Notícias

Rodovias federais registraram 18 mortes por dia em 2016, diz pesquisa

Uma média de 18 mortes por dia foi registrada nas rodovias federais em todo o país no ano passado, o equivalente a queda de 16 aeronaves cheias. O dado consta de levantamento feito pela automobilística Volvo. De acordo com a pesquisa, apesar do número elevado, o Brasil vem apresentando uma tendência de redução de acidentes desde 2014.

 

Três estados lideram o ranking em número absoluto de acidentes no ano passado, com quantidade superior a 10 mil: Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina. A Bahia, assim como São Paulo e Rio Grande do Sul estão na faixa imediatamente inferior, tendo registrado entre 5.000 e 10 mil casos. Em número de mortes, a Bahia sobe para a faixa superior (acima de 600 óbitos), acompanhada do Paraná e Minas Gerais.

 

Em números relativos, a Bahia está entre os estados com acidentes mais letais (acima de cem por mil habitantes); nesse grupo ainda estão Alagoas, Pernambuco, Maranhão, Tocantins, Pará e Amazonas. Entre as causas, “ultrapassagem indevida” responde pelo maior número de casos mais graves, seguida de ingestão de álcool, desobediência à sinalização, sono ao volante e excesso de velocidade.

 

O tipo de acidente que mais causa mortes é colisão frontal. Na sequência vem atropelamento, saída de pista, colisão traseira e colisão lateral, nesta ordem. Entre Belém (PR) e Maceió (AL), a BR-316 é a rodovia que mais registrou acidentes no ano passado (3.370 casos). O segundo e o terceiro lugar são da BR-116 (3.348) e da BR-324 (1.428). – segundo informações do jornal Folha de S. Paulo.


Categorias

Acidente




Classificados


Enquete



Mais Lidas