Notícias

Michel Temer receita eventual prisão do ex-ministro Geddel Vieira, diz jornal

Sob novos ataques do empresário Joesley Batista, o presidente Michel Temer embarca no final da manhã desta segunda-feira (19) para a Rússia e Noruega. Na noite deste domingo (18), o peemedebista reuniu seus principais auxiliares como Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência da República.

 

Na pauta do encontro, estavam a votação da reforma da Previdência na Câmara e o arquivamento da iminente denúncia que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve apresentar em breve. De acordo com o jornal Valor, outra preocupação do presidente Temer durante essa viagem é a situação do seu ex-ministro Geddel Vieira Lima, que foi também bombardeado por Joseley Batista.

 

Segundo o diário, o chefe do Executivo teme a prisão do peemedebista baiano depois que foi citado como mensageiro de Temer para as negociações do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha e do operador Lúcio Funaro, ambos presos em Curitiba. Geddel antecipou-se a um possível pedido de prisão contra ele pelo Ministério Público Federal (MPF), colocando seu passaporte e seu sigilo bancário à disposição do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF. 


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas