Notícias

Para fortalecer sigla, Herzem Gusmão defende entrada de Imbassahy e Zé Ronaldo no PMDB

Após uma reunião, o prefeito de Vitoria da Conquista, Herzem Gusmão deixou a sede do PMDB, em Salvador, com o discurso afinado com os demais. Diante da crise com a prisão de Geddel, na sexta passada, o partido deve se fortalecer. Ele defende a entrada de nomes como Antonio Imbassahy, hoje do PSDB, e do prefeito de Feira, Zé Ronaldo (DEM).

 

“Ao contrário do que diz o deputado Lucio Vieira Lima, de que o PMDB não é barriga de aluguel, eu acredito que precisamos atrair grandes lideranças, como Imbassahy, Zé Ronaldo, o deputado Arthur maia [hoje no PPS], o ex-governador Nilo Coelho. Acredito muito na possibilidade de o PMDB sair disso tudo fortalecido”, avalia Herzem, nesta terça (12), em conversa com o BNews.

 

O peemedebista também defende que a sigla mude de nome e volte a se chamar MDB. Ao ser indagado se o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, deve se consolidar com uma grande liderança do partido, com o escândalo envolvendo os Vieira Lima, Herzem foi cauteloso. “Sou defensor de ideia. Eu nunca defendi carlista, pedralista (numa referência a Pedral Sampaio), eu estimulo ideia e pensamento. A ideia permanece, os homens passam, os mandatos passam, até as agremiações passam, mas a ideia permanece”.


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas