Notícias

"A pressão que funciona é no painel de votação", diz Lúcio sobre cobrança por reforma ministerial

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB) não concorda com as reclamações públicas de aliados do presidente Michel Temer (PMDB) que clamam por reforma ministerial. Os partidos do Centrão têm pedido, com frequências, mudanças na articulação política do Planalto. Temer planeja reforma ministerial nas próximas semanas

 

Uma delas é a saída do ministro baiano Antônio Imbassahy (PSDB) da Secretaria de Governo. Para o peemedebista, o caminho para a cobrança deve ser outro. "A pressão que funciona é no painel de votação. Não adianta ficar falando mal em público”, disse Lúcio Vieira Lima.

 

A informação é da coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo. O PMDB estaria na lista das siglas que pedem a cabeça do tucano baiano. Cada dia mais enrolado com a Justiça, após a Procuradoria-Geral da República ver um elo seu com o bunker de R$ 51 milhões, o deputado federal Lucio Vieira Lima (PMDB) tem um “tutorial” de como pressionar o governo. Assim, acredita Lucio, a base conseguirá uma reforma ministerial mais benéfica.
 


Categorias

Política




Classificados


Enquete



Mais Lidas