Notícias

Recipiente usado para armazenar substância tóxica é achado em praia de Maraú

Um recipiente usado pra armazenar uma substância tóxica foi achado em uma praia de Maraú, no sul da Bahia, segundo informou, nesta terça-feira (16), a Secretaria de Meio Ambiente da cidade. O caso ocorreu na Praia da Folha, localizada na Fazenda Lembrança. Ainda não há informações sobre como o recipiente, que estava vazio, foi parar no local.
 
A suspeita do órgão é de que o recipiente, com selo de fabricação da Noruega, tenha sido arrastado pela corrente marítima. Segundo o coordenador técnico da Secretaria, Jorge Robson, o galão é usado para armazenar uma substância, composta por tetracloroetileno, querosene e nafta, usada para limpeza de cascos de navios.
 
Ele disse que chegou a essa constatação a partir das informações, em inglês, contidas no selo do recipiente. "É um vasilha que possivelmente foi trazida pelo mar. Deve ter sido de alguma embarcação. Como podemos constatar, trata-se de um produto altamente tóxico, usado para limpar navios. O recipiente estava seco, mas inalava um odor muito forte", destacou. Robson destacou que o vasilhame foi encaminhado para um galpão e que, depois, será incinerado.
 
Ele ainda disse que não há indícios de impacto ambiental provocado pelo produto. "Embalamos e levamos para o galpão que fica na fazenda mesmo. A empresa que recolhe o lixo hospitalar na cidade vai ficar responsável por fazer o transporte até o local onde será incinerado. Como estava vazio, não há nenhum indício de dano ambiental, mas vamos monitorar", disse.

Categorias

Baixo Sul




Classificados


Enquete



Mais Lidas