Notícias

OAB do Rio suspende carteira de Marcelo Miller, procurador envolvido no caso JBS

Acusado de atuar de forma ilegal em favorecimento da JBS no acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal (MPF), o procurador Marcelo Miller vai ter sua carteira da OAB suspensa. A decisão deve ser anunciada em instantes na sede da Ordem no Rio de Janeiro, seção onde o procurador é inscrito.

 

A assessoria de comunicação da OAB/RJ confirmou ao Bahia Notícias que o presidente nacional da entidade, Claudio Lamachia, e o presidente da seccional, Felipe Santa Cruz, já estão reunidos no local para isso. Miller trabalhou na Procuradoria-Geral da República (PGR) e chegou a ser apontado como “ex-braço direito” do procurador-geral Rodrigo Janot.

 

Posteriormente, ele deixou o cargo público para trabalhar no escritório de advocacia Trench, Rossi e Watanabe, contratado para atuar na equipe de defesa da JBS. No entanto, novos áudios dos empresários Joesley Batista e Ricardo Saud apontam que Miller colaborou com os delatores no repasse indireto de informações quando ainda trabalhava na Procuradoria Geral da República (PGR).

 

Diante disso, Janot chegou a solicitar a prisão preventiva do procurador, mas o ministro Edson Fachin, relator do processo no Supremo Tribunal Federal (STF), não concedeu o pedido.


Categorias

Brasil




Classificados


Enquete



Mais Lidas