Notícias

Após criticar STF, PT muda posição e deve votar pelo afastamento de Aécio Neves

O senador Aécio Neves está comemorando a decisão do STF de submeter ao Congresso a decisão sobre o mandato parlamentar. O voto de decisão da presidente Cármen Lúcia desempatando em favor do tucano de Minas provocou reações de insatisfação modestas na sociedade e de satisfação imodesta da classe política.

 

Dito isso, a coluna Painel da Folha de São Paulo desta sexta-feira (13) traz a informação de que a bancada do PT no Senado, que protestou contra o que considerou excessos do Judiciário quando o Supremo Tribunal Federal suspendeu o mandato de Aécio Neves, votará para mantê-lo afastado quando o caso for examinado pelo plenário, na terça-feira (17).

 

O tucano deve ter o retorno aos trabalhos aprovado. A tendência é essa, mas os petistas argumentarão que, com a solução encontrada para o embate entre os dois Poderes, o Senado agora precisa analisar a gravidade das acusações que pesam contra Aécio na Justiça e não pode repetir o erro que, para eles, foi cometido quando o Conselho de Ética arquivou pedido de cassação do tucano, em julho.

 

Além do PT, senadores independentes de seus partidos como Roberto Requião do PMDB-PR devem votar contra o tucano de Minas Gerais.


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas