Notícias

Juiz reforça pedido de cassação do prefeito e vice de Canavieiras

O juiz Eduardo Gil Guerreiro, da 116ª zona eleitoral, reforçou o pedido de cassação dos mandatos do prefeito e vice-prefeito de Canavieiras. De acordo com a sentença, o Juiz julgou procedente o pedido para cassar os diplomas e mandatos dos investigados Clóvis Roberto Almeida de Souza (Dr. Almeida - PPS) e Carlos Alberto Medrado Filho (Medradinho - DEM).
 
Por entender que a campanha para prefeito e vice é única, a decisão acerca de um candidato afeta o outro, não tendo como dissociar as campanhas. Diante disso, o magistrado negou qualquer possibilidade de excluir o vice do processo. Em 3 de maio, ele já havia publicado a decisão pela cassação. 
 

Segundo ação ajuizada pelo promotor de Justiça Márcio de Oliveira Neves, os gestores omitiram da prestação de contas da campanha eleitoral nota fiscal referente ao pagamento a um posto de combustível, onde centenas de eleitores abasteceram gratuitamente seus veículos, para participarem de carreatas em favor dos então candidatos ao pleito eleitoral de 2016. Identificada por meio de cruzamentro de dados com outros órgãos, a omissão da nota no valor de R$ 20 mil, motivou a rejeição de contas da campanha.


A sentença, proferida no último dia 3, pelo juiz Eduardo Gil Guerreiro considerou que “comprovada a farta distribuição gratuita de combustível para eleitores, conclui-se ser evidente o potencial lesivo da conduta ilícita em ferir a lisura do processo eleitoral”. Conforme a sentença, o MPE apontou que o valor pago para a distribuição gratuita de combustível representa mais de 80% do valor total de despesas registradas na campanha.


Categorias

Baixo Sul




Classificados


Enquete



Mais Lidas