Notícias

Sobe para 22 número de mortos em naufrágio de lancha em Mar Grande

Vinte e duas morreram e 21 foram resgatadas com vida após uma lancha virar na travessia entre Mar Grande e Salvador, na Baía de Todos-os-Santos, na manhã desta quinta-feira (24). A informação é confirmada pela Marinha. A Marinha diz que resgatou cinco corpos e que as outras 17 vítimas foram resgatadas por embarcações particulares.

 

Um dos sobreviventes do acidente, Edvaldo Santos de Almeida, chegou ao Terminal Náutico de Salvador socorrido por meio de uma lancha que trazia outros ocupantes da embarcação que virou no mar. Ele reclama que demorou muito tempo para que as vitimas fossem socorridas.

 

Segundo a Marinha, informações passadas pela Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia, apontam que a embarcação tinha capacidade para 160 passageiros e transportava 129 no momento do acidente. A Marinha ressalta que como embarcações particulares também fizeram resgates, não é possível afirmar precisamente o número de pessoas retiradas do mar. De acordo com a Capitania dos Portos, três equipes em três navios foram encaminhadas para o local do acidente.


Segundo informações da assessoria da Prefeitura Municipal de Vera Cruz, o acidente ocorreu a cerca de 200 metros do terminal marítimo do município, que fica na praia de Mar Grande. A embarcação seguia para Salvador e virou por volta das 6h30. Segundo a Polícia Militar, uma equipe do Grupamento Aéreo (Graer) está no local colaborando com os trabalhos de busca.

 

A corporação diz que transportou um dos sobreviventes para o Hospital do Subúrbio, em Salvador. Além disso, a 55ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) também prestou socorro a algumas vítimas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mar Grande, como também para o Hospital Geral de Itaparica. O Corpo de Bombeiros da Bahia também enviou equipes para a localidade.

 

Durante essa semana, a travessia Salvador-Mar Grande realizou paradas por conta do período de maré baixa prolongado, já que o terminal de Vera Cruz, que é utilizado pela travessia, fica inoperante. Na quarta-feira (23), por conta dos fortes ventos e mar agitado, a Astramab chegou a suspender a operação das escunas de turismo, o que já tinha ocorrido na terça-feira (22).

 

Por meio de nota, o governador Rui Costa decretou três dias de luto oficial, contados a partir de hoje, por conta da tragédia. "Manifesto minha solidariedade aos familiares das vítimas. Todas as forças do Governo do Estado estão mobilizadas para dar assistência e prestar socorro às vítimas. Estou acompanhando pessoalmente esta difícil operação desde cedo e todas as providências foram tomadas imediatamente".


Categorias

Acidente




Classificados


Enquete



Mais Lidas