Notícias

Alba: Ângelo Coronel sugere mudança de lei: 'Quem vai julgar acusadores?'

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel (PSD), se pronunciou pela primeira vez  durante sessão nesta quarta-feira (13), sobre a investigação da Polícia Federal sobre o deputado estadual Marcelo Nilo (PSL) e sua relação com a empresa Bahia Pesquisa e Estatística LTDA (Babesp).

 

Coronel sugeriu que a lei seja alterada para garantir que haja punição para quem fizer acusações sem fundamentos legais. "Fica a pergunta: o que acontecerá com os algozes? Os acusadores deveriam ser penalizados. O país não pode ser mais conivente. Leva a imagem de um homem público para a berlinda e, quando se prova a inocência, não há nenhum reparo", criticou.

 

"Como restabelecer o conforto da família, daqueles que tiveram a casa invadida? Quem vai julgar os acusadores que não provarem a sua acusação? Precisa mudar essa lei urgente, e ninguém pode ficar nos arautos da moralidade [acusando]", sugeriu. Após a fala do presidente, Nilo reforçou que está sendo apenas investigado, e não acusado, e voltou a negar as acusações: "Revistaram a casa inteira e não encontraram um documento sequer. Só levaram o meu celular e o meu computador".


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas