Notícias

Hildécio defende afastamento de Lúcio e refuta assumir comando do PMDB na Bahia

O deputado estadual Hildécio Meireles externou sua posição favorável ao afastamento do deputado federal Lúcio Vieira da presidência do diretório do PMDB de Salvador. A prisão de Geddel, precedida da apreensão de R$ 51 milhões em imóvel ligado aos caciques da sigla, iniciou um movimento interno para evitar derrocada maior da legenda.

 

“Temos que mostrar a Lúcio que o partido precisa ser arejado, oxigenado [...] É mais conveniente. Ele não tem cabeça nesse momento para isso, imagino eu, não conversei com ele ainda. É oportuno passar o comando de Salvador e da Bahia para quem tem disposição, quem está arejado”, afirmou durante entrevista ao programa Se Liga Bocão News.

 

O comando do diretório, antes com Geddel, está nas mãos do deputado estadual Pedro Tavares. Hildécio esquivou sobre a possibilidade de assumir a presidência do PMDB na Bahia. “Eu fui eleito numa região específica do estado. Não me considero uma liderança estadual. Não me acho o melhor nome, estou sendo bem realista”. Ele evitou também referendar um nome para a posição.

 

Um encontro oficioso, nesta terça-feira (12), segundo Meireles, vai reunir peemedebistas também favoráveis à saída de Lúcio, cuja presença não foi confirmada. “Acredito que ele não esteja. Em algum momento vamos ter que enfrentar esse problema”.


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas