ano e é fruto de outro relacionamento. Após o depoimento, o homem foi encaminhado para a carceragem da unidade.

 

Conforme o delegado, o homem tentou embarcar em um ônibus para a cidade de Camaçari, na Rodoviária de Feira de Santana, mas foi impedido por pessoas que desconfiaram dele. A Polícia Militar foi acionada, esteve na casa onde o crime ocorreu e encontrou a mulher morta. De acordo com o delegado, após o flagrante, o cego foi levado para a delegacia, onde foi ouvido e confessou o crime. 

Violência

16 de Jul // Gildásio Cavalcante | Violência

Uma mãe entregou o filho à polícia depois de descobrir envolvimento do adolescente em um assalto a um aótica de Serrinha, na região sisaleira da Bahia.

 

Depois de ver uma imagem do circuito interno de segurança do estabelecimento que circulou nas redes sociais, ela reconheceu o filho e ligou para a central do 16º Batalhão de Polícia Militar.

 

De acordo com o site Notícias de Santaluz, depois de apreender o adolescente, os policiais conseguiram localizar o comparsa do jovem, também menor de idade.

Violência

16 de Jul // Gildásio Cavalcante | Violência

Um mistério e três corpos. Na manhã desta sexta-feira, Marize Sant’ana da Silva, 23 anos, e a mãe dela, Lêda Cerqueira Sant’ana, 57, foram encontradas com marcas de tiros na Estrada das Cascalheiras, em Camaçari. Já o corpo do namorado de Marize, o motorista Nerivan Rodrigues Santiago, 45, foi localizado na cidade vizinha de Mata de São João. Até o momento não há pistas dos criminosos e nem a motivação das mortes.

 


A van de Nerivan não foi localizada. O caso é investigado pela 4ª Delegacia de Homicídios/Camaçari (DH/RMS), que atende também a Região Metropolitana de Salvador.

 

Segundo parentes de Nerivan, que estiveram pela manhã no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML), vítima morava em um conjunto residencial em Camaçari, onde trabalhava fazendo transporte de passageiros no centro da cidade com a van que supostamente foi levada pelos assassinos.

 

Nerivan estava em São Paulo e tinha retornado à Camaçari nesta terça-feira. Ele havia viajado com a namorada para visitar os parentes dele, que moram na capital. “Quando eles voltaram, primeiro foram para Santo Estevão, onde ela nasceu, para buscar a sogra e vieram os três para Camaçari”, contou o sobrinho da vítima, o funcionário público Gilson Ney Oliveira, 36.

Violência

15 de Jul // Gildásio Cavalcante | Violência

Dois jovens e um adolescente foram mortos a tiros em Salvador nesta sexta-feira (14). Segundo o Centro Integrado de Comunicação (Cicom), o primeiro óbito foi de um adolescente, de 17 anos.

 

A vítima foi alvejada por diversos disparos que atingiram cabeça, tórax, peito e braço direito. O fato ocorreu na Rua Nelson Santos Silva, na localidade de Osório, por volta das 11h. O menor, de iniais R. B. S., morreu no local. Já por volta das 18h10, Rafael da Assunção Santos, de 25 anos, foi morto a tiros na Segunda Travessa 17 de Setembro, em Nova Brasília de Itapuã.

 

A vítima morreu também no local do crime. Mais tarde, por volta das 21h40, outro óbito foi registrado. Pedro Ricardo dos Santos Bispo, de 18 anos, foi atingido por disparos no queixo e no tórax.

Violência

12 de Jul // | Violência

A mãe da jovem Luana Fernandes Hungria, de 24 anos, morta a tiros na porta de casa, nesta última terça-feira (11), disse que o ex-namorado da vítima, José Carlos Lopes, apontado pela polícia como principal suspeito do crime, era muito ciumento e não aceita o fim do relacionamento. O rapaz é procurado pela polícia. 


“Ele tinha ciúmes, mas a gente levava na brincadeira. Ele dizia várias vezes que era coisa da cabeça dele e que a mãe e as irmãs chamavam a atenção por causa disso e diziam que ele ia perder ela. Ele nunca mostrou que era capaz disso em nenhum momento, não teve agressão, nada", disse a mãe da jovem. Luana foi enterrada nesta quarta (12), no Cemitério do Campo Santo.

 

A jovem foi baleada no momento em que chegava do trabalho. Ela chegou a ser socorrida para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos. Uma amiga dela, que estava coim a jovem no momento do crime, foi atingida em uma das mãos e está no Hospital Geral do Estado (HGE). O casal começou o relacionamento em fevereiro deste ano, mas Luana terminou o namoro na sexta-feira (7), por conta do excesso de ciúme do suspeito.

Violência

02 de Jul // Gildásio Cavalcante | Violência

Baleado ainda dentro da barriga da mãe na última sexta-feira (30) em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, o bebê de Claudinéia dos Santos Melo ficou paraplégico. "Esta criança tem uma lesão nas vértebras torácicas T3 e T4.

 

Está com uma paraplegia de membros inferiores. E também nós estamos resguardando este prognóstico nas primeiras horas, na primeira semana, no primeiro mês, tudo pode acontecer", afirmou ao RJTV o secretario de saúde de Duque de Caxias, José Carlos Oliveira, que é médico ginecologista e está acompanhando o caso.

 

 A mãe, que estava com nove meses, foi atingida por uma bala perdida e teve que passar por uma cesariana de emergência. Ela continua internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI).  “O quadro de saúde da mãe é grave. Ela está no CTI e está sendo acompanhada pela equipe do Hospital Moacyr do Carmo e está sendo assistida.

Violência

01 de Jul // Gildásio Cavalcante | Violência

Acusada de assassinar a pauladas o sogro Manoel Crispim dos Santos, de 61 anos, na localidade de Orobó, zona rural de Valença, Milena dos Santos, 24, foi presa, na quinta-feira (29), por investigadores da Delegacia Territorial (DT/Valença).

 

Milena confessou o crime e disse que foi motivado por desentendimentos banais com o parente.


O delegado Thiago Campo, titular da DT/Valença, informou que Milena foi presa poucas horas depois de agredir Manoel, que chegou a ser socorrido por familiares para o hospital regional, mas morreu quando era transferido para outra unidade de saúde, em Itabuna.


Conduzida à DT/Valença, Milena foi autuada em flagrante por homicídio e ficará custodiada na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça.

Ascom-PC

Violência

29 de Jun // | Violência

Um adolescente de 16 anos foi apreendido suspeito de abusar sexualmente de um garoto de 7, na quarta (28), em Lajedão, cidade localizada no extremo sul da Bahia. De acordo com informações da Polícia Civil, o suspeito é vizinho da vítima e confessou o crime. Segundo a polícia, o adolescente passou na casa do garoto e o chamou para colher tangerinas, na zona rural do município.

 

Ao chegar no local, conforme a polícia, o suspeito cometeu o abuso. Após o crime, o adolescente e a vítima voltaram para casa. Conforme a polícia, ao chegar em casa, a criança contou a situação para a avó. A família do garoto procurou o Conselho Tutelar da cidade para denunciar o crime. O conselho acionou a Polícia Militar, que foi até a casa onde o adolescente mora e o apreendeu.

 

O suspeito foi levado para a Delegacia de Teixeira de Freitas, onde o crime foi registrado. De acordo com a polícia, após prestar depoimento, o jovem foi levado para a carceragem da unidade policial, onde passou a noite. O suspeito será encaminhado para o Ministério Público, que irá definir as medidas socioeducativas que ele deverá cumprir. A criança está sob acompanhamento do Conselho Tutelar e fará exame de corpo de delito no DPT da cidade.

Violência

27 de Jun // Gildásio Cavalcante | Violência

A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (27) o retrato falado do homem suspeito de assaltar e estuprar uma mulher, na casa dela, no dia 16 de maio, no bairro do São João do Cabrito, em Salvador. O retrato mostra um homem aparentando ter 28 anos, de cor parda, com cerca de um metro e setenta e dois de altura e cabelos crespos.

 

A vítima disse também que ele empunhava a arma com a mãe esquerda, o que indica ser canhoto. Ela não soube descrever o segundo assaltante. A vítima informou na unidade policial que foi abordada por dois homens desconhecidos na porta de sua residência, um deles armado com uma pistola. A mulher foi obrigada entrar no imóvel e contou ter sido violentada sexualmente por um deles, enquanto o outro revistava a casa em busca de dinheiro.

Violência

18 de Jun // | Violência

Três pessoas de uma mesma família foram mortas na noite de sexta (16), no bairro de Itinga, em Lauro de Freitas. A baiana de acarajé Jussara de Oliveira, 36 anos, e os filhos Felipe de Oliveira, 20, e Ângela de Oliveira, 16, foram encontrados mortos na casa em que moravam há 15 dias, na Rua Jardim Talismã, com marcas de perfuração. 


De acordo com informações da Central de Polícia, o crime aconteceu por volta das 20h40. Policiais foram chamados e ao chegar no local encontraram os corpos. O principal suspeito é o companheiro de Jussara, conhecido como Alexandre. Até o momento ninguém foi preso. Três pessoas de uma mesma família foram mortas na noite desta sexta-feira (16), no bairro de Itinga, em Lauro de Freitas.

 

A baiana de acarajé Jussara de Oliveira, 36 anos, e os filhos Felipe de Oliveira, 20, e Ângela de Oliveira, 16, foram encontrados mortos na casa em que moravam há 15 dias, na Rua Jardim Talismã, com marcas de perfuração.  Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) e vão passar por perícia antes de serem liberados para o sepultamento. A autoria e a motivação do crime não foram divulgados.

Violência

17 de Jun // Gildásio Cavalcante | Violência

Uma mulher e dois filhos foram encontrados mortos em Itinga, Lauro de Freitas, por volta das 20h30 desta sexta-feira (16).

 

Jussara de Oliveira, 36 anos, o filho Felipe de Oliveira, 20 anos, e uma menina de dois anos estavam dentro de casa na rua Jardim Talismã. 

 

Testemunhas afirmam que o marido de Jussara não estava na residência quando policiais chegaram. Ele é o principal suspeito.

 

Ainda não há informações sobre a motivação do crime.

Violência

11 de Jun // Gildásio Cavalcante | Violência

Um homem foi preso depois de ter cortado a orelha de uma criança em Vera Cruz, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

 

O garoto é filho da companheira do acusado.  A agressão ocorreu dentro de uma van, perto do entroncamento de Tairu, após uma discussão. Segundo a Polícia Militar, o acusado foi preso com a arma do crime na mão por uma guarnição da 5° Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).  

 

Depois, ele foi levado para 24ª Delegacia. Já a criança foi encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento. Não há mais informações sobre a saúde do garoto.

Violência

10 de Jun // Gildásio Cavalcante | Violência

Um homem foi preso na última quinta-feira (8) no município de Campo Formoso, suspeito de estuprar as filhas de 14 e 17 anos.

 

A Polícia Civil informou que a filha mais velha sofria os abusos desde 2015, quando tinha 15 anos.

 

Já a mais nova começou a ser violentada no início deste ano. Ainda de acordo a polícia, familiares das adolescentes fizeram denúncia ao Conselho Tutelar do município.

Violência

06 de Jun // | Violência

Uma mulher de 34 anos foi agredida com golpes de barra de ferro e enxada, e mantida dentro de casa, sem poder sair, pelo ex-companheiro, na madrugada de segunda-feira (5), na cidade de Luís Eduardo Magalhães, oeste baiano. As informações são da Polícia Militar. O homem fugiu após o crime. A vítima teve um corte na cabeça, quebrou a clavícula e três costelas.

 

Ela segue internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade nesta terça-feira (6). Ela não corre risco de morte. Carlene Lima contou que estava em casa quando o ex-companheiro, sob efeito de drogas, pulou o muro e invadiu o imóvel, por volta das 4h. O homem a agrediu, na frente dos dois filhos, que são crianças, e manteve ela no local.

 

Por volta das 10h, a sogra da vítima foi à casa dela e, ao vê-la agredida, chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para atendê-la. Quando ela foi encaminhada para a UPA, a Polícia Militar foi acionada, mas o suspeito já tinha fugido. S egundo a vítima, essa não é a primeira vez que ela é agredida pelo suspeito. Conforme Carlene, ela já registrou ocorrência de agressão contra ele anteriormente. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Violência

06 de Jun // | Violência

As armas de fogo são "personagem central" nos números sobre homicídios no Brasil, o pesquisador Daniel Cerqueira, durante o lançamento do Atlas da Violência 2017. No estudo, o Ipea e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública analisam dados de 2015 e informam que 71,9% dos 59 mil homicídios registrados no país naquele ano foram cometidos com armas de fogo.

 

"O personagem central desse enredo é a arma de fogo", disse Cerqueira. Ele acrescentou que armas de fogo estão relacionadas a acidentes domésticos, suicídios e crimes decorrentes de conflitos interpessoais. "Existe uma ideia de que o cidadão angustiado com a violência vai se armar e ficar mais seguro, mas é ledo engano".

 

"A arma de fogo dentro de casa contribui para aumentar as probabilidades de alguém sofrer homicídio dentro daquela residência." O pesquisador afirma que a difusão do porte legal de armas também contribui para que mais armamentos cheguem ao mercado, seja por meio de roubos ou de vendas ilegais. Com o aumento da oferta no mercado ilegal, o preço das armas cai e mais "criminosos desorganizados", como assaltantes, têm acesso a elas.





Classificados


Enquete



Mais Lidas