Notícias

Obra entregue por Temer vai ser ‘reinaugurada’ por Lula e Dilma

No mais autêntico estilo provinciano de fazer politica, os ex-presidentes da República Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT, prometem “reinaugurar” uma obra entregue à população na última sexta-feira (10) pelo presidente Michel Temer (PMDB). Localizado no Nordeste brasileiro, o trecho leste da transposição do Rio São Francisco tem sua paternidade dividida entre ex e atual mandatários do país.

 

A “reinauguração” petista acontece no próximo domingo (19), Dia de São José. A escolha não é aleatória: existe a crença entre os nordestinos de que a data é um marco do regime de chuvas na região. Se chove nesse dia, há a expectativa de que o clima será propício à lavoura ao longo do ano. Não por acaso, há a tradição de plantar o milho das festas juninas em 19 de março anualmente.

 

Segundo informações do site Congresso em Foco, Dilma e Lula desembarcam em Monteiro (PB), no domingo, acompanhados do ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), tido como pré-candidato à Presidência em 2018, e do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), aliado fiel dos petistas.

 

Ao que parece, o mote para a “reinauguração” teria sido o discurso em que Temer aparentemente se exime de assumir a paternidade da obra. Embora o Planalto tenha investido em propagandas que associam o empreendimento ao atual governo, na cerimônia de entrega, o peemedebista bancou o modesto: “Eu não quero a paternidade desta obra. Ninguém pode tê-la.

A paternidade é do povo brasileiro e do povo nordestino. Vocês é que pagaram impostos ao longo do tempo, vocês é que permitiram que pudéssemos fazer grandes investimentos nessa obra, que cada vez mais está sendo festejada”, discursou.

 

É nesse vácuo que Lula e Dilma resolveram embarcar. Bahia.ba


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas