Notícias

Países importadores anunciam restrições à carne brasileira após operação da PF

Os países importadores da carne brasileira anunciaram restrições temporárias à importação, entre eles a União Europeia, Coreia do Sul, China e Chile. Resultado direto da Operação Carne Fraca, da última sexta-feira (17), a restrição à entrada da carne brasileira nesses três compradores responderam por 27% das exportações brasileiras de carne em 2016. 
 
A União Europeia pediu que o Brasil suspenda a exportação de empresas envolvidas, segundo a Folha de S.Paulo. Na China, as carnes brasileiras estão retidas nos portos. O Chile suspendeu a importação da carne bovina, enquanto a Coreia do Sul baniu frangos da empresa BRF. Em evento em São Paulo nesta segunda-feira (20), o presidente Michel Temer disse que o agronegócio não pode ser prejudicado por um "pequeno núcleo".
 
O assunto repercute na imprensa internacional desde a sexta-feira (17). A Europa exige que todas as empresas envolvidas no escândalo da fraude da carne tenham seus produtos impedidos de entrar no mercado europeu e pede que membros do bloco adotem "uma vigilância extra" ao tratar de qualquer produto brasileiro no setor de carnes. As informações foram anunciadas pelo porta-voz da Europa para assuntos de Saúde, Enrico Brivio, numa coletiva de imprensa em Bruxelas.
 
"Estamos em um processo para garantir que todos aqueles envolvidos na fraude não possam exportar para a Europa", disse, lembrando que Bruxelas manteve "intensos contatos diplomáticos com o Brasil" nos últimos dias. "Pedimos ações e esclarecimentos", disse.
 
A China e Coreia do Sul informaram oficialmente ao Ministério da Agricultura a suspensão de importação de carnes brasileiras, em consequência das revelações da Operação Carne Fraca da Polícia Federal. No caso da China, os embarques programados para lá foram suspensos por uma semana.  O Chile decidiu suspender temporariamente a importação da carne bovina até que seja esclarecido se há frigoríficos autorizados a exportar a carne para o país.  

Categorias

Economia




Classificados


Enquete



Mais Lidas