Notícias

Definição de novo diretor da PF envolveu reunião fora da agenda entre Temer e Sarney

Os bastidores da nomeação do novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, incluiu uma reunião no último sábado (4), fora da agenda oficial, entre o presidente Michel Temer e o ex-presidente José Sarney.

 

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, ele chegou ao Palácio do Jaburu à tarde, após Temer ter se encontrado com o ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral), o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), e o marqueteiro Elsinho Mouco. Os cinco conversaram e depois Temer teve um diálogo a sós com Sarney.

 

O encontro aconteceu quatro dias antes da nomeação de Segóvia, em substituição a Leandro Daiello, que estava à frente da PF havia sete anos.

Segundo Folha, a indicação de Segóvia foi feita por líderes peemedebistas, como Sarney e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. Titular do Ministério da Justiça, ao qual a PF está vinculada, o ministro Torquato Jardim não esteve no Jaburu neste fim de semana e não participou do processo de escolha. Ele foi avisado da troca na terça-feira (7), um dia antes da oficialização da mudança. 


Categorias

Notícias




Classificados


Enquete



Mais Lidas