Notícias

Não permitiremos essa reforma passar, diz diretor do Sinpojud na Bahia Maurício Souza

Trabalhadores do judiciário baiano aderiram aos protestos que acontecem em todo país, na manhã desta quarta-feira (15), considerado “Dia Nacional de Luta Contra A Reforma da Previdência” por diversas categorias, segundo o diretor de mobilização do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia (Sinpojud), Maurício Souza.
 
“As 243 unidades que nós temos na Bahia foram orientadas a paralisar, respeitando o imite mínimo de 30% dos servidores funcionando. Nos casos dos cartórios judiciais, as liminares de urgência e plano de saúde funcionam. Os cartórios que estão sobre a tutela do Tribunal de Justiça da Bahia estão emitindo certidão de óbito e nascimento. Estamos participando de forma pacífica. Nós não permitiremos essa reforma passar”, afirma.
 
Em dia nacional de paralisação contra as propostas das reformas trabalhista e da Previdência Social do governo Michel Temer, centrais sindicais, e movimentos sociais prometem diversas manifestações no “Dia Nacional de Luta Contra A Reforma da Previdência”. O dia nacional de luta terá participação da Central Única dos Trabalhadores da Bahia (CUTBahia) e outras centrais por toda a Bahia.
 
Os movimentos dos trabalhadores da agricultura familiar e economia solidária, afetados com a reforma da Previdência, convocaram os trabalhadores para fecharem BR, BA e avenidas importantes de diversas cidades pela Bahia. Informações do Bocão News
 
O texto da PEC 287, encaminhado ao Congresso Nacional pelo governo Temer em dezembro do ano passado é considerado por lideranças sindicais como um "desmonte" de todo o sistema previdenciário no Brasil, com objetivo de acabar com diretos adquiridos dos trabalhadores brasileiros, informam os líderes dos movimentos.

Categorias

Bahia




Classificados


Enquete



Mais Lidas