Notícias

Governo federal lança cursos à distância e aplicativos para trabalhadores

O governo federal lançou nesta terça (21), um pacote com quatro ações para modernizar o atendimento aos trabalhadores e sua qualificação. Entre as medidas, que integram o programa Emprega Brasil (clique aqui), há a Escola do Trabalhador, uma plataforma digital de ensino à distância que pretende atingir seis milhões de brasileiros até o final de 2018.

 

“Sabemos das dificuldades que os trabalhadores têm enfrentado nesse momento no nosso país e estamos agindo para auxiliá-los da melhor forma, tornando a prestação de serviços do Estado mais eficiente para eles”, afirma o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Há também três serviços poderão ser solicitados pela internet.

 

São eles: Pedido de Seguro-Desemprego; solicitação ou consulta de Carteira de Trabalho; e busca de vagas de emprego. O pedido de seguro-desemprego poderá ser solicitado de casa assim que o trabalhador receba os documentos demissionais. O objetivo é eliminar a necessidade do deslocamento a um posto do Sine, funcionando como “papa-filas” e agiliando assim o atendimento nas agências segundo o Ministério do Trabalho e Previdência Social.

 

Na solicitação pela internet, o prazo de 30 dias para recebimento do benefício começa a contar a partir do preenchimento do cadastro na plataforma digital do Emprega Brasil. Os outros dois serviços serão disponibilizados nesta terça por meio de aplicativos para smartphones, desenvolvidos pelo Ministério do Trabalho em parceria com a Dataprev. Já utilizado, o Sine Fácil (sistema Android) ganhou novas funcionalidades e uma interface mais amigável, além de ter passado a ter versão para o sistema operacional iOS.

 

Outro aplicativo é a Carteira de Trabalho Digital, uma versão eletrônica, digitalizada, da atual, acessível para sistemas Android e iOS. A carteira em papel continuará sendo o documento oficial, mas o trabalhador poderá verificar qualquer informação sobre o contrato de trabalho vigente ou os anteriores por meio do smartphone. Também será possível solicitar a primeira ou segunda via da carteira de trabalho em papel.


Categorias

Economia




Classificados


Enquete



Mais Lidas