Notícias

Delegado ligado ao PMDB vai coordenar operações na PF

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, escolheu o delegado Eugênio Ricas para ser o diretor de investigação e combate ao crime organizado. É a diretoria mais sensível da PF, por coordenar todas as operações, como a Lava Jato. O cargo era ocupado pelo delegado Maurício Valeixo, que será o superintendente da PF em Curitiba.

 

A decisão sobre Ricas já está tomada. Assim como Segóvia, Ricas é ligado ao PMDB. Ele é o atual secretário estadual de Controle e Transparência da gestão do governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB).

 

Antes disso, foi secretário de Justiça do governo do peemedebista. Ricas exerce cargos fora da estrutura da PF há anos. Razão pela qual delegados dizem considerar uma incógnita como será sua atuação na diretoria.

Estadão


Categorias

Notícias




Classificados


Enquete



Mais Lidas