Notícias

Primeira fábrica escola da Bahia valoriza cultura do cacau no município de Gandu

Os moradores do município de Gandu, serão os primeiros a experimentar os benefícios do ensino profissional prático, com a Fábrica Escola de Cacau e Chocolate inaugurada nesta sexta (06). A unidade pertence ao Centro Territorial de Educação Profissional do Baixo Sul, unidade da Secretaria de Educação, que atende mais de 1.100 estudantes.

 

Esta é a primeira deste tipo no estado e, além de valorizar a produção e cultura do cacau, inaugura essa modalidade de ensino que será implantada em outros municípios baianos. O governador Rui Costa esteve no município para a inauguração da unidade educacional que, além da formação profissional de baianos, representa um investimento na cultura alimentar como uma forma de promover uma identidade cultural nos territórios.

 

“Com estas fábricas escolas, nós queremos estimular, capacitar e transferir tecnologia para a nossa juventude. Mas não é só isso que viemos fazer aqui na cidade, quero aproveitar para anunciar um investimento de R$ 9 milhões para fazer a estrada de Gandu até Ibirataia. Eu sei que o povo está muito feliz com essa iniciativa. Também vamos estender o asfalto até o centro da cidade”, afirmou Rui.

 

A fábrica escola vai atender a mais de 250 alunos – mais de 100 do curso de nutrição e cerca de 150 das formações de administração, contabilidade e finanças. De acordo com a diretora do Cetep, Juceandre Santana, as novas instalações proporcionam aprendizado e desenvolvimento para os estudantes.

 

“Aqui eles terão a oportunidade de se capacitar ainda mais para o mundo do trabalho, e, usando o principal produto agrícola da região, aqui os produtores vão entregar a matéria-prima, que será beneficiada e vai virar produto de degustação para os moradores do Baixo Sul”, comemorou a diretora.

De acordo com o secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, “o essencial deste novo perfil de equipamento foi que a Secretaria passou a enxergar a importância da economia da territorialidade e cultura de cada lugar. Portanto, começamos a implementar uma política que valoriza a Educação desde suas séries iniciais até a formação para o mundo do trabalho. Essa inauguração inicia uma um novo processo, onde vamos proporcionar aos estudantes a prática no ensino da produção e comercialização do chocolate. Essa experiência vai se estender a outros locais da Bahia, valorizando a culinária local como a carne do sol, farinha, peixe e outros. Com isso, estaremos aliando a educação, o incentivo ao empreendedorismo e fortalecimento da economia regional”, destacou Pinheiro, que também visitou o Colégio Estadual Polivalente de Gandu, acompanhado por dirigentes da Secretaria.

 

Para a estudante de nutrição, Débora Nascimento, a fábrica vai preparar ainda mais os estudantes para o mercado de trabalho e uma formação mais completa. “A fábrica é um suporte importante para nós, principalmente para os estudantes de nutrição, porque é uma garantia de um estágio e tudo o que a gente vem aprendendo em sala de aula a gente pode colocar em prática aqui com um fruto tão significativo para a região que é o cacau”, contou a estudante.

Próximas fábricas escolas

Além da Fábrica Escola do Cacau e do Chocolate, já estão previstas mais três unidades, com instalação até o final deste ano. A Fábrica Escola de Maniçoba, em Cruz das Almas, em parceria com a Universidade Federal do Recôncavo (UFRB) e com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), para trabalhar a cadeia da mandiocultura e seus subprodutos, como o beiju, biscoitos, a farinha e a própria maniçoba.

 

Em Valença, a Fábrica Escola Moqueca, vai desenvolver tecnologias de processamento de pescado e mariscos e o desenvolvimento e aperfeiçoamento de pratos típicos regionais. Além da Fábrica Escola de Fumeiro, em Maragogipe, para o processamento de carne suína, pescados e mariscos, principalmente a defumação, em parceria com comunidades quilombolas.

 

Outras ações

Na oportunidade, o governador esteve nas obras da unidade de beneficiamento de frutas que será implantada no município, com recursos do Governo do Estado; e visitou a ExpoGandu, onde entregou um caminhão à Associação de Desenvolvimento do Baixo Sul, com investimento de R$ 150 mil, que vai atender a unidade de frutas. Também foi assinado com a Associação um convênio do projeto Bahia Produtiva, no valor de R$ 260 mil, que beneficia 68 famílias de agricultores.


Categorias

Baixo Sul




Classificados


Enquete



Mais Lidas