Notícias

Empresário continua sumido após mergulho em Jaguaripe e irmã faz apelo por ajuda

Dois dias após fazer um mergulho para caça submarina na região da Ilha d'Ajuda, que fica no município de Jaguaripe, no baixo sul da Bahia, o empresário Artur Knot, de 38 anos, continua desaparecido. Nas redes sociais, a irmã do empresário, Amanda Knot, fez um apelo nas redes sociais e pediu ajuda nas buscas.

 

"Nós precisamos é de ajudanas buscas!!! Seja por mar, seja por terra, seja divulgando a foto dele para quem se encontra nas praias circunvizinhas. É disso e de pensamentos positivos que a nossa família precisa".  No dia do desaparecimento, a irmã dele já tinha feito um post dizendo que Artur é um ótimo mergulhador e que aguarda as buscas com otimismo.

 

"Ele é um excelente mergulhador e nada muito bem, então vamos nos concentrar nos pensamentos positivos". De acordo com o delegado José Raimundo Nery, titular da 5ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Valença), as buscas pelo empresário foram retomadas na manhã desta segunda-feira (1º), por equipes de resgate que estão na costa por meio de lanchas e barcos. Artur Knot desapareceu, no início da tarde de sábado (30).

 

Ele fazia um mergulho para caça submarina na região da Ilha d'Ajuda, que fica no município de Jaguaripe, no baixo sul da Bahia. Ele é morador do município de Valença e atua na área de alimentação. O delegado José Raimundo Nery contou que o empresário avançou a dez quilômetros da costa e mergulhou com um amigo, ambos acostumados com a prática de caça submarina.

 

Após o mergulho, o amigo retornou à superfície e Artur Knot não. Segundo a polícia, o empresário é gaúcho, mas já mora há anos em Valença, no sul da Bahia, onde comanda um restaurante no centro da cidade segundo informações do G1.


Categorias

Baixo Sul




Classificados


Enquete



Mais Lidas