Notícias

Lula ataca a Rede Globo e diz que errou por não fazer regulação da mídia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em discurso na sexta (11) que foi precipitado considerar como democráticas as manifestações que tomaram o país em junho de 2013. Condenado em primeira instância a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz Sergio Moro, o petista atacou o magistrado, procuradores da Lava Jato e a imprensa.

 

Disse que vai se candidatar em 2018 e que, caso eleito, fará 1a regulação da mídia'. "A Globo não suspendeu novela nem para transmitir enterro do Roberto Marinho [fundador da emissora]. Naquela passeata, ela suspendeu a grade de novela para transmitir ao vivo uma grade do movimento social, sobretudo contra o governo Dilma", disse Lula.

 

Esse país não foi compreendido desde o que aconteceu em junho de 2013. Nós nos precipitamos ao achar que 2013 foi uma coisa democrática. Que o povo foi para a rua porque estava muito preocupado com aquela coisa do transporte coletivo." Lula participou do "Ato pela Reconstrução do Estado Democrático de Direito" na Faculdade de Direito da UFRJ, no centro do Rio segundo informações do Notícias ao Minuto.

 

Ele estava acompanhado de juristas e petistas críticos ao impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff, que também estava no evento. "Nós não fizemos, e eu errei, quando não fizemos a regulação da mídia. Eles têm que saber que têm que trabalhar muito para não deixar eu voltar a ser candidato. Se eu for candidato, eu vou ganhar e vou fazer a regulação da mídia. [...] Não vou morrer até voltar a governar com vocês este país."


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas