Notícias

Número de mortos em terremoto na fronteira do Iraque com o Irã sobe para 530

O último balanço de vítimas do terremoto que atingiu a fronteira do Iraque com o Irã aponta que o número de mortos subiu para 530 mortos e o de feridos para 8 mil nesta terça-feira (14), de acordo com a Reuters, citando a agência estatal iraniana Irna. O presidente iraniano, Hassan Rohani, visitou algumas das áreas mais afetadas.

 

Ele prometeu ajuda governamental para a reconstrução. Rohani se deslocou até a cidade de Sarpol-e Zahab, que fica na província de Kermanshah, a mais atingida pelo terremoto de 7,3 de magnitude. Pelo menos 430 pessoas morreram nesta região onde o chefe de estado iraniano supervisionou as operações de resgate e se reuniu com os afetados.

 

Em sua chegada a Kermanshah, capital provincial, o presidente iraniano garantiu que foram mobilizados todos os recursos do governo para fazer frente à crise e anunciou que serão proporcionados empréstimos às pessoas que precisem reconstruir seus lares. "O governo acelerará este processo para que possa ser feito no menor tempo possível", afirmou Rouhani, segundo um comunicado da presidência iraniana.

 

Na manhã desta terça, no horário local, as autoridades declararam encerrados os esforços de busca por vítimas, segundo a TV estatal. Cerca de 30 mil casas ficaram destruídas, segundo a emissora de televisão estatal, e o fornecimento de água e luz segue cortado nas áreas mais atingidas. Mansoureh Bagheri, funcionário do Crescente Vermelho (instituição humanitária associada ao comitê internacional da Cruz Vermelha), afirmou à BBC que 12 mil imóveis ficaram completamente destruídos.


Categorias

Mundo




Classificados


Enquete



Mais Lidas